Siga-nos

Perfil

Expresso

Projeto 20+20

Sustentabilidade, uma tomada e poupança na conta da luz. A revolução da BeON energy

  • 333

A BeON energy venceu o concurso de inovação EDP em 2014. Hoje é uma referência no aproveitamento energético

D.R.

Um cérebro de um sistema solar que permite ligar painéis fotovoltaicos diretamente a uma simples tomada elétrica. Intrigado? Então conheça a última de 20 empresas que alcançaram apoio comunitário e que o Expresso e o BCP Capital apresentaram este mês

Miguel Ângelo Pinto

Rui Rodrigues e José Marçal foram colegas no Instituto Superior Técnico. Sempre sonharam fazer um projeto juntos. Depois de doutoramentos no estrangeiro e muita experiência internacional acumulada, voltaram a Portugal. Em 2015 criaram a BeON energy. Surgia então o Microinversor BeON, o cérebro de um sistema solar que permite ligar painéis fotovoltaicos diretamente a uma simples tomada elétrica com toda a segurança, facilitando grandemente a instalação. O Microinversor BeONe faz também o controlo de eletrodomésticos, através dos próprios fios elétricos, para os fazer funcionar em horas de muito sol e, assim, resultarem em energia solar gratuita.

€2 milhões
Valor do investimento da BeON em Ponte de Sor

Este projeto venceu o concurso de inovação EDP em 2014 e veio desencadear uma revolução em Portugal. Um ano depois dezenas de milhares de portugueses já têm os seus painéis ligados diretamente à tomada de casa e estão a reduzir as contas da eletricidade, o que é algo extremamente inovador a nível global. Essa ajuda permitiu iniciar o fabrico em escala e ter uma fábrica na China para poder controlar ao máximo a qualidade do produto, garantindo ao mesmo tempo que podem competir com qualquer empresa do planeta.

O BeON eco é um microinversor que converte a energia de um painel fotovoltaico para a energia que usamos na rede elétrica e o primeiro no mundo concebido para ligar um sistema fotovoltaico diretamente a uma tomada. A empresa de Ponte de Sor, Alentejo, desenvolveu igualmente o BEON, um kit pronto a montar desde a abertura da caixa até à ligação à tomada em 30 minutos. É completamente DIY (Do It Yourself) e pode ser feito por qualquer pessoa sem conhecimentos de eletricidade ou de montagem solar, com toda a segurança, poupando assim muito dinheiro.

Rui Rodrigues adianta: “Estamos neste momento a lançar também no mercado o H2SOL (sistema integrado de aquecimento de água, usando solar térmico e fotovoltaico, tendo como base o microinversor BeON) e a mais pequena bateria exterior do mundo para carregar telemóveis, a BeON SOS, que tem a particularidade única de nunca estar descarregada quando precisamos de usar o telemóvel e está sem bateria”.

No imediato, a empresa prepara-se para um investimento de €2 milhões, que contará com o apoio do programa Portugal 2020. Destina-se a trazer a produção para Ponte de Sor. A partir da localização na China a empresa irá fornecer os mercados asiáticos, tendo já contratos importantes na Coreia. A fábrica de Ponte de Sor servirá a Europa e o mercado americano, um dos mais exigentes em qualidade. Uma palavra à medida da BeON energy.

Este é a última história de 20 empresas que já ganharam os fundos do Portugal 2020 com projetos para inovar e internacionalizar e que o Expresso e o BCP Capital contaram ao longo das últimas cinco semanas. Amanhã, não perca o último guia prático, caso deseje candidatar-se aos fundos