21 de abril de 2014 às 7:56
Página Inicial  ⁄  Blogues  ⁄  Blogues Life & Style  ⁄  A vida de saltos altos  ⁄  Gordinhas, sensuais e... cada vez mais na moda
Blogue A Vida de Saltos Altos

Gordinhas, sensuais e... cada vez mais na moda

Se ainda acredita que ser magra é sinónimo de beleza, desengane-se. Já não são só os (muitos) homens a gostar de gordinhas, agora, até agências de modelos as procuram. Porquê? Porque são as mais sexys.

Ana Areal (sapato nº37) (www. expresso.pt)

É um facto: Há mulheres gordinhas muito atraentes. Mais atraentes até do que muitas outras elegantes ou com as famosas medidas perfeitas do 86-60-86.

Se você não partilha desta opinião e acha que ninguém olha para uma mulher gorda, por ser menos vistosa, está completamente enganada.

Se for gira e sexy, toda a gente olha. Até eu!

Banhinhas sedutoras


Há mulheres com banhinhas que são muito sensuais. São altamente femininas, vestem taillers sexys que fazem notar as suas formas avantajadas. Usam e abusam dos saltos altos. Maquilham-se  bem e têm o cabelo sempre muito bem cuidado.

Não se importam com as dietas. Importam-se, isso sim, com uma aparência cuidada.  Isto porque não perderam a  sua autoestima só por serem gordas. Sentem-se bem consigo mesmas. Estão felizes na sua pele e acham-se sexys e sedutoras. E são mesmo muito sexys.

A moda das roliças na... moda


Não são só a maioria dos homens que apreciam mulheres roliças, até o mundo da moda está a mudar. As modelos plus size, gordinhas, ganham cada vez mais terreno. Não é que isto está a pegar mesmo a sério?!

Muitas agências já têm uma categoria de modelos plus size, ou modelos GG.

A revista Elle francesa, pela primeira vez na sua história, publicou na capa da edição de abril,   uma modelo plus size lindíssima. Chama-se Tara Lynn e foi a primeira página da famosa revista feminina. Claro que o assunto causou polémica, até porque as francesas são magras e são consideradas as mulheres mais elegantes de todas.

Uma Tara de mulher


Tara Lynn é uma modelo plus size e as suas medidas são de tamanho GG. Além de ser a mulher que apareceu na capa da Elle, a revista ainda lhe dedicou uma sessão fotográfica inteira, inclusive a nu . O resultado não podia ter sido melhor: Tara ficou fantástica.

No fundo, a revista Elle apenas quis provar como uma mulher com medidas normais, ou mais avantajadas, pode ser igualmente bela. E conseguiu. Tara Lynn, gordinha, é realmente sexy e muito vistosa.

Para terem uma ideia do avanço da tendência desta nova onda, os modelos GG também já têm as suas top models mais badaladas. Por exemplo, Fluvia Lacerda é considerada a top das tops no que respeita a modelos plus size.

Na fotogaleria que se segue, convido-vos a ver a inegável beleza feminina desta mulher e modelo gordinha, que está a fazer sucesso no mundo inteiro.

Vendo as fotos é simples constatar que a moda deixou de ser só para as magrinhas. Podemos ir até mais longe: A gordura reconquistou a formosura. Bye Bye magrinhas.





A Vida de Saltos Altos no Facebook

A Vida de Saltos Altos também está presente no Facebook. Na página desta popular rede social qualquer um pode ser amigo deste blogue. Clique para visitar.



A Vida de Saltos Altos no Twitter

A Vida de Saltos Altos é presença assídua no Twitter, onde estão todos os posts deste blogue. Junte-se às pessoas que aí nos seguem. Clique para visitar.

Comentários 30 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Ò dona Ana...
Se gosta tanto de mulher gorda, fique com ela. Melhor ainda, engorde... Nessa altura vai ter oportunidade de comprovar que, como você diz, "a maior parte dos homens gosta de mulheres gordas"... (keep dreaming...)
Os homens ao menos não se enganam uns aos outros. Para já não se apreciam mutuamente. E se se apreciarem é só para dizer mal: um gordo é um banhas, um magro é um tuberculoso, um musculoso não levanta o que interessa, um que se veste mal é um badalhoco, um que se veste bem é gay, um que não toma banho é um porco, um que toma banho é gay, um que anda fora de moda é um azeiteiro, um que anda na moda é gay, um que é burro é burro, um que é inteligente tem manias, um que não engata mulheres é tonto, um que engata mulheres é chulo, etc, etc. Podemos estar sempre a dizer mal mas, pelo menos, não nos enganamos.
Re: Ò dona Ana... Ver comentário
Por acaso é mais código... Ver comentário
Re: Por acaso é mais código... Ver comentário
Enquanto durar...
... isto por vezes são modas que passam e voltamos ao modelo a dar para o esquelético.

Entretanto, não se exagere nas banhinhas, senão os médicos começam a reclamar com colesterol, avc, etc. Ehehe
Conceito de elegância
Oh Ana, a Fluvia é só bonita. Eventualmente elegante no vestir e no pisar (no entanto tem cá umas fatiotas nas quais não saia comigo à rua), mas ser elegante fisicamente, vai um passo enorme.

A Fluvia passou de prazo (elegância física) mas oxalá tenha outros atributos que fazem da mulher um ser sempre interessante: charme e inteligência.

Esta Fluvia, diria que está entre as figurinhas de Modigliani e as bacantes, mas já balzaquiana !!

Verdade seja dita que não sou muito exigente, conquanto não encham mais de metade da cama.
Re: Conceito de elegância Ver comentário
Oh 56, o carlitos totó esqueceu-se ... Ver comentário
Equilibrar a coisa
Penso que os homens nem gostam delas gordas, nem gostam delas magras... Gostam delas equilibradas, fisica e psicologicamente. E, acima de tudo, que gostem delas próprias.
A modas ligo pouco, por isso.. magras ou gordas, o que interessa é ser feliz.
Não aconselhável a menores de 80 kgs
Vejamos?
Ela por cima?
Ela a dar um estalo?
Aconselho a fazer um seguro de vida, não vá o diabo tece-las.
Mas poderia estar aqui a enumerar os prós e os contras e nunca encontrar uma solução credível.
Des-serviço, outra vez
Portanto, durante anos (décadas?) ostracizou-se a mulher gorda; como vamos resolver esta injustiça? Ostracizando-se as magras, claro. Deveria ser mais que óbvio que tal não faz sentido nenhum. E que espalhar dicotomias marginalizantes deste tipo nada mais é do que um des-serviço.

Porque não aprendermos que as pessoas (ou neste caso, as mulheres, já que é tendencialmente nestas que recai o ónus da aparência) são o que são, e devem viver como se sentirem melhor - gordas, ou magras, ou assim-assim? E isto leva à segunda questão/ conclusão:

Porque há-de o aspecto físico das mulheres estar sob constante pressão e exame obsessivo, seja porque a Moda o exige, ou porque os homens o exigem?
Porque a continuar assim, a única coisa que conseguem é que a sociedade continue a olhar para o sexo em questão como nada mais do que um bando de bonecas de trapos com enchimento variável.
Re: Des-serviço, outra vez Ver comentário
Anda tudo enganado...


Por favor, ensinem esta senhora que “sexy”não tem plural.

“Se ainda acredita que ser magra é sinónimo de beleza, desengane-se.”

É isso, o pessoal anda todo enganado…Felizmente temos o consultório da doutora Ana.

Novidade?
Mas só as mulheres e os fotógrafos gay é que acham que os homens preferem as magras...
Para bambolear de forma sexy é necessário ter carne (nos sitios certos e sem exagero)
Comentários
Já fiz um pequeno comentário sobre esta notícia que não foi publicado.

Terá ficado na gaveta do censor ?
Até que enfim!
Gorda, gorda, não! Deus me livre! Mas quem quer uma escanzelada? Só os estudantes de medicina! Algumas deprimem-me, pois fazem-me lembrar, ainda mais a crise.
Os clones da Jolie e do Pitt
passei as vistas pelo artigo e pus-me a imaginar um mundo de homens e mulheres todo ele composto por clones da Angelina Jolie e do Brad Pitt. Seria um pesadelo, mas se calhar haveria quem gostasse. Homens ou mulheres: se não for gordo/a, é por ser magro/a, se não for demasiado alto/a, é porque é baixo/a, ou tem pernas curtas, ou tem pernas arqueadas ou tem barriga, ou tem muito pelo, ou é careca, ou muito preto/a, ou muito albino/a, o nariz é grande, ou faz corcunda, ou tem pés grandes, ou a cara é feia, ou as mamas são pequenas, ou as mamas são enormíssimas, ou tem celulite, ou tem varizes, ou tem espinhas na cara, ou tem muita flacidez, ou a barba é demasiado espessa, ou quase não tem barba, tem o cu muito grande, ou não tem cú para as calças... etc, etc, etc...
Então, a vossa autoestima, masculina ou feminina já aumentou?
Já se sentem um bocadinho mehor?
Já não precisam de tecer mais críticas sobre o aspecto físico dos restantes? É que se assim fôr não olhem de frente para espelhos tá bem?
Saúdinha...
Assim... Está bem.
Cheinhas é que sim... Sempre há algo de fofo para agarrar com uma ou as duas mãos e de confortável e macio para descansar a cabeça para alívá-la de algum possivel stress de um dia.
Às refeições sempre passam a ter um comportamento sociavelmente normal,óptimo para a sua inserção social e fortalecimento da auto-estima sua e dos outros/a.Por acompanharem normalmente os outros/as nas refeições variadas condimentadas normais,evitam assim o comportamento esquisofrénico de fugir das refeições e do convívio natural e galhofeiro dos repastos.
Produtos estético-dietéticos e outros continuarão a precisar(por exemplo,que se saiba, a Coleópetra fascinante e avassaladora não era franzina e tratava-se muito bem).
Por isso,em termos económicos é louvável porque incentiva a actividadfe económica que interessa a todos os sectores da a economia de um país e em termos sociais,as mulheres tornam-se um ser sociável e saudável cultivadoras de costumes mais reconfortantes e aceitáveis, em vez de serem "uns bichos do mato"no seu comportamento social incluindo obviamente o familiar.
Às vezes há estilos que merecem ser cultivados...
Opinião em poucas palavras...
Re: Uma Loira Decepção... Ver comentário
Re: Uma Loira Decepção... Ver comentário
Re: Uma Loira Decepção... Ver comentário
Re: Ver comentário
Re: Ver comentário
Re: Ver comentário
acho que...
cada mulher tem o seu espaço e haverá sempre gostos para todos os géneros.
e ainda bem!
Re: acho que... Ver comentário
Re: acho que... Ver comentário
Re: acho que... Ver comentário
Tintin
dos 7 aos 77, magras, gordas, coxas, velhas, desdentadas...tudo o que ande deslize ou rasteje...
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub