30 de outubro de 2014

Banco que vendeu produtos de risco condenado a indemnizar clientes

Luis M. Faria |
O Supremo Tribunal espanhol condenou o banco BBVA a indemnizar em 291.448 euros um casal a quem vendeu acções "preferentes", um produto de alto risco. O argumento do tribunal foi simples. Embora o contrato com os clientes desse ao banco margem mais ou menos discricionária para gerir a carteira de investimentos, ele não cumpriu o seu dever de ...

Crise da dívida: Investidores de olho em Espanha

Jorge Nascimento Rodrigues (www.expresso.pt) |
Os juros da dívida espanhola do nosso vizinho têm estado a subir desde início de fevereiro. O anúncio de uma colocação de dívida sindicada, de surpresa, esta manhã fez disparar os juros e o prémio de risco, Nota-se o encurtar da distância em relação a Itália

Bolsas terminaram a última semana de outubro em alta

Os acordos alcançados na Cimeira Europeia trouxeram alívio e otimismo aos mercados financeiros. Foi dado um passo significativo para resolver a crise da Zona Euro, mas o caminho para a resolução dos problemas está agora a começar. Na semana passada, o índice espanhol IBEX avançou 4,20%, o alemão DAX subiu 6,28% e o francês CAC mais 5,60%. ...

Grécia continua a penalizar bolsas

As incertezas em torno da Grécia levaram mais uma vez os índices mundiais a registarem fortes quedas. O governo grego anunciou que vai falhar a meta de défice orçamental acordada com a Troika e o Eurogrupo adiou a aprovação de mais uma tranche do auxílio financeiro. O Presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, desmarcou a reunião do dia 13 ...

"Jogo perigoso" no Congresso americano

A falta de acordo relativamente ao aumento do limite da dívida nos Estados Unidos e o aumento da probabilidade de um downgrade estão a penalizar os índices acionistas mundiais. Os principais índices europeus e americanos registaram perdas em torno de 0,5%. O prazo limite (2 de agosto) para o aumento do teto da dívida dos Estados Unidos ...

"Passo de gigante" na cimeira europeia

Os líderes europeus aprovaram um corte de juros aos países intervencionados e aumentaram a média das maturidades dos empréstimos de sete e meio para quinze anos. Mais um pacote de ajuda financeira à Grécia no valor de 109 mil milhões de euros, sendo que 37 mil milhões de euros são assumidos pelos credores privados. Aumentaram a flexibilização ...

Bolsas europeias disparam

Sara Fonseca (www.expresso.pt) |
As medidas acordadas pelos líderes europeus este fim-de-semana em Bruxelas estão a ser extremamente bem recebidas pelos mercados financeiros europeus
Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub