8
Anterior
Vítor Gaspar escreve para 'site' do Ministério de Finanças alemão
Seguinte
E o Chipre pô-los a falar...
Página Inicial   >  Economia  >   Greves na CP suspensas

Greves na CP suspensas

A CP chegou hoje a acordo com os sindicatos, levando à suspensão de todas as greves pré-agendadas.
|
Greves na CP suspensas

Está concluído o processo de início de acordo com todos os sindicatos que tinham greves pré-agendadas na CP, revelou ao Expresso fonte da empresa.

Fica assim aberto o processo negocial entre os sindicatos que representam os trabalhadores do grupo CP e a administração.  

Os sindicatos desconvocaram já a próxima greve, marcada para o período da Páscoa, após o acordo com a empresa.


Opinião


Multimédia

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 8 Comentar
ordenar por:
mais votados
?????????
As greves suspensas até quando? Claro que os grevistas devem ter ganho mais uns prémios, como por exemplo para chegar a horas ao trabalho, e quem dá não dá o que é deles. Quando chegar a altura de tapar os buracos nas empresas públicas lançam mais uns impostos e cortam nas reformas de quem trabalhou toda a vida e nunca fez greves. Ainda me lembro bem logo a seguir ao 25 do de 74 os comunistas da CP estavam sempre em greve e eu sempre em alternativos para ir trabalhar. Vão para o Diabo!
Os comunistas...
Não sejas tosco pá!!
Diabo
Pluralismo participativo...
Moções de "Censura" e politica da treta
"Está tudo combinado sob o alto e asqueroso patrocinio de Cavaco: Tribunal Constitucional arvorado em decisor político chumba uma ou duas leis das 16 declaradas "inconstitucionais, o Partido dito socialista apresenta moção de censura, Sócrates perdoado regressa à televisão aldrabando uma coisa má a pretexto que a seguir veio outra pior, o (des)Governo demite-se depois de ter esticado a corda ao máximo sem haver revolta, Cavaco exulta, ex-ministro diz que Cavaco deve pensar num governo de ampla maioria PS/PSD/CDS. Quem ainda não conhecer esta cáfila que os compre. E normalmente quem os compra são os asnos reincidentes que votam invariavelmente PS ou PSD ou CDS. E ainda, os que se abstêm e que "não participando, se sujeitam a ser governados por gente inferior" conforme filosofou Platão na "República", cuja aprendizagem nas escolas entretanto se finou..."
in Blogue "o xatoo" com a devida venia
Isto não é normal!!
Este desgoverno tem-nos habituado a uma atitude completamente diferente do que ultimamente tem estado a ter.
Intransigência era a palavra de ordem.
Será que vem aí eleições?
Será que vem aí governo de iniciativa Presidencial?
Será que vem aí chumbada do Tribunal de Contas?
Será que este desgoverno desistiu face aos números de 2012 e aos mais recentes de 2013?

Vamos ver…
nem que os comboios andassem cheios!
Salazarentos e eis colonos revoltados, hoje, com o poder nas mãos retiraram o direito ao transporte aos reformados com 40 anos de trabalho nos caminhos de ferro, covardes que são, os governantes, porque da sua casta, do seu partido ou mêdo, deixaram de fora da lei por si engendrada quem nunca fez nada em prol do caminho de ferro, nomeadamente juizes, profissionais das forças armadas e gnr/psp: democracia ou ditadura?
Comboios? A andar...
E quando é que vocês anunciam um dia em que vão trabalhar? Apenas um dia?
Para nos surpreender a todos.
Já é hora de vocês tomar uma atitude.
Eu sei que não é fácil para os maquinistas que não entram num comboio desde o ano passado, mas por amor de Deus, trabalhem o dia, mas façam-no com consciência!
Comentários 8 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub