Siga-nos

Perfil

Click Portugal

Click Portugal

Dez coisas que vão mudar na banca: dados em todo o lado

  • 333

Xolitos

A personalização permite as bancos ter acesso a dados e estatísticas de utilização que estão a mudar a interação com os clientes. É o quinto de dez artigos que ao longo das próximas duas semanas apresentam as mudanças que se avizinham na banca

Os utilizadores e os bancos têm acesso a mais informação do que nunca. Tanto de fontes tradicionais (avaliações de crédito ou inquéritos aos clientes) como de meios que ganham proeminência (com destaque para as redes sociais).

Vão ser estabelecidos padrões cada vez mais sofisticados a partir do desenvolvimento de avançadas capacidades analíticas que permitem integrar e sistematizar todas esta nova panóplia de dados. 75% das instituições inquiridas pela PWC estão a realizar investimentos neste sentido com 57% a considerar que estas ferramentas vão ser essenciais.

O conhecimento do cliente e a ligação 24 horas por dia vai ser uma constante. Por exemplo, no futuro o seu telemóvel pode enviar um sinal ao banco a avisar que está a entrar num stand automóvel, e os seus dados são logo analisados para o informar por mensagem das possibilidades e condições de crédito. O banco pode também detetar problemas que estejam a afectar determinados clientes empresariais de acordo com análises métricas das redes sociais. Sempre de forma automática.