30 de janeiro de 2015
Página Inicial   >  Opinião  >  Henrique Monteiro

Syriza e Podemos. Queremos?

 | 

Muita gente, demasiada gente, anda a falar de rutura. Primeiro, à direita, os fenómenos nórdicos, o partido de Le Pen ou a Liga Norte de Itália. Mesmo no Reino Unido, embora diferente, o UKIP filia-se na necessidade de uma alteração radical da política europeia. Noutras paragens, e sem que a extrema-direita desapareça, surgiram as propostas de rutura à esquerda - o Syriza e o Podemos são os mais evidentes.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Porcos, salsichas e malucos

 | 

Vejam esta linda história: era uma vez três cordeirinhos, Prático, Cícero e Heitor. E havia um lobo mau. Não sei se estará totalmente aperfeiçoada, uma vez que um lobo mau é um preconceito. Os lobos não são maus, até fizemos, na A24, um viaduto para eles, onde por acaso acho que ainda não passou nenhum. 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Contra a tribo jiadista

 | 

Um dia, há já bastante tempo, o então cardeal-patriarca de Lisboa D. José Policarpo convidou um grupo de cronistas para com eles dialogar. Desse grupo fazia parte o também já falecido Eduardo Prado Coelho, que tinha sido meu professor e com quem mantive relações de amizade, mas distância ideológica (o que com ele, confesse-se, era fácil).

 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Passos ainda pode ganhar?

 | 

Confesso que acho pouco inteligente tentar fazer previsões para um ano como este e que ninguém me encomendou o sermão. Estas linhas são, pois, uma espécie de estupidez por conta própria, com a atenuante de desejar Bom Ano a todos. A pergunta que está no título é, no plano partidário, decisiva para 2015. 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Esperança, desejo e verdade

 | 

Um lugar sem esperança é o inferno, tal como Dante e a teologia nos ensinam. Um político sem esperança é um bicho que não existe nem pode existir. Mas por muita esperança que tenha, não a pode confundir com os seus meros desejos. Porque a esperança deve basear-se na realidade, nas obras que fazemos, e os desejos apenas na vontade, naquilo que ansiamos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI 

Sócrates e todos os outros

 | 

Passadas três semanas de detenção, é claro que a medida de coação deixou de ser preventiva para ser punitiva. Não afirmo isto por ser Sócrates o visado. Digo-o para qualquer outro que esteja na mesma situação (salvo algum assassino compulsivo ou coisa do género). 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

A velha teoria do pisca

 | 

Nos bons velhos tempos, frase própria de velhotes que já viram muito, dizia-se que Soares fazia pisca-pisca à esquerda e depois virava à direita. E era verdade.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

  

Presunção e água benta

 | 

A detenção de um ex-primeiro-ministro é sempre um assunto delicado. Mesmo quando parece não entender as leis sob as quais vive e sob as quais governou com maioria absoluta (veja-se a carta que enviou ao "DN" e cujo conteúdo abordei detalhadamente no Expresso Diário). Por isso, e para que não haja mal-entendidos, deixo a minha opinião sob a forma de tópicos.

 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Soares e as suas palavras

 | 

Tenho por Mário Soares uma estima que vai muito além da relação entre um jornalista e um político. Soares é amigo da minha família, estudei no Colégio Moderno, tive com ele longas conversas, fez-me confidências, deu-me livros onde me trata por "velho amigo", apesar da diferença de idades.

 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

O PS, e o regresso do PBX

 | 

Há coisas que nunca passam, por muito que o tempo passe sobre elas. Uma dessas coisas é o PBX. Nos primórdios do PS, o PBX era sigla jocosa de 'Partido Berdadeiramente Xuxialista', a que Soares deu combate, fação defendida por uns movimentos de diversos cambiantes que pugnavam pela chamada "esquerda a sério".

 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI .

 

Ver mais
Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

PUBLICIDADE

Pub