70
Anterior
Moçambique é "chave" para Portugal sair da crise
Seguinte
Santander com lucro de 31 milhões de euros
Página Inicial   >  Economia  >   Gaspar não garante reposição de subsídios

Gaspar não garante reposição de subsídios

Reposição gradual dos subsídios de férias e Natal a partir de 2015 não é "um compromisso", adiantou o ministro das Finanças, contrariando as afirmações do primeiro-ministro.
Lusa |
Vítor Gaspar voltou a falar sobre a questão dos subsídios
Vítor Gaspar voltou a falar sobre a questão dos subsídios / Tiago Petinga/Lusa

A reposição gradual dos subsídios de férias e Natal a partir de 2015, prevista no documento de estratégia orçamental (DEO) do Governo, é uma "perspetiva técnica" e não uma "decisão política", disse hoje o ministro das Finanças.

Em declarações perante a comissão parlamentar do Orçamento, Vítor Gaspar recusou comprometer-se com uma data específica para o regresso destas prestações, que foram suspensas para funcionários públicos e pensionistas.

O deputado social-democrata bracarense Nuno Reis mencionou que no DEO está prevista a possibilidade de repor os subsídios a um ritmo de 25 por cento por ano a partir de 2015 - voltando ao total em 2018.

Em resposta, Vítor Gaspar disse que há uma "considerável incerteza" à volta da evolução da economia portuguesa e da europeia.

"Não é possível de forma definitiva projetar o que vai acontecer nos anos seguintes", disse Gaspar. Assim, a hipótese de repor 25% dos subsídios em 2015 é uma mera "perspetiva técnica" e não "um compromisso".

No dia 30 de Abril, durante uma visita à Ovibeja, Pedro Passos Coelho tinha garantido a reposição gradual dos subsídios de Natal e de Férias a partir de 2015.

"A partir de 2015  iniciaremos a reposição dos subsídios e dos cortes salariais retirados aos funcionários públicos", afirmou o primeiro-ministro, reforçando: "O nosso desejo é que os subsídios sejam repostos rapidamente".


Opinião


Multimédia

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 70 Comentar
ordenar por:
mais votados
SOMOS ROUBADOS E...
O ladrão ainda impõe condições para devolver o roubo?
O Estado Português pessoal de bem??????
O ultra tecnocrata Gaspar não está em condições
Re: O ultra tecnocrata Gaspar não está em condiçõe
Re: SOMOS ROUBADOS E...
Governo do Passos é um Litigante de má fé !
Gaspar nem tem garantias de ser governante...
em 2015.

Mas, acha, senhor ministro, que este seu esclarecimento adianta para alguma coisa?

No dia em que o actual PM disse ir além da Troika e naquele dia em que decidiu violar a CRP, desrespeitando, entre outros, o princípio da igualdade, já sabíamos que enquanto este governo durar, os subsídios não vão voltar.

E só irão regressar se, em altura de eleições, lhes valerem votos (a este ou a outro governo, deste ou de outro partido).

Em média, cada FP vai entregar ao Estado 10 mil euros por causa de uma crise que não foram aqueles que a originaram e por causa de decisões que não tomaram!
Re: Gaspar nem tem garantias de ser governante...
Re: Gaspar nem tem garantias de ser governante...
Re: Gaspar nem tem garantias de ser governante...
Re: Gaspar nem tem garantias de ser governante...
Re: Gaspar nem tem garantias de ser governante...
Re: Gaspar nem tem garantias de ser governante...
NINGUEM PODE GARANTIR NADA
pois o país não é solvente e não possui meios suficientes para garantir o mais mínimo... como as prestações sociais.
Portugal viu com a revolução o seu aparelho produtivo totalmente destruído. Desde então tem vivido essencialmente de modo artificial, á base de crédito.
Esta tendência ainda se mantem. O problema foi o consulado do PS de Sócrates q em nome da crise financeira internacional - Portugal só indirectamente foi prejudicado - fez disparar os custos fixos não só da máquina estatal como também do endividamento publico. O país deixou de merecer a consideração própria dos países credíveis e cumpridores e, daí a escalada dos juros q desembocaram no bailout em vigor.
O trabalho de casa que se deveria ter exigido aos políticos não foi feito. Foi inclusivamente ignorado por TODOS e o país, hoje, não tem defesas a q se agarrar. Rotundas, estradas e auto estradas foram feitas p entreter o povo!
Metaforicamente falando, Portugal é um seropositivo que se move num ambiente d perigosas infecções; as suas defesas são fracas e a probabilidade de apanhar uma infecção mortal é enorme.
Falar a verdade é o mínimo q se exige. Foram as mentiras q conduziram Portugal ao actual estado penoso, lastimoso e vergonhoso. Os portugueses têm q saber com o q contam d modo a não repetir os erros do passado e, a ponderar bem e informar-se melhor sempre q é chamado a votar
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Re: NINGUEM PODE GARANTIR NADA
Violando a CRP, leis, contratos, boa fé... enfim!
...
Pobres FP!
Pobres reformados!
  Estes viram a sua pensão calculada com base nos descontos que fizeram e nos anos em que descontaram. De acordo com a lei e sempre na convicção de que estava a entregar o dinheiro a alguém HONRADO e capaz de cumprir o acordado...

Pois agora, sem acordo, violando a lei "roubam o reformado"...
Para o regabofe comtinua a haver dinheiro para gastar e esbanjar!

Vêm, agora, estes burlões falar em reposição daquilo que espoliaram...
Metem nojo!
Conversa de burlão!
Então ele quer fazer passar a mensagem subliminar de ainda lá estão em 2015/2016...!
Tristeza!
  Conversa de burlões
Re: Violando a CRP, leis, contratos, boa fé... enf
Re: Violando a CRP, leis, contratos, boa fé... enf
Re: Violando a CRP, leis, contratos, boa fé... enf
Re: Violando a CRP, leis, contratos, boa fé... enf
Re: Violando a CRP, leis, contratos, boa fé... enf
Re: Violando a CRP, leis, contratos, boa fé... enf
Bom pagador
Este é como aquele gajo que diz que paga, mas, não sabe quando.
Re: Bom pagador
«Não é um compromisso»
Mesmo que o fosse, quem é que ia acreditar nele?
Assim sendo, é igual das duas formas: «compromisso» ou «perspectiva técnica» são tudo a mesma coisa (ou seja, a mesma tanga)...
AQUILO QUE PARECIA IMPOSSÍVEL ...AFINAL É POSSÍVEL
Para quem achava impossível um Governo mais mentiroso, mais trafulha / trapaceiro que o Governo anterior ... pode agora concluir que afinal era possível ...
É que o actual Governo consegue ser ainda mais mentiroso, trafulha / trapaceiro que o anterior ...

Se este Governo encontrou o país numa situação bastante difícil ... o próximo encontrará o país numa situação ainda mais difícil ... bem ... isto é ... se ainda restar alguma coisa a que se possa chamar país ... e se houver próximo ... Governo ...

PS - E depois do Pinócrates ... agora temos ...o Coelhóquio, o Relvasóquio, o Macedóquio, o Gasparóquio ... e por aí fora ...

Re: AQUILO QUE PARECIA IMPOSSÍVEL ...AFINAL É POSS
Re: AQUILO QUE PARECIA IMPOSSÍVEL ...AFINAL É POSS
Vitor Gaspar vai presidir ao Eurogrupo
E quer levar uma boa folha de serviços.
'Gaspar não garante reposição de subsídios

...e Passos Coelho revelará amanhã que afinal as afirmações dele de reposição dos subsídios também foram um lapso.

...De lapso em lapso até à vitória final!
Re: 'Gaspar não garante reposição de subsídios
Grande farsola!

a governar com o dinheiro dos outros, até eu não faria pior!

Se quiseres eu mando-te uma lista aonde deves ir buscar o dinheiro...

És tu, a EDP, a Galp e outros que tais...
Que ensino pode o Crato implementar...


se pairamos sobre um ninho de mentirosos?

Que se pode ensinar a estas crianças...

Não mentir aprende-se logo ao nascer...

e afinal de contas é tudo mentira!
o ensino da batata frita
Gaspar é um aldrabão
Veladamente vem admitir aquilo que todos já sabem e que não é possível continuar a esconder. A novela à roda da eleição para o tribunal constitucional dá muita jeito a certa gente.
Mestrandos
Esta cambada que nos governa, não sei por quanto tempo, mas seja o que for é demais, são alunos do mestrado em "Conto do vigário", ministrado pela universidade das Portas de Santo Antão. Ao é deles os burlões do "Anel de latão" são uns meninos de coro e devem ter emigrado todos pois com concorrentes destes não tem hipótese de se arranjar por cá. Como é possível, só um POVO como o nosso é que pode ter eleito tais vermes e suportar tal governo.
Trata-se de um concurso...
... para saber qual destes vigaristas (Vítor Gaspar e Passos Coelho) é o mais VÍGARO!
Político
Que seja sério, não tem lugar nesta democracia e se não tiver os dotes de mentiroso pior ainda.
Comentários 70 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub