Siga-nos

Perfil

Expresso

Projeto 20+20

José Pedro Almeida e a tecnologia que salva vidas

S.JOÃO: a HVital está instalada no maior hospital do Porto mas quer expandir-se em Portugal e internacionalizar-se

Rui Duarte Silva

Especialista em biomédica é o principal responsável pela HVital, plataforma instalada no Hospital de São João, no Porto, que reúne e analisa um vasto conjunto de informação clínica.

Relacionar rapidamente informação dispersa. Tornar tratamentos mais eficientes. "Salvar vidas", reforça José Pedro Almeida. É simples o mote que sustenta a HVital, plataforma digital que tem vindo a ser instalada e utilizada no último ano e meio no Hospital de S. João no Porto.

 

Trata-se de uma ferramenta que funciona 24 horas por dia e reúne, em tempo real, todo o tipo de informações clínicas relacionadas com doentes e condições do hospital para ajudar os médicos a tomarem melhores decisões. A base é um algoritmo inteiramente desenvolvido pela equipa da HVital que torna o serviço particularmente eficaz.

"Há muito poucas iniciativas no mundo que ajudem nos tratamentos médicos com base em dados", explica José Pedro Almeida ao Expresso. "O nosso objetivo inicial passava por desenvolver esta ferramenta como um apoio à gestão hospitalar, mas cedo nos apercebemos da capacidade do sistema em tirar partes de números e informações para ajudar os médicos no desempenho dos seus serviços".

A estrutura da plataforma foi concebida para ser de uso simples e para emitir alarmes automáticos sempre que se detetem situações clínicas preocupantes. Por exemplo, se um doente tiver uma quebra de tensão súbita, o médico responsável recebe um alerta sms no telemóvel a avisar do sucedido.

Reconhecimento mundial

De acordo com José Pedro Almeida, o potencial do HVital faz com que os hospitais possam antecipar 30% das entradas em cuidados intensivos até sete dias antes e poupar, pelo menos, €1,5 milhões em gastos. "Estamos a trabalhar o nosso algoritmo de inteligência artificial para que, automaticamente, estabeleça padrões a partir dos milhões de dados que recolhe para que, mal um doente entre no hospital, o sistema identifique potenciais riscos", esclarece.

As capacidades inovadoras da plataforma já lhe valeram o prémio mundial de Inovação em Saúde da Microsoft e o prémio Europeu de Big Data & Analytics Solution of the Year, além de distinções nacionais como o CIO Award 2014 de Inteligência Clínica atribuído pela IDC.

Reconhecimento que coloca maior responsabilidade para o futuro, em que a grande meta passa por expandir o HVital além das paredes do S.João, não só para Portugal mas também para o estrangeiro. Tudo pela "tecnologia que pode salvar vidas."

Acompanhe no Expresso Diário as histórias de 20 investigadores portugueses até 8 de janeiro