Siga-nos

Perfil

Carro do Ano 2016

Carro do Ano

Os principais destaques dos familiares a concurso no Essilor Carro do Ano 2018

Hyundai i30 SW Style DCT 1.6 CRDi (110 CV) - 29.618 euros; Honda Civic 1.0 i-VTEC Turbo Executive Premium (120 CV) – 31.040 euros

Hyundai i30 SW Style DCT 1.6 CRDi (110 CV) - 29.618 euros

O comprimento total da Hyundai i30 SW é 4.585mm (versão de 5 portas: 4.340mm) e a sua altura é de 1.465mm (1.475mm com as barras de tejadilho). A sua largura (1.795mm) e distância entre eixos (2.650mm) são as mesmas que as da versão de cinco portas.

O espaço de bagageira conta com 602 litros de espaço com os bancos na posição normal ou 1.650 litros de espaço com os bancos rebatidos. Encontramos um espaço adicional de armazenamento que compreende por baixo da bagageira, com vários compartimentos.

“Desenhado, desenvolvido, testado e fabricado na Europa o Novo Hyundai i30 assume-se como o automóvel ADN da marca para a Europa”, afirmou Thomas A. Schmid, COO da Hyundai Motor Europe. “O i30 foi concebido para ser um automóvel para todos. É mais do que um modelo – é uma família de modelos que consiste em quatro versões”.

A i30 SW oferece de série um conjunto de sistemas de segurança ativa, nomeadamente Travagem Autónoma de Emergência (AEB), Alerta de Fadiga do Condutor (DAA), Sistema de Controlo Automático dos Máximos (HBA) e Sistema de Manutenção à Faixa de Rodagem (LKAS).

O ecrã tátil de oito polegadas incluído no sistema de navegação oferece funcionalidades de conectividade como o Apple CarPlay, o Android Auto e os Live Services. Em alternativa a Hyundai oferece, de série, o sistema de som premium com um ecrã tátil LCD de cinco polegadas, com câmara de marcha atrás integrada, Bluetooth e My Music. Está disponível também, de série, o carregador wireless de telemóvel.

Motorizações que encontramos na Hyundai i30 SW

A linha de motorizações consiste em motores turbo, comprimidos. Os clientes poderão escolher entre três motores, dois a gasolina e um motor turbo diesel de 1.6 litros com duas medidas de potência (110 CV e 136 CV). Para a SW estará disponível o novo motor turbo Hyundai 1.4 T-GDi de quatro cilindros que entrega uma potência máxima de 140 CV. O novo 1.0 T-GDi de três cilindros proporciona uma potência máxima de 120 CV.

A sua carroçaria rígida e leve é composta por 53% de aço de elevada resistência.

A Nova Hyundai i30 SW inclui a oferta de 5 anos de manutenção programada e, como já é habitual na marca, conta também com a Garantia de 5 anos sem limite de quilómetros.

Honda Civic 1.0 i-VTEC Turbo Executive Premium (120 CV) – 31.040 euros

O Honda Civic chegou à sua décima geração, é um hatchback de cinco portas, integra o segmento C. É um automóvel familiar, mas ao mesmo tempo é dinâmico e desportivo. A equipa de desenvolvimento centrou-se no slogan de base para este projeto, "otokomae", com a finalidade de criar um propósito bem definido. A palavra "otokomae" simboliza uma sensação de graciosidade e de elegância, bem como de beleza interior.

O novo Civic hatchback é 30 mm mais largo, 136 mm mais comprido e 20 mm mais baixo do que a geração anterior. Em parte, graças à maior largura e comprimento da plataforma e à maior distância entre eixos, os ocupantes dos bancos dianteiros e traseiros beneficiam agora, de acordo com a marca japonesa, de maior visibilidade e mais espaço.

A posição de condução é 35 mm mais baixa do que a do anterior Civic, criando uma sensação de maior segurança e envolvência para condutor e passageiro dianteiro. A altura do capot do motor baixou 65mm. A nova estrutura da carroçaria e das molas, amortecedores e casquilhos de suspensão pretendem ajudar a amortecer o ruído e a vibração do pavimento. A intenção dos técnicos é cortar os efeitos nocivos sobre a carroçaria e melhorar a sensibilidade da condução.

Os bordos superiores dos grupos óticos dianteiros encontram o topo da grelha junto da parte frontal do capot do motor. Consoante a versão, estes grupos óticos, esguios e com caráter assumidamente "hi-tech", são de LEDs ou de lâmpadas de halogéneo. Todas as versões estão equipadas com luzes de presença diurnas de LEDs que fazem acender uma faixa recurvada no bordo exterior do farol.

Em termos de volume, acesso e versatilidade, o espaço na bagageira é de 478 litros. A divisão/rebatimento a 60:40 dos bancos traseiros, o bordo de carga de baixa altura (679 mm) e a abertura da mala (1.120 mm) combinam-se com o piso plano e facilitam o processo de carga de objetos pesados e de grandes dimensões. O compartimento debaixo do piso (em todas as variantes exceto nas Sport e Sport Plus) oferece um local para guardar objetos longe de olhares indiscretos.

A cobertura para a bagageira do tipo de abertura lateral pode ser puxada para fora a partir de uma cassete de montagem lateral.

O Civic está disponível com a segunda geração do equipamento de infotainment e conectividade da Honda, o sistema Honda Connect. A interface DII inclui uma área na qual o condutor pode percorrer os diversos ecrãs do sistema de infotainment, incluindo o sistema de navegação, a função de texto para SMS e email (complementada por respostas ativadas por voz), as informações sobre as faixas de áudio, os contactos do smartphone, as informações sobre a viagem e as notificações do sistema de monitorização da manutenção do veículo. Nas variantes Sport, o condutor também pode monitorizar o nível de intensificação do turbocompressor.

Destaques do motor a concurso

O Civic a concurso no Essilor Carro do Ano 2018 é o primeiro modelo na Europa a oferecer o motor tricilíndrico Honda de 1.0 litros. O programa de desenvolvimento das novas motorizações VTEC TURBO aproveitou a experiência adquirida durante o desenvolvimento da primeira unidade VTEC TURBO de sempre da Honda – o motor 2.0 litros de 310 CV estreado em 2015 no Civic Type R.

A unidade 1.0 VTEC TURBO de três cilindros a gasolina pretende oferecer uma melhor utilização diária, assim como maior prazer de condução graças ao maior binário a baixa e média rotação – para além de menores consumos de combustível em relação ao motor VTEC de 1.8 litros da anterior geração Civic. Os 200 Nm de binário máximo da versão com caixa manual de seis velocidades aparecem às 2.250 rpm; os 180 Nm da versão com CVT estão disponíveis entre as 1.700 e as 4.500 rpm. A potência máxima é de 129 CV (95 kW) às 5.500 rpm. Os valores oficiais de emissões de CO2 são de 106 g/km para a versão com CVT, atingindo consumos NEDC em circuito combinado a partir de 4,7l/100 km (60,1 mpg).

O acelerador convencional por cabo foi substituído por um sistema de acelerador eletrónico "drive-by-wire", com a ligação entre o pedal e a válvula do acelerador no interior da rampa de aceleração a ser assegurada por um sistema eletrónico inteligente. A caixa automática CVT foi completamente redesenhada para aplicação nestes novos motores VTEC TURBO.