1
Anterior
A primeira página de Economia
Seguinte
Candidatas a líderes do futuro
Página Inicial   >  Economia  >   Ganhar um MBA

Ganhar um MBA

24 jovens participam este fim-de-semana, em Peniche, na penúltima fase de selecção do Primus Inter Pares, que distingue os líderes do futuro. Os três vencedores ganham um MBA.
|
Os finalistas do Primus Inter Pares, uma iniciativa conjunta do Banco Santander Totta e do Expresso
Os finalistas do Primus Inter Pares, uma iniciativa conjunta do Banco Santander Totta e do Expresso  / Nuno Botelho

Vontade de vencer é o denominador comum entre os finalistas dos cursos de Mestrado de Gestão de Empresas, Economia ou Engenharia que passaram à segunda fase do Primus Inter Pares, uma iniciativa conjunta do Banco Santander Totta e do Expresso, que visa distinguir os empreendedores do futuro.

O objectivo é "contribuir para o desenvolvimento do profissionalismo e da excelência na gestão de empresas, através de oportunidades privilegiadas na formação académica complementar, internacional e nacional", explica Amândio da Fonseca, administrador executivo da Egor e responsável pela equipa de observadores do concurso.

Depois de avaliada a parte cognitiva - todos os finalistas terminaram os cursos com média mínima de 14 e submeteram-se a entrevistas e testes psicotécnicos - falta pôr à prova a inteligência emocional através de apresentações orais e provas físicas que decorrem neste fim-de-semana num hotel em Peniche.

"Em provas de orientação e rappel testam-se, por exemplo, as capacidades de liderança, de trabalho em equipa e de ultrapassar obstáculos - características essenciais para gestores de topo", sublinha Amândio da Fonseca.

No final serão seleccionados cinco finalistas que serão entrevistados por um júri presidido por Francisco Pinto Balsemão e Nuno Amado - composto ainda por António Borges, António Vitorino e Estela Barbot.

Os três vencedores ganham a oportunidade de frequentar um MBA à escolha no IE, IESE, ISCTE e Universidade Católica Portuguesa - Universidade Nova de Lisboa (MBA conjunto). Junta-se ainda a atribuição de uma bolsa de estudo de €7500, para o caso de um MBA internacional.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 1 Comentar
ordenar por:
mais votados
O júri que trabalha com o Estado...
e que meritoriamente têm conduzido este país...
Muito se aprenderá a partir desta escolha...
Comentários 1 Comentar

Últimas

BES quer vender ativos

Está em curso avaliação exaustiva dos ativos. Saída de alguns mercados internacionais está em ...

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub