Siga-nos

Perfil

Expresso

Mês da Energia

Administração Pública sobre rodas verdes

  • 333

Os carros do Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na Administração Pública já contam com mais de 100.000 km correspondentes a mais de 20.000 viagens

Miles Willis/Getty Images

Se o exemplo vem de cima a administração pública fez da expressão realidade. Em 2015 trocou alguns dos seus carros por 30 elétricos e agora sabem-se os resultados da mudança

Diz a experiência democrática que quando numa notícia se unem os temas administração publica e compra de veículos, normalmente suscita uma onda de indignação como resposta. Neste caso gerou-se uma poupança de 11 toneladas de CO2.

Está em causa o Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na Administração Pública, ainda em fase embrionária, e cujos 30 carros elétricos já evitaram a emissão de 11 toneladas de CO2. Na rodagem já se contam mais de 100.000 km correspondentes a mais de 20.000 viagens.

Financiado pelo Fundo Português de Carbono, o programa quer tornar-se não só uma forma prática na poupança económica e energética, como também servir de sensibilização, de exemplo e de rastilho a uma mudança de comportamentos no que à mobilidade diz respeito.

Os 30 carros entraram ao serviço em outubro de 2015 e, neste período, poupou-se 6.000€, representando um custo médio de 0,03€/km.

Todo o programa está a ser acompanhado e seguido atentamente, quilómetro a quilómetro, a “redução efetiva de emissões, as poupanças e os custos associados à mobilidade elétrica, além de um conjunto de indicadores sobre a mobilidade no Estado e o desempenho dos veículos elétricos”.
Num plano a dez anos, o Parque de Veículos do Estado deverá ver a frota renovada de forma a que no final já estejam disponíveis 1200 carros elétricos.

Acompanhe o Mês da Energia ao longo de junho, de segunda a sexta, no Expresso Diário e Online

  • O sol gira mesmo à nossa volta

    No arranque do Mês da Energia, conheça a Cooperativa Coopérnico, uma comunidade que investe em energias renováveis para integrar na rede elétrica. Estão nomeados para os prémios europeus e fornecem energia equivalente à que é gasta por 130 famílias

  • O aeroporto que é uma cidade que nunca dorme

    África do Sul está a desenvolver esforços para se tornar na nação amarela, vermelha ou laranja dependendo da cor do sol. Já há um aeroporto que está quase a ser movido 100% a energia solar e o objetivo é que até 2018 haja três a funcionar

  • As histórias que dão luz

    Conheça o Mês da Energia, o projeto do Expresso e da EDP que dá a conhecer o que de melhor se faz com recursos energéticos em Portugal e no mundo

  • Vinho quente

    Na fronteira entre o Brasil e o Uruguai, uma herdade de 270 mil hectares faz toda a sua produção de vinha através de energia solar

  • A energia de Bill

    A inovação não se faz sem investimento nem pesquisa e, depois de trazer ao mundo a Microsoft, Bill Gates aposta na energia de fissão nuclear. O presidente da TerraPower espera que em 2030 já haja energia a ser produzida desta forma

  • Nas renováveis, a Índia já não está em desenvolvimento

    Em muitos assuntos, a Índia é caracterizada como país em desenvolvimento mas a definição torna-se incompatível com os esforços energéticos que o país asiático tem feito e que o estão a transformar num autêntico laboratório energético a céu aberto

  • O Sol quando nasce é para todos

    Aproveitar o melhor dos dois mundos, aquilo que sempre disseram ser impossível, torna-se agora a inspiração para o objeto fetiche daqueles que se querem libertar das energias fósseis

  • Exército brasileiro ajuda na segurança… energética

    Numa rápida associação de palavras não será difícil perceber a ligação entre exército, segurança e energia. A partir deste ano o exército brasileiro mudou esta analogia sendo a segurança energética e a energia renovável

  • Sol, praias e energias limpas

    C-SERMS, ou Caribbean Sustainabble Energy Roadmap and Strategy. Assim se chama a união de 15 países do Caricom que querem gerar 48% de energia renovável até 2027

  • Eucalipto, energia doce

    Um hectare de floresta de eucalipto tem capacidade de produzir 23 toneladas de biomassa durante um ano. O cultivo desta árvore apresenta inúmeras vantagens ambientais e energéticas

  • A conferência do Mês da Energia

    A 30 de junho, quinta-feira, realiza-se no auditório EDP, em Lisboa, a conferência que marca o final do projeto do Expresso em conjunto com a EDP que, ao longo deste mês, tem discutido nas diversas plataformas do grupo Impresa, as grandes tendências que marcam (e vão marcar) o futuro de um assunto tão fulcral para a sociedade. Consulte o programa e veja onde se inscrever

  • Levar luz ao feminismo

    Enquanto meio mundo pensa soluções para usar menos energia, outra metade tenta ter acesso à eletricidade. Anya Cherneff junta o melhor dos dois mundos, movimentando uma causa social e levando energia limpa ao Nepal