Siga-nos

Perfil

Expresso

Mês da Energia

O aeroporto que é uma cidade que nunca dorme

  • 333

Em 200 metros quadrados foram instalados 3000 painéis fotovoltaicos

Alberto Frias

África do Sul está a desenvolver esforços para se tornar na nação amarela, vermelha ou laranja dependendo da cor do sol. Já há um aeroporto que está quase a ser movido 100% a energia solar e o objetivo é que até 2018 haja três a funcionar

Esqueça Nova Iorque, ignore Shangai e Tóquio. As cidades que realmente nunca dormem são aquelas que funcionam nos aeroportos. Lojas, restaurantes, escritórios, casas de banho, salas de espera… Uma lista imensamente grande, tanto quanto a energia que é precisa para fazer estas cidades funcionar. O aeroporto de George, na África do Sul, pertence a esta lista que nunca dorme, mas deixou de pertencer à lista daqueles que escavam no planeta uma gigantesca pegada ecológica.

Em 200 metros quadrados foram instalados 3000 painéis fotovoltaicos e este novo parque solar não só emprega dezasseis pessoas como consegue suprir 41% das necessidades energéticas do aeroporto produzindo uma media de 750 kw por dia. Esta iniciativa já valeu à ACSA – Airports Company South Africa — o prémio de projeto do ano na área de energia e água dos African Utility Industry Awards.

Até 2017, ano em que o aeroporto começa a funcionar com total independência da energia da rede, os 600,000 passageiros que marcam passagem todos os dias naquele aeroporto conseguirão usufruir em todo o espaço de energia limpa. Neste momento a área de alugar carros, os armazéns, a escola de pilotos e os escritórios das companhias aéreas bebem da energia dos raios de sol sul-africanos.

O projeto vem na senda do Vision30 e até 2018, tanto o aeroporto de Kimberley como de Upington, deverão funcionar sem recurso a eletricidade. O pilar do programa Vision 30 é obviamente a redução do consumo de energias fósseis, mas também a diminuição do consumo de água e o aumento da reciclagem de resíduos.

Acompanhe de segunda a sexta o Mês da Energia ao longo de junho, no Expresso Diário e Online

  • O sol gira mesmo à nossa volta

    No arranque do Mês da Energia, conheça a Cooperativa Coopérnico, uma comunidade que investe em energias renováveis para integrar na rede elétrica. Estão nomeados para os prémios europeus e fornecem energia equivalente à que é gasta por 130 famílias

  • As histórias que dão luz

    Conheça o Mês da Energia, o projeto do Expresso e da EDP que dá a conhecer o que de melhor se faz com recursos energéticos em Portugal e no mundo