22 de dezembro de 2014

Como Sócrates ficou cinco dias fora do mundo

Anabela Natário21.12.2014

Na primeira carta que José Sócrates ditou ao advogado para publicar na comunicação social, numa altura em que o ex-primeiro-ministro já se encontrava no estabelecimento prisional de Évora, dizia ter estado "cinco dias fora do mundo" - referia-se ao período que começou na sua detenção e que acabou em prisão preventiva. O Expresso revisita os principais acontecimentos desse fim de semana alucinante e alargado que começou há precisamente um mês.

93

Portugal perde 3070 produtores de leite por ano

Vítor Andrade e Margarida Cardoso21.12.2014

No ínicio dos anos 90 do século passado eram 80.000, mas agora já só existem 6.300 produtores de leite. Com o fim do regime protegido das quotas leiteiras já em 2015 a situação pode agravar-se ainda mais.

16

Semana fecha com mínimos históricos nos juros da dívida

Jorge Nascimento Rodrigues20.12.2014

Com a acalmia da crise do rublo, a divulgação de uma nova palavra mágica pela Reserva Federal e a subida do preço do petróleo, os juros da dívida soberana da maioria dos periféricos do euro desceram depois de um pico de pânico financeiro a 16 de dezembro.

Hugo Franco e Raquel Moleiro (reportagem) Joana Beleza (vídeo e edição multimédia) João Roberto (ilustrações e grafismo animado) Tiago Pereira Santos (design) Pedro Pinto e Tiago Simão (desenvolvimento interativo) Ana Bela Vieira (apoio à produção)18.12.2014

Os assassínios, as execuções, as decapitações são as imagens mais chocantes de uma propaganda cada vez mais sofisticada. É a Jihad, que recruta guerrilheiros no ocidente para matar e morrer na Síria. O Expresso seguiu as pisadas de cinco jiadistas portugueses, mostrando quem são e como foram convertidos e radicalizados. E como lutam, como foram morrer - e como já haverá arrependidos com medo de fugir. Reportagem em Londres, no café onde viam jogos de futebol, na universidade onde estudavam e na mesquita onde rezavam. Autoridades e especialistas em terrorismo estão alerta sobre este pequeno mas perigoso grupo, onde corre sangue português - e de onde escorre sangue por Alá.

Expresso Diário
Cirque do Soleil

Quidam. Nos bastidores de uma Arena dos Sonhos

João Miguel Salvador (texto) e José Ventura (fotos)21.12.2014

Fomos conhecer "Quidam", o espetáculo do Cirque du Soleil que ontem estreou em Portugal. Entre treinos, ensaios e uma viagem aos bastidores deste mundo mágico, mostramos-lhe uma das maiores produções da companhia circense que já conquistou milhões de pessoas.

Porque escreves, Miguel?

Entrevista de Raquel Marinho (SIC)21.12.2014

Aos 64 anos, Miguel Sousa Tavares publica um livro de memórias, histórias antigas, viagens e diários - "Não se Encontra o Que se Procura". Um registo biográfico e pessoal onde ficamos a conhecer mais do homem que é jornalista mas que sempre escreveu e que sempre pensou que "com um papel e uma caneta nunca estaria indefeso". São 265 páginas organizadas como se de um diário se tratasse, uma vez que os textos são marcados por datas, mês e dia, não anos. Miguel Sousa Tavares diz que sempre lhe perguntaram por que motivo escreve. Tenta responder a essa pergunta logo no início do livro. 

Condecoração e estátua

CR7 "para sempre" na Madeira. "Isto dá-me motivação para continuar a progredir na carreira"

Raquel Pinto21.12.2014

Fenómeno do futebol mundial, Cristiano Ronaldo regressou às origens para um momento histórico. "O cidadão do mundo que levou o nome da Madeira aos mais recôndidos cantos" foi brindado com duas homenagens: a mais alta distinção da ilha e a imortalização em estátua. Representa a "força" do povo madeirense, "explorado séculos e séculos", diz Jardim. "É um hino ao trabalho".

Sismos ameaçam David

Lusa20.12.2014

Estátua de Miguel Ângelo, que pesa mais de cinco toneladas, precisa de uma base antissísmica, porque está em risco de ruir.


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

Últimas

PUBLICIDADE

Mais visitados

Mais comentados



Opinião


Multimédia


As nossas escolhas


Primeiras Páginas



Está dito

Nuno Magalhães, líder parlamentar do CDS-PP quando questionado sobre o facto da eurodeputada Ana Gomes ter dito que apesar do arquivamento do inquérito ao negócio dos submarinos vai continuar a investigar o caso. Correio da Manhã, 19/12/2014
Pub