Siga-nos

Perfil

Expresso

Mês da Energia

Há energia renovável na ilha

  • 333

Cabo Verde tem excelentes condições para o aproveitamente de energia fotovoltaica

Marcos Borga

Em Cabo Verde há uma pequena localidade, o Carriçal, na Ilha de São Nicolau que não tinha energia. Agora já há eletricidade e da limpa

6.555°N 24.082°W. Carriçal, São Nicolau, Cabo Verde. Os aproximadamente 200 habitantes que até à data viviam às escuras têm agora com acesso a energias renováveis. No final de 2015 concluíram-se as instalações da Central Fotovoltaica, da rede de distribuição de energia e da iluminação pública. Espera-se que até 2018 esta população consiga viver 24 horas diárias com 40% de energia limpa.

Um investimento de €1.723.120 milhões levado a cabo numa parceria da Cap Vert Espoir est Développement, ONG Luxemburguesa, Câmara Municipal da Ribeira Brava, do Fundo Global para o Meio Ambiente e da ONU, entre muitos outros.
Embora no Carriçal ainda não houvesse energia elétrica, existiam três casos onde as renováveis já chegavam à escola primária, ao centro social e à Unidade Sanitária, que funcionavam com recurso a energia solar.

São 50 famílias que vão poder usufruir da energia de forma pré-paga. A comunidade espera que este sistema faça com que seja mais fácil gerir as necessidades da população evitando desperdícios. No total, o projeto conta com 88 painéis fotovoltaicos, que resulta num total de 22 kw. Serão ainda instalados acumuladores de energia para que não haja falhas nos momentos de maior utilização da rede.

A população do Carriçal vive maioritariamente com recurso à atividade piscatória, mas o governo espera que esta novidade possa trazer aquela região o aparecimento de novas áreas de negócio e com ele chegue o desenvolvimento. Vê também como vantagem o acesso às novas tecnologias por parte das crianças da escola primária pondendo assim aumentar o leque de perspetivas de futuro.

Acompanhe o Mês da Energia ao longo de junho, de segunda a sexta, no Expresso Diário e Online

  • O sol gira mesmo à nossa volta

    No arranque do Mês da Energia, conheça a Cooperativa Coopérnico, uma comunidade que investe em energias renováveis para integrar na rede elétrica. Estão nomeados para os prémios europeus e fornecem energia equivalente à que é gasta por 130 famílias

  • O aeroporto que é uma cidade que nunca dorme

    África do Sul está a desenvolver esforços para se tornar na nação amarela, vermelha ou laranja dependendo da cor do sol. Já há um aeroporto que está quase a ser movido 100% a energia solar e o objetivo é que até 2018 haja três a funcionar

  • As histórias que dão luz

    Conheça o Mês da Energia, o projeto do Expresso e da EDP que dá a conhecer o que de melhor se faz com recursos energéticos em Portugal e no mundo

  • Vinho quente

    Na fronteira entre o Brasil e o Uruguai, uma herdade de 270 mil hectares faz toda a sua produção de vinha através de energia solar

  • A energia de Bill

    A inovação não se faz sem investimento nem pesquisa e, depois de trazer ao mundo a Microsoft, Bill Gates aposta na energia de fissão nuclear. O presidente da TerraPower espera que em 2030 já haja energia a ser produzida desta forma

  • Nas renováveis, a Índia já não está em desenvolvimento

    Em muitos assuntos, a Índia é caracterizada como país em desenvolvimento mas a definição torna-se incompatível com os esforços energéticos que o país asiático tem feito e que o estão a transformar num autêntico laboratório energético a céu aberto

  • O Sol quando nasce é para todos

    Aproveitar o melhor dos dois mundos, aquilo que sempre disseram ser impossível, torna-se agora a inspiração para o objeto fetiche daqueles que se querem libertar das energias fósseis

  • Exército brasileiro ajuda na segurança… energética

    Numa rápida associação de palavras não será difícil perceber a ligação entre exército, segurança e energia. A partir deste ano o exército brasileiro mudou esta analogia sendo a segurança energética e a energia renovável

  • Sol, praias e energias limpas

    C-SERMS, ou Caribbean Sustainabble Energy Roadmap and Strategy. Assim se chama a união de 15 países do Caricom que querem gerar 48% de energia renovável até 2027

  • Eucalipto, energia doce

    Um hectare de floresta de eucalipto tem capacidade de produzir 23 toneladas de biomassa durante um ano. O cultivo desta árvore apresenta inúmeras vantagens ambientais e energéticas

  • A conferência do Mês da Energia

    A 30 de junho, quinta-feira, realiza-se no auditório EDP, em Lisboa, a conferência que marca o final do projeto do Expresso em conjunto com a EDP que, ao longo deste mês, tem discutido nas diversas plataformas do grupo Impresa, as grandes tendências que marcam (e vão marcar) o futuro de um assunto tão fulcral para a sociedade. Consulte o programa e veja onde se inscrever

  • Levar luz ao feminismo

    Enquanto meio mundo pensa soluções para usar menos energia, outra metade tenta ter acesso à eletricidade. Anya Cherneff junta o melhor dos dois mundos, movimentando uma causa social e levando energia limpa ao Nepal

  • Mercado global, fatura local

    Do petróleo à eletricidade, a energia é transacionada numa dinâmica global, em que riscos e oportunidades acabam por se confundir