Siga-nos

Perfil

Expresso

Projeto 20+20

A cerâmica da Daertis decora casas nos quatro cantos do planeta

  • 333

Toda a produção da empresa de Porto de Mós é destinada ao mercado externo

D.R.

Um projeto familiar que inova nas tradições cerâmicas portuguesas. É a penúltima de 20 empresas que alcançaram apoio comunitário e o Expresso e o BCP Capital divulgaram nas últimas semanas

Miguel Ângelo Pinto

As faianças são, desde há muito, artigos decorativos na maioria dos lares portugueses. Aliás, Portugal é um país de vastas tradições cerâmicas, com nomes como Rafael Bordalo Pinheiro na primeira linha das referências nesta área. A Deartis, uma empresa familiar, sediada no concelho de Porto de Mós e fundada em 1998, chegou também à primeira linha de referência... no estrangeiro.

A Deartis começou por se dedicar essencialmente à produção de artigos decorativos em faiança. Ao longo da sua existência procurou adaptar a sua oferta de produto às necessidades do mercado. Hoje está virada para a produção de artigos utilitários e decorativos em faiança e grés fino.

€1.7 milhões
Plano de investimentos em curso para aumentar a capacidade produtiva

Jorge Louro, administrador da empresa, revela que nesta altura estão “focados essencialmente na produção de artigos utilitários para uso doméstico e profissional, nomeadamente artigos de mesa, peças para servir, peças de forno, complementos e artigos decorativos e de jardim”, dando como exemplos destes produtos pratos, chávenas, travessas, fruteiros, jarras, vasos, figuras, etc, etc, etc.

Em fase de crescimento, a Deartis está a realizar um investimento de 1,7 milhões de euros e que se destina a aumentar a capacidade produtiva, introdução de novos métodos e equipamentos produtivos, redução de custos energéticos e procura de novos mercados.

Deartis Ceramics - Porto de Mos, Portugal from Evan Miller on Vimeo.

O foco da Deartis está na produção de artigos de utilitários para uso doméstico e profissional

O foco da Deartis está na produção de artigos de utilitários para uso doméstico e profissional

D.R.

Toda a produção actual destina-se a exportação. A empresa está presente em dezenas de mercados, nomeadamente, Estados Unidos da América, Chile, Colômbia, Austrália, Reino Unido, Espanha, Alemanha ou a Nova Zelândia. Ao nível de novos mercados, as prioridades vão para a Ásia, onde a Deartis procura aumentar o volume de negócio. Esta política de expansão tem já um novo capítulo no início de março, com a Deartis a marcar presença em Singapura na feira M&O Ásia.

Até ao próximo dia 26 de fevereiro, o Expresso e o BCP Capital completam o quadro das histórias de 20 empresas que já ganharam os fundos do Portugal 2020 e têm projetos para inovar e internacionalizar. E, no último dia, sexta-feira, apresentam o quinto guia prático para quem deseje candidatar-se aos fundos