Siga-nos

Perfil

Expresso

Testemunhos

Leonor Freitas, Administradora da Casa Ermelinda Freitas

  • 333

Ana Baião

" Portugal embora seja um país pequeno é muito diversificado, quer na paisagem, quer nas atividades económicas, que se refletem na diversidade das PME que temos"

"Acho que as PME são o equilíbrio e a força de uma sociedade, não há duvida que as grandes empresas são imprescindíveis num país, mas as PME e os seus colaboradores são o seu complemento. Não há duvida de que temos de ter a noção que todos somos importantes para fazer crescer o nosso país.

Vejo o futuro de Portugal com boas perspetivas e grande otimismo de desenvolvimento, quer a nível de exportações, quer a nível de angariar investimentos para o país.

Isto porque Portugal embora seja um país pequeno é muito diversificado, quer na paisagem, quer nas atividades económicas que se refletem na diversidade das PME que temos.

Refletindo sobre o sector que melhor conheço, o da vitivinicultura temos uma grande diversidade de castas, temos diferentes vinhos consoante as regiões onde as vinhas estão plantadas e conseguimos ser competitivos a nível mundial, sobretudo na qualidade, mas também em algumas regiões em melhor qualidade quantidade/preço.

Tudo isto é possível devido a um fator que não podemos esquecer que são as pessoas que permitem uma grande capacidade de empreendedorismo das grandes empresas e PME.

Temos bons empresários nas grandes empresas e nas PME, temos famílias empreendedoras a dar continuidade ao trabalho dos seus antepassados, temos pessoas habituadas a lutar e a trabalhar todos os dias.

Isto permite-nos ter todas as condições para termos um bom país para receber, quem nos visite ou quer investir e exportar os nossos produtos.

Tendo todas estas condições teremos que refletir:

“- Como otimiza-las para que os resultados sejam efetivos?”

“- Como faze-lo, mantendo sempre a sua identidade e qualidade que define Portugal?”

“- E pergunto mesmo, como pode o setor rural com as suas várias PME, ser um agente ativo, moderno, participativo, e parceiro de todas as outras atividades sem, no entanto, perder a sua própria identidade rural?


A Casa Ermelinda Freitas como PME é uma empresa familiar que enfrenta o futuro com otimismo, trabalhando todos os dias para se adaptar as tendências do mercado a nível nacional e internacional, vai investindo de modo a que se torne moderna e competitiva, preparando a nova geração para assumir a continuidade dos princípios que as gerações antecessoras foram defendendo trabalhando sempre na perspetiva da dignificação do sector, da região e de Portugal."