21 de setembro de 2014

Será afinal António Costa o preferido do PSD?

Duarte Marques |
Ao contrário de Seguro, Costa está mais próximo da linha de governação do governo e do cumprimento do memorando da troika. Por outro lado, o autarca de Lisboa só tem obtido consensos com quem quer a saída de Portugal do Euro e afinal Costa quer manter tudo o que nos trouxe à bancarrota.
Outros tempos. Eis uma imagem que dificilmente se repetirá nos próximos meses - Seguro e Costa unidos
Nuno Fox

Socialistas aprovam regras para primárias. Sem consenso

Cristina Figueiredo |
Como se previa, foi longa e dura a reunião da comissão política do PS que, esta madrugada, aprovou as regras para as primárias. No final, Costa afirmou não se sentir vinculado a um regulamento que, segundo os seus apoiantes, "está longe de corresponder ao ideal".

Consensos: quem pede encenação, tem encenação

Daniel Oliveira |
Há mais ou menos um ano, Cavaco Silva juntou, à força, PSD, CDS e PS para chegarem a um "consenso". Sobre quê? Sobre tudo. Ou melhor: sobre o pós-troika, que é o nome de código para nos referirmos à continuação da austeridade por outro nome. Ou seja: é mesmo tudo. Vamos, por uns minutos, esquecer as nossas convicções sobre a melhor forma de ...
Falta de consenso pode 'enervar' os mercados

Falta de consenso pode 'enervar' os mercados

O leilão de recompra de dívida, as "divergências insanáveis" entre o PS e o Governo e o pedido do BE para a redução do IVA sobre a eletricidade, na análise de Vítor Andrade, coordenador do Expresso e da Exame, na SIC Notícias.
Durão Barroso: "A situação evoluiu favoravelmente, mais ainda do que se previa"

Barroso: consenso político facilitará saída 'limpa'

Daniel do Rosário, correspondente em Bruxelas |
Durão Barroso considera que a opção por uma saída 'limpa' do programa de ajustamento fica facilitada caso haja um "consenso plurianual" entre governo e oposição em relação ao equilíbrio das contas públicas.
'Que se lixem' os apelos ao consenso

'Que se lixem' os apelos ao consenso

Os apelos do primeiro-ministro ao consenso com o PS, a emissão de dívida de curto prazo e o investimento estrangeiro em Alqueva, na análise de Vítor Andrade, coordenador do Expresso e da Exame, na SIC Notícias.

Claustrofobia do consenso

Pedro Almeida Cabral |
Há anos que ouvimos o apelo ao consenso como única forma de governar o país. Temos até tido algumas variantes linguísticas do consenso: pactos de regime, entendimentos alargados, blocos centrais e por aí fora. As razões apresentadas são sempre as mesmas: impossibilidade de reformar sem apoio do partido que se encontra na oposição, ...

O pós-troika não é o paraíso

Henrique Monteiro |
Subitamente, o Governo e a oposição despertaram, embora em campos opostos, para uma realidade que era óbvia e evidente: o esforço de reestruturação da economia portuguesa tem de continuar para além da troika. Ou seja, a partida do trio formado por FMI, BCE e UE não significa o fim da miséria que temos vivido. O desemprego, o combate ao défice ...
Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub