19 de abril de 2014 às 13:32
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Gabinete de Passos desvaloriza "desvio colossal", "à porta fechada"

Gabinete de Passos desvaloriza "desvio colossal", "à porta fechada"

Gabinete do primeiro-ministro não comenta declaração de Passos Coelho "numa reunião partidária, à porta fechada". O PSD  diz que o desvio é o dos números do INE. Passos responde ao PS no debate quinzenal.
Ângela Silva (www.expresso.pt)

"O primeiro-ministro não faz declarações sobre uma reunião partidária que, ainda por cima, decorreu à porta fechada", afirmou ao Expresso fonte do gabinete de Passos Coelho, em S. Bento.

O "desvio colossal" nas contas públicas portuguesas, que alguns sociais-democratas dizem ter sido referido por Pedro Passos Coelho, na véspera, numa reunião do Conselho Nacional do PSD, seria "relativo às expectativas deixadas pelo Governo anterior". Outros conselheiros presentes na reunião garantem até que Passos utilizou a palavra "colossal" quando se referiu "ao trabalho que este governo vai ter que fazer para recuperar do desvio que encontrou" e que terá surpreendido alguns membros do Governo.

Passos Coelho assumiu não ter sido, no seu caso, "uma surpresa" e reafirmou não ser sua intenção explorar a herança que recebeu do passado. Mas o adjectivo "colossal" saíu da reunião à porta fechada e a polémica ateou.

O PS já exigiu que o PM vá ao Parlamento esclarecer o que disse. Em resposta, o deputado social-democrata Miguel Frasquilho desvalorizou a dramatização política em torno da declaração de Passos Coelho, reportando-a aos recentes números do Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre o défice público português.

"Estamos a falar de um desvio grande em termos de resultados das contas públicas e, exatamente por isso, já foi apresentada uma medida do lado da receita e vão ser apresentadas medidas do lado da despesa", afirmou Miguel Fransquilho, garantindo que não está em causa o cumprimento da meta do défice para este ano.

PS quer ouvir Passos


O PS pediu, pela voz de Vitalino Canas, a presença de Passos Coelho na Assembleia da República para esclarecer se a sua declaração, numa altura em que Portugal está sob mira apertada das agências de rating, antecipa dificuldades em cumprir o acordo com a troika.

O gabinete do primeiro-ministro não reage ao desafio enquanto não houver uma decisão oficial de chamar Passos Coelho ao Parlamento. Mas fonte governamental antecipa que os socialistas terão oportunidade de confrontar o PM com o assunto no próximo debate quinzenal entre Governo e oposição, no dia 29.

 

Comentários 62 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Passos desvaloriza desvio colossal porta fechada
Depois de dizer que não se ia desculpar com o governo anterior, uma vez mais está a mentir. Sempre ouvi dizer que quem com ferros mata com ferros morre, mas também que quem espalha ventos se arrisca a colher tempestades. Isto não é mais nem menos do chamo-te a ti primeiro para que tu não mo chames a mim depois. No fundo por mais que tentem disfarçar é tudo farinha do mesmo saco. Para esconder a incompetência desculpam-se com a dos outros. Pode enganar os tolos e os parvos e os ignorantes, mas esquece que tomou conta do governo, depois de ter sido feita uma auditoria às contas do País, por uma entidade competente e credível chamada Troika. Não há nem pode haver porque eles não deixam esqueletos no armário, nem múmias nem dinossauros. Se for preciso para emprestar o dinheiro, até metem o dedo no sim senhor da galinha para ver se tem ovo. Isto é tentar justificar o corte do subsidio de Natal, mas também doutros impostos que se vão seguir. Para quem dizia ser sério e que não aumentava impostos e por isso chumbou o PEC4 começa muito mal. Afinal quem é o mentiros.

  http://www.youtube.com/wa...
 
Re: Passos desvaloriza desvio colossal porta fecha Ver comentário
Primam pela falta de vergonha

PPC pensava que governar era a mesma coisa que gerir empresas que ministram ensino das Nova Oportunidades, onde diz ele que passava Diplomas de menoridade mental.

Habituou-se, e assim nos vai considerando !!

As afirmações de PPC são de alguém mal formado, diria até que feio, porco e mau !!
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Esta história Ver comentário
Re: Esta história Ver comentário
Re: Esta história Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
Re: Primam pela falta de vergonha Ver comentário
O INE há dias:


Défice baixou 709 milhões de euros no 1º trimestre.

A autoridade estatística explica ainda que, tomando apenas os valores trimestrais, em comparação com o mesmo trimestre de 2010, em contabilidade nacional, o défice das administrações públicas terá baixado em 709 milhões de euros.

Os valores contidos nas Contas Nacionais Trimestrais por Setor Institucional são apresentados em contabilidade nacional (valor apresentado a Bruxelas), tendo assim um saldo mais negativo que o registado em contabilidade pública (fluxos de caixa, como utilizado na execução orçamental)

Ler mais: http://aeiou.expresso.pt/... U
Re: O INE há dias: Ver comentário
Habitue-se a ser 1ºMinistro, já não é oposição!!!
Passos Coelho esqueceu-se que tem novas responsabilidades.

Não pode desautorizar a Troika.
Não pode dizer o que lhe vem ao pensamento sem reflectir, só para atacar o adversário...que já não existe.
Já não está em campanha eleitoral.

E não pode auto-desautorizar-se, francamente!

Olhe, se ainda não está preparado...dê o lugar ao Portas. Ou à "velhota".
Sempre têm um pouco mais de experiência.

A Moody's, se o ouviu, vai dizer que tinha carradas de razão.

O Sócrates, esse, deve estar a rir à gargalhada.
Irra!
Que amadorismo primário!
Re: Habitue-se a ser 1ºMinistro, já não é oposição Ver comentário
Re: Habitue-se a ser 1ºMinistro, já não é oposição Ver comentário
Re: Habitue-se a ser 1ºMinistro, já não é oposição Ver comentário
PPC, "devio colossal": Mentir ou corrigir?
Passos Coelho esteve muito mal!

É assim que os estado de graça se vai!

Dizer que não se iria desculpar com o passado e agora puxa-o sem apresentar provas, isso cheira a política podre!

Não foi para isso que o povo decidiu substituir Sócrates.

Para voltarmos à dança das cadeiras, ficávamos como estávamos.

Tem de haver mais que uma simples mudança de poisos.

Ou Passos Coelho faz o que prometeu, ou este Governo não cumprirá o seu mandato.

Desculpas?, já estamos cansados delas!

Aceitámos o corte no Subsídio de Natal, no pressuposto que só faltava isso, para pôr o "comboio nos carris".

Não nos desiluda Sr. 1º-M, ou as manifestações virão com mais força que nunca.

Foi uma armadilha?

Também eu fiquei indignado quando leio em caixas altas que Passos Coelho teria encontrado um desvio colossal nas contas públicas. Para quem dizia que não se queixava, parecia queixar-se e muito e tudo parece, para criar desculpas para os fracassos previsíveis. Agora leio que afinal tudo se tratou de um desabafo relativo aos números do INE que já antes tinham justificado o imposto extraordinário de PPC, numa reunião supostamente à porta fechada. Alguém acreditou que a informação sobre as voos na económica foi uma fuga de informação inocente? Alguém acredita que quando ele usa este termos numa reunião partidária, não está à espera que eles venham a aparecer na praça pública? Não interessa se foi à porta fechada, porque ele o comunica a um partido que para defender o governo vai certamente precisar de munição que não pode deixar de ser essa... o que me leva a perguntar o que é que ele esperava que realmente acontecesse. Que o PSD ou os seus simpatizantes usassem o termo mas não lhe atribuíssem a paternidade?

Para quem pregou por uma certa transparência, para quem se dizia que iria praticar uma política de não crispação, Passos Coelho tem dados alguns passos surpreendentemente errados. Até parece que quer atiçar uma oposição como a que se vê na Grécia... a que propósito, para ter uma desculpa no fim? Ou será que foi uma armadilha estendida dentro do PSD a ele?
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Re: Foi uma armadilha? Ver comentário
Para ler
Tiro para o ar!!!
Mais um tiro para o ar dado pelo "Cowboy" PPC.... Lamentavelmente estes tiros vão ter graves consequências, uma vez que destas "noticias" que as agências de rating se alimentam para nos tramar a vidinha.... E quem se lixa somos nós com a burrice deste caramelo...
Re: Tiro para o ar!!! Ver comentário
Re: Tiro para o ar!!! Ver comentário
Re: Tiro para o ar!!! Ver comentário
Era uma vez um homem tão pequeno...
...tão pequeno que um dia cuspiu para o ar e morreu afogado!
Desvio ou devaneio?
Com o esclarecimento do Gabinete de Passos, fico mais descansado. Afinal era apenas uma refeição requentada, a do "desvio colossal" que nunca existiu, como o Expresso bem explicou na altura.
Fiquei assustado, pois cheguei a pensar que logo a seguir viria outra medida compensatória, do estilo da dos 50%,
o que é sempre mais fácil de fazer do que reduzir a despeza do Estado.
É que reduzir a despesa do Estado, ou se faz na saúde, o que é impopular, ou na educação, o que compromete o futuro, ou nas fundações, autarquias, institutos, parcerias, empresas públicas, etc., que estão a mais ou pagam de mais, e isso significa sacrificar os boys e engordar o número de funcionários ou pensionistas, para além de todo o trabalho de inventário e legal que tem de ser feito, além de ser impopular em certas classes que alimentam os partidos e o poder.

Tudo isto dá muito trabalho. Melhor é cortar já mais alguma coisa na carteira dos contribuintes...
pois
Primeiro arranja-se uma estorinha num jornal nacional, que é replicada pelos media, e ao fim do dia refere-se que não é bem assim; mas o rumor, o zunzum permanece insidioso...
Informação previligiada!
A América controla as suas agências de rating e jamais terá notas negativas na avaliação, mesmo que tenha estados falidos e esteja ela como um todo á beira do incumprimento. Os dirigentes destas agências já estiveram ante uma comissão parlamentar e existe matéria para os comprometer numa próxima avaliação. Portugal não tem esses trunfos, terá de ter o máximo cuidado no que expõem aos investidores. A única informação que poderá sair das reuniões será sempre positiva. Tipo, “está muito mau, mas as medidas estão a resultar”. E os investidores acreditam? Bem nem todos serão tão idiotas como os nossos juízes, mas ou menos não saberão os nossos pontos fracos!
Passos anda a brincar com o fogo
Passos anda a brincar com o fogo , mesmo que a Moodys já nos tenha mandado para o lixo ainda existem as outras agencias de rating sempre à espera da mínima coisa para baixarem o rating.

Temos um inimputável como primeiro-ministro ou o quê ?
Não sabe que qualquer acção sua pode ter consequências graves , muito mais quando de trata duma matéria sensível como o defice.

Como já foi dito os últimos números do défice que saíram , incluíem surpresas de última hora vindas dos mesmos suspeitos de sempre , empresas publicas , autarquias , etc ...

PPC que se preocupe é a atacar estes vicios do estado , davez de andar a mandar atoardas destas , mas compreende-se que seja difícil já que é aí que estão os lobbies , os seus amiguinhos , os tachistas , etc ...
Tragédia Portuguesa
Preparem-se que estes senhores vão nos pôr de rastos!!
Asneira colossal
Depois da Troica analisar a nossas contas, juntamente com o partido do governo e os outros que lá quiseram estar representados, PSD e CDS, não me digam que foram todos enganados...
O primeiro ministro, juntamente com os ministros que compõem este governo quizeram tomar a responsabilidade de governar o País,. Portanto agora que se preocupem em estabilizar o País e a governar justamente. Parem de tecer intrigas. Com isto, Estão a dar trunfos ás agências de rating. Quem leva murros no estômago todos os dias somos nós população e não o sr. Primeiro Ministro. Se tomou a responsabilidade, deixe-se de tretas e manobras políticas e faça o seu trabalho. É para isso que todos nós lhe pagamos...
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub