Siga-nos

Perfil

Carro do Ano 2016

Inscritos

Salto quântico

  • 333

A 11º geração do Opel Astra representa um verdadeiro salto quântico em matéria de eficiência, conectividade e dinâmica. Servido por uma completa gama de motores a gasolina e gasóleo, com baixas emissões e consumos anunciados, o novo Astra está mais leve e mais compacto, sem prejuízo da habitabilidade, que melhora, e do nível de equipamento, que passa a integrar sistemas inovadores como o Opel OnStar, o sistema de conectividade Intellilink e os faróis de matriz de LED IntelliLux. A versão que a Opel apresenta a concurso monta um propulsor Diesel de 110 Cv de potência com consumos anunciados de 3,5 l/100 km

Poucos modelos de produção atual têm uma história com a longevidade do Opel Astra. O familiar compacto da marca regressa agora à luz dos holofotes com a sua 11ª geração e com uma filosofia nova, concretizada num novo chassis e arquitetura, numa gama de motores mais potentes e eficientes e também no conteúdo tecnológico, um dos principais cartões-de-visita do novo Astra. "O novo Astra vai dar continuidade à nossa política de colocar ao alcance de um público muito vasto inovações que só estão disponíveis em segmentos superiores. O Astra marcará, simultaneamente, o início de uma nova era na Opel, constituindo um verdadeiro salto quântico. Os nossos engenheiros desenvolveram este modelo a partir de uma folha em branco, sempre com três grandes objetivos em mente: eficiência, conectividade e dinâmica», explica o CEO do Opel Group, Karl-Thomas Neumann.

Para cumprir esses objetivos, a Opel desenvolveu um familiar compacto de cinco portas que é 200 quilogramas mais leve do que a anterior geração, reforçando o nível de equipamento de segurança, conforto e conectividade com sistemas de nova geração como o Opel OnStar e Intellilink: "O novo Astra tem por base uma arquitetura de baixo peso, totalmente nova, é movido exclusivamente por motores da mais recente geração e garante total ligação com o mundo exterior através dos inovadores serviços OnStar de assistência em viagem e em emergência, e da integração de ‘smartphones’ no sistema de infoentretenimento." Outra das novidades tecnológicas da mais recente geração do Astra é a integração dos faróis de matriz de LED IntelliLux.

Apesar das suas dimensões mais compactas, que se traduzem numa aerodinâmica mais eficaz, a habitabilidade e o conforto a bordo aumentaram. Uma das novidades no habitáculo são os bancos ergonómicos AGR com massagem, ventilação e mais regulações.

Todos os novos Opel Astra estão dotados de "ar condicionado, volante forrado a couro, quatro vidros elétricos, fecho centralizado de portas com comando à distância, espelhos retrovisores com regulação elétrica e aquecimento, computador de bordo, programador de velocidade com limitador, rádio com entrada USB, sistema Bluetooth e integração de ‘smartphones’, e sistema de monitorização de pressão de pneus, entre outros. No capítulo da segurança, o equipamento de série integra controlo eletrónico de estabilidade ESP Plus, ABS com EBD, ‘airbags’ frontais, ‘airbags’ laterais’, ‘airbags’ de cortina e fixações Isofix para cadeiras de criança."

Para cumprir o objetivo de oferecer um modelo mais dinâmico e eficiente, a Opel dotou o Astra de uma completa gama de motores a gasolina e gasóleo. "Em Portugal, a linha é composta por motores com cilindradas entre 1,0 e 1,6 litros. Todos os propulsores têm três características em comum: aliam elevada eficiência a excelente resposta e a refinamento."

A versão proposta a concurso nesta edição do Essilor Carro do Ano/Troféu Volante de Cristal está equipada com o motor 1.6 CDTI de 110 CV, um motor Diesel que anuncia consumos médios de 3,5 l/100 km e e proposto por 24 770 euros no nível de equipamento Innovation.

Opel Astra 1.6 CDTI 110 Cv Innovation

Motor: Quatro cilindros turbodiesel, 1598 cc

Potência: 110 cv/ 3500 rpm

Aceleração 0-100 km/h: 11 segundos

Velocidade Máxima: 195 km/h

Consumo Médio: 3,5 l/100 km

Emissões CO2: 93 gr/km

Preço: 24 740 euros