Siga-nos

Perfil

Expresso

EDP Open Innovation

Delfos ganha €50 mil euros e bilhete para a Web Summit

Marcos Borga

A empresa brasileira que desenvolveu um sistema que monitoriza, estabelece padrões de análise e antecipa problemas em tempo real nas turbinas eólicas ganhou o grande prémo do EDP Open Innovation. Juntam-se a Glartech e Sunshine Rocks no lote que ganhou também um lugar na Web Summit em Lisboa

Foi sob o som de muitos aplausos que o nome da Delfos Predictive Maintenance foi anunciado como o grande vencedor da 5ª edição do EDP Open Innovation - projeto de empreendedorismo do Expresso e da EDP que resulta da união entre o Energia de Portugal e o Prémio EDP Inovação - perante a plateia presente no Investment Pitch que marcou o final da competição

Foi no grande auditório da sede da EDP que os 15 finalistas se reuniram perante júri e investidores para darem a conhecer, em apresentações de três minutos cada, as suas ideias de negócio e porque são viáveis.

"Obrigaram-nos a desafiar-nos e evoluir e, por isso, obrigado", confessou, Guilherme Studart, quando subiu ao palco para agradecer. A empresa brasileira tenta responder ao grande problema da energia, aumentar a produtividade e o ciclo de vida das turbinas sem aumentar os custos de operação e manutenção, com um sistema que monitoriza, estabelece padrões de análise e antecipa problemas em tempo real. É uma solução inovadora que chamou a atenção do júri e que valeu "as muitas horas sem dormir." Por isso, o balanço do co-fundador não podia ser "mais positivo."

Além dos €50 mil euros atribuídos à melhor ideia de negócio, ganharam também um bilhete para a Web Summit. Juntam-se assim às outras equipas que compõem o pódio. A Glartek chegou ao segundo lugar com um ideia de tornar um sistema industrial mais intuitivo, através de uma solução digital que junta a Internet das Coisas à realidade aumentada. Já a Sunshine Rocks criou uma plataforma que permite às pessoas ligaram-se a nível local para partilharem condições energéticas e juntarem-se enquanto comunidade.

Durante o certame, houve ainda espaço para a gravação de um programa a ser exibido na SIC Notícias, com moderação do diretor geral de informação do grupo Impresa, Ricardo Costa. Para o secretário de estado da Indústria, João Vasconcelos, é importante que esta "nova geração comece a ter um mindset global" para que acompanhem a "mudança da paradigma".

Algo que o CEO da EDP, António Mexia reconhece e acredita ser "um dos assuntos chave na nossa sociedade." É preciso "ter a mente aberta e estarmos preparados para a revolução." Um fator para o qual pode contribuir a Web Summit, em Lisboa. Para Daire Hickey, co-fundador do mega evento, "os holofotes vão estar em Lisboa" e é uma "oportunidade enorme" para quem, como hoje, garantiu uma oportunidade entrar na montra mundial.

Algo que exige capacidade de acelerar, como lembrou Francisco Pedro Balsemão na sua nota de encerramento. O CEO do grupo Impresa relembrou o anúncio da criação plataforma para novas empresas, a SIM (Startups Impresa for Media) e deixou um desejo para os presentes: "não devemos ter medo de pensar fora da caixa."