Siga-nos

Perfil

Expresso

Testemunhos

Fernando Reis Pinto, CEO da Gefco

  • 333

Tiago Miranda

"Num mercado que é cada vez mais global é positivo que as empresas portuguesas queiram também participar. E têm potencial para o fazer com sucesso"

"No nosso país desde 1992, a GEFCO Portugal tem mantido um olhar atento à atividade das PME portuguesas e à sua evolução num ambiente que, nos últimos anos, se tem vindo a agravar no que diz respeito à criação de condições favoráveis à condução dos seus negócios.

Sabemos que o panorama económico levou a que muitas PME se vissem obrigadas a refrear os seus objetivos de negócio e, em último recurso, a fechar portas por diminuição de volume de vendas e pelo difícil acesso a financiamento que a crise, também da banca, provocou. Outras, antecipando a retração do mercado nacional procuraram oportunidades de internacionalização numa tentativa de gerar lucros, também pela exportação dos seus serviços e produtos. Neste ponto, o estabelecimento de parcerias e colaborações estratégicas são fundamentais para que os negócios cheguem “a bom porto”.

Neste ponto, a identificação de parceiros internacionais confiáveis e com quem se possa construir uma relação de qualidade sustentada e que se mantenha no tempo é um passo exigente e desafiante. E, neste ponto, as PME portuguesas têm sido geralmente bem-sucedidas, estabelecendo relações comerciais sobretudo na União Europeia em que a existência do Espaço Schengen facilita a trocas de bens e serviços. E dado este passo para os mercados internacionais, pensamos que já não tem retorno. E ainda bem. Num mercado que é cada vez mais global é positivo que as empresas portuguesas queiram também participar. E têm potencial para o fazer com sucesso.

No entanto, para que o sucesso seja alcançado nesta “nova arena”, é necessário que as PME fortaleçam e consolidem o seu negócio também pela criação de competências humanas e logísticas que lhes permitam responder e acompanhar o desenvolvimento que a expansão internacional lhes exigirá. Este é um investimento necessário das PME que procuram afirmar-se como referência no mercado internacional, procurando sempre a diferenciação pela qualidade, quer do serviço prestado ou do produto oferecido, mas também pela postura assumida de qualidade nos processos e na forma de, em relação com os seus parceiros, fazer negócio."