Siga-nos

Perfil

Entrepreneur Of The Year

Entrepreneur Of The Year

Inovadores, estrategas e impactantes: assim são os grandes empreendedores

Do patrão da Sonae aos fundadores da Vision-Box, a EY premiou seis empreendedores portugueses

Rute Barbedo

O que distingue Belmiro de Azevedo (da Sonae), Carlos e Jorge Martins (da Martifer), Carlos Moreira da Silva (da BA Glass), Dionísio Pestana (do Grupo Pestana), Manuel Alfredo de Mello (da Nutrinveste), Bento Correia e Miguel Leitmann (da Vision-Box) dos restantes empreendedores portugueses? Foram estes os vencedores do Prémio Empreendedor do Ano, atribuído pela EY desde 2006 em Portugal.

Além dos critérios objetivos de elegibilidade para o prémio – como a obrigatoriedade de um volume anual de negócios superior a €2,5 milhões ou de o capital da empresa candidata ser maioritariamente nacional – noções como a inovação, o impacto social, a qualidade estratégica e o espírito empreendedor pesam na decisão do júri.

Depois de uma série de entrevistas conduzidas por uma equipa da EY, que visam selecionar um primeiro rol de candidatos, a eleição dos finalistas e dos vencedores do prémio Empreendedor do Ano cabe a um júri independente, composto por personalidades (muitas vezes antigos vencedores da distinção) de diferentes quadrantes sociais. Numa primeira fase, são selecionados os seis finalistas do concurso. Daí, o júri parte para a eleição do grande vencedor, podendo distinguir empresários noutras categorias, como já aconteceu nas vertentes da performance internacional ou da capacidade de inovação.

Este ano, os finalistas serão apurados em fevereiro, estando a gala final de atribuição do prémio prevista para março. O Empreendedor do Ano eleito em Lisboa irá representar Portugal na final mundial de Monte Carlo, no Mónaco, durante o mês de junho.