Anterior
Apoios ao emprego jovem já disponíveis
Seguinte
Grécia chega a acordo sobre austeridade
Página Inicial   >  Economia  >   Gestores da CGD podem ganhar mais do que Passos Coelho

Gestores da CGD podem ganhar mais do que Passos Coelho

Faria de Oliveira e José de Matos, presidente da comissão executiva da Caixa Geral de Depósitos,  também mantêm a remuneração média dos últimos três anos.
Faria de Oliveira vai poder manter a remuneração média dos últimos três anos, segundo um despacho publicado hoje em Diário da República
Faria de Oliveira vai poder manter a remuneração média dos últimos três anos, segundo um despacho publicado hoje em Diário da República / António Pedro Ferreira

O despacho que exclui sete administradores executivos da Caixa Geral de Depósitos (CGD) das limitações remuneratórias aplicáveis ao sector público foi hoje publicado em "Diário da República", permitindo-lhes ganhar mais do que o primeiro-ministro.

Nos termos do despacho assinado a 12 de julho pela secretária de Estado do Tesouro e das Finanças, Maria Luís Albuquerque, foi permitido manter a remuneração média dos últimos três anos do lugar de origem ao presidente do conselho de administração da Caixa, Faria de Oliveira, e ao presidente da comissão executiva da CGD, José de Matos.

Idêntico pedido foi formulado (pelos próprios) e atendido no caso dos vogais executivos António Nogueira Leite, Norberto Rosa, Rodolfo Lavrador, João Nuno Palma e Cabral dos Santos.

Com efeitos desde 1 de abril passado, o despacho justifica o regime de exceção atribuído aos administradores da CGD com o facto de esta ter "por objeto atividades submetidas à concorrência no mercado e não desenvolver o essencial da sua atividade em benefício de entidades públicas".

Recorde-se que na semana passada foi publicado também em "Diário da República" que foi aceite o pedido de dois gestores da RTP para poderem beneficiar do regime de exceção previsto no Estatuto do Gestor Público.

O presidente da RTP, Guilherme Costa, e um vogal da administração, José Araújo e Silva, podem assim também manter os salários equivalentes à ponderação média dos últimos três anos antes de entrarem no sector empresarial do Estado, auferindo de salários superiores ao do primeiro-ministro.

 

 

 


Opinião


Multimédia

Os assassínios, as execuções, as decapitações são as imagens mais chocantes de uma propaganda cada vez mais sofisticada. É a Jihad, que recruta guerrilheiros no ocidente para matar e morrer na Síria. O Expresso seguiu as pisadas de cinco jiadistas portugueses, mostrando quem são e como foram convertidos e radicalizados. E como lutam, como foram morrer - e como já haverá arrependidos com medo de fugir. Reportagem em Londres, no café onde viam jogos de futebol, na universidade onde estudavam e na mesquita onde rezavam. Autoridades e especialistas em terrorismo estão alerta sobre este pequeno mas perigoso grupo, onde corre sangue português - e de onde escorre sangue por Alá.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.

Geração Z

Mais rápidos, mais capazes, mais solitários, os Z vivem agarrados aos ecrãs, pensam com a ajuda da internet e estão permanentemente preocupados com a bateria do telemóvel. Que geração é esta que nasceu com a viragem do século?

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.


Comentários 124 Comentar
ordenar por:
mais votados
Credibilidade
É assim que se contrói o prestígio das instituições. Fazem-se leis, de âmbito universal, como deve ser, mas depois abrem-se excepções para os amigos.

Só os que não pertencem à seita governante pagam as favas. Os mais espertos e com menos vergonha, apressam-se a requerer o cartão de livre trânsito.

Má sorte com as quadrilhas assaltantes. Vai um embora, aparece outro.

Onde andarão as pessoas decentes e competentes, que deixaram os partidos entregues a salteadores de caminhos ???

Cada vez mais se parecem a organizações mafiosas, sob o olhar protector da mais sinistra de todas : a maçonaria!!!
Re: Credibilidade
Re: Credibilidade
Re: Credibilidade
Re: Credibilidade
Re: Credibilidade
Re: Credibilidade
Re: Credibilidade
Re: Credibilidade
Re: Credibilidade
Re: Credibilidade
O pior de dois sistemas e de dois mundos
O discurso e a realidade da competitividade , flexibilidade , poupar , sacrifícios , codigo laboral é só para os desgraçados , para os previligiados é o cartão partidário que vale , o cartão laranja , o cartão relvas gold.

O regresso da divisão da sociedade em cidadãos de 1ª e de 2ª , uma nova especie de feudalismo , com novos senhores feudais que têm beneficios a rodos e nenhuns deveres , enquanto a maior parte da população é transformada em servos só com deveres e nenhuns direitos.

O pior de dois sistemas e de dois mundos , o socialismo para estes previligiados e o capitalismo selvagem do salve-se quem puder para todos os desgraçados.
Em defesa da moral e da ética....
Exigimos em nome do roubo do subsidio de ferias e de Natal, dos cortes salariais e demais cortes de toda a ordem, vamos fazer circular este apelo:
-Reduzir os salários de todos os cargos politicos em 50%
-Retirar todos os subsidios , abonos ou subvenções. Apenas poderão auferir o salário.
-Limitar o salário de cargos politicos ao valor de 5 salários minimos.
-Apenas poderão auferir um salário.
-Reforma para os politicos aos 65 anos de idade, como todos os outros cidadãos.

Re: Em defesa da moral e da ética....
Re: Em defesa da moral e da ética....
Mas, votaram nele.
PORTUGAL NÃO É UM PAÍS ... É DOIS ...
De um lado as excepções ... estes "trabalhadores" com direitos adquiridos ... os privilegiados ...
Do outro lado os verdadeiros trabalhadores ... os que pagam a crise ... e que levam com o novo Código do Trabalho ...

Um Portugal a engordar ou a manter as gorduras ... e outro Portugal a emagrecer ... a definhar ... até desaparecer ...

Excepção rima com corrupção ...

E trabalhador honesto parece que rima com condenado ...

Portugal não é um País ... é dois ...
Tenham vergonha nessa cara!
Então ,mas esta malta não tem vergonha na cara?E alguns até já foram ministros e dão este exemplo de nehuma solideariedade com o Povo Português!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
Re: Tenham vergonha nessa cara!
O quê? Então não foi o Sócrates?
Remunerações por comparação.
Fixarem-se remunerações de gestores por comparação com o vencimento do 1.º ministro não me parece que seja critério adequado, uma vez que aquela deve depender sobretudo das responsabilidades inerentes ao cargo e das capacidades demonstradas por quem os exerce, não devendo ficar esquecida moderação salarial adequada ao sacrifício que a todos se impõe.
Re: Remunerações por comparação.
Re: Remunerações por comparação.
Re: Remunerações por comparação.
Re: Remunerações por comparação.
Re: Remunerações por comparação.
Dasavergonhices
Há algo que os governantes não sabem o que é, não sabem o que é ter vergonha na cara, nem sabem o que é honestidade, se o soubessem não roubavam miseravelmente quem menos tem para continuarem a encher a algibeira dos seus pares. No fundo são todos LADRÕES.
Sejamos solidários

Com banqueiros chairman e "banqueiros" que acumulam o cu sentado em 20 admistrações.

Espero uma real demostração de solidariedade quando lhes forem concedidas reformas vitalícias à moda de Mra Amaral: 16 meses de "trabalho" valem 18 mil euros por mês de reforma.
NO METRALHAL
Tudo é possivel, e se ganham mais que o PM é porque sacam mais, é mamocracia e não venham acusar o governo de favorecimentos e de a austeridade não ser igual para todos????????
Após várias tentativas de legalizar o meu plantio de mamão até à data não foi possível pela falta de dinheiro para comprar luvas?????
Re: Muito boa!
Re: Muito boa!
Re: NO METRALHAL
Re: NO METRALHAL
Re: NO METRALHAL
Re: NO METRALHAL
Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...

Caixa Geral de Depósitos? Uma grande sinecura que já albergou 23 ministros ou secretários de Estado.

Querem que ela dê o exemplo? Como? Esqueçam..

Vejamos algusn desses nótáveis:

- Fernando Faria de Oliveira (que foi ministro do Comércio do PSD entre 1990 e 1995)

- Luís Mira Amaral (ministro dos governos de Cavaco Silva, entre 1985 e 1995)

- António de Sousa (secretário de Estado das Finanças entre 1993 e 1994) chegaram ao topo do banco estatal após desempenharem funções governativas.

- Armando Vara, em 2005. O cargo foi ocupado cinco anos após o socialista ter sido ministro da Juventude no governo de António Guterres. Até então, a única ligação ao mundo bancário resumia-se à condição de funcionário de balcão numa dependência da CGD em Mogadouro.

- Celeste Cardona entrou no mesmo organismo meses após sair do governo. Na sequência da demissão de Durão Barroso, o governo foi dissolvido em Julho. No final de Setembro, um governo das mesmas cores políticas nomeava Celeste Cardona administradora da Caixa.

Com gente tão importantes, esperavam o quê?

Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
Re: Caixa Geral de Depósitos? Esqueçam...
donfa-se!
Isto é que é equidade !!! Meretísimos Juízes do Tribunal Constituciional: importam-se p.f. de fiscalizar a constitucinalidade desta "coisa"? Agradecido!
É o que dá legislar à paposseco...
Há aqui dois pressupostos que não foram atendidos:
1) as leis do mercado, por muito que custe ao Estado mandam muito mesmo!
2) cortar na despesa e atender a alguns grupos de interesse, só pode dar mau resultado.
Passo a explicar.
As empresas públicas para serem bem geridas têm de ter pessoal competente. Pessoal competente está em concorrência com o mercado. Assim, se for competente e mal remunerado sai e dá lugar a um menos competente que o mercado valoriza mal.
Cortar no vencimento da função pública, com uma carrada de particularidades, entre administração, empresas, institutos e profissões diversas, tentando aplicar a regra para todos só podia dar este resultado.
Se o totó do PPC tivesse os ditos no sítio, teria cortado no número de trabalhadores (como fizerem os ingleses, que despediram 500.000 no início da crise). Compreendo que não queria agravar o problema social, blá, blá, blá, mas por vezes é preciso sacrificar um braço para salvar o resto do corpo. Assim só conseguiu foi arranjar uma grande embrulhada!
Re: É o que dá legislar à paposseco...
Re: É o que dá legislar à paposseco...
Re: É o que dá legislar à paposseco...
Re: É o que dá legislar à paposseco...
Re: É o que dá legislar à paposseco...
Eu não estou a entender...

Eu não estou a entender... Qual é a razão pela qual os partidários do PS, PSD e CDS andam aqui a reclamar...

Todo lá tem um bico... A CGD é uma excelente manjedoura... Que gamela !!!

Se há alguém que pode reclamar é a malta do BE e PCP... Parece-me que estes não puseram lá o bico... Ainda não tiveram acesso a teta..
Siim, para ter acesso a teta tem que se ter um ...
Re: Siim, para ter acesso a teta tem que se ter um
Re: Siim, para ter acesso a teta tem que se ter um
Re: Siim, para ter acesso a teta tem que se ter um
Re: Siim, para ter acesso a teta tem que se ter um
??? em poucos meses ocuparam todos os tachos
Re: ??? em poucos meses ocuparam todos os tachos
Para terminar...
entendo o seu ponto de vista.....mas....
Re: entendo o seu ponto de vista.....mas....
sendo assim ja nao digo mas.....
sei que o 5 poder .....e a vassalador
Re: entendo o seu ponto de vista.....mas....
Re: entendo o seu ponto de vista.....mas....
Re: entendo o seu ponto de vista.....mas....
sempre o eterno mas.....
Re: sempre o eterno mas.....
Para terminar....
essa historia nao me e estranha....
Os caixeiros-viajantes partiram para venda do País
A equipa de Álvaro Santos Pereira, ministro da Economia, fez um ‘roadshow’ para promover a privatização da TAP e da ANA.

Istambul, no Estreito do Bósforo, Turquia, foi a primeira paragem do ‘roadshow' de apresentação da privatização da TAP e da ANA. A equipa de Álvaro Santos Pereira partiu, de seguida, para Ancara e depois para a Alemanha, onde se encontrou, tal como na Turquia, com responsáveis do governo, empresas do sector aéreo e de gestão aeronáutica.....
gestores-da-cgd-podem-ganhar-mais-do-que-passos-co
Diz o povo que não há regra sem excepção, mas o que me parece é que a excepção é que está a fazer a regra. Não quero contudo ser mal interpretado, quem sou eu para criticar a medida. No entanto Salazar já tinha uma Lei que tratava o problema. Esquecendo este caso mas atendendo a muitos dos que se estão a passar todos os dias com as nomeações, não é de admirar que o governo continue a perder a credibilidade a cada dia que passa.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/08/algumas-nomeacoes-deste-governo-psdcds.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/motorista-de-relvas-recebe-2448-mes.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/05/ministerio-da-justica-ricardo-negrao.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/afinal-quem-sao-os-fascistas.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/vencimentos.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/vencimentos-na-rtp.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/ministerio-das-financas-vencimentos.html
Comentários 124 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

PUBLICIDADE

Pub