24 de abril de 2014 às 8:49
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  G20: FMI preocupado com perspetivas "mais sombrias"

G20: FMI preocupado com perspetivas "mais sombrias"

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional advertiu, à saída da reunião do G20, que a evolução da economia nas últimas semanas é negativa.
Lusa
Christine Lagarde preocupada Michel Euler/AP Christine Lagarde preocupada

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) advertiu hoje, à saída da reunião do G20, que a evolução da economia nas últimas semanas é negativa e que a crise está "em vias de afetar igualmente as economias emergentes".

"A situação económica não melhorou" desde a reunião do G20 de há três semanas, em Washington, e as "perspectivas de riscos" tornaram-se "mais sombrias", declarou Christine Lagarde, citada pela AFP, à saída da reunião em Paris dos ministros das Finanças e presidentes dos bancos centrais das vinte maiores economias mundiais.

De acordo com a diretora-geral do FMI, a situação económica "fraca" das economias avançadas está "em vias de afetar também os países emergentes".

"Sabemos que ao longo das três semanas, desde Washington, as inquietações não diminuíram", disse também o ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, citado pela AFP.

"O que é indispensável é que os recursos do FMI sejam adequados para fazer face às necessidades dos seus membros"


Lagarde, que considerou em Washington que os recursos do FMI fariam uma "fraca figura" se a crise se agravasse ainda mais, recusou-se hoje a precisar em que montante suplementar deviam os recursos da instituição ser reforçados, remetendo a questão para a cimeira do G20 em Cannes nos próximos dias 3 e 4 de novembro.

"O que é indispensável é que os recursos do FMI sejam adequados para fazer face às necessidades dos seus membros em função das circunstâncias económicas", declarou a responsável pelo FMI.

Lagarde também recusou elaborar sobre a necessidade de os bancos europeus reforçarem os capitais próprios, manifestando-se apenas "satisfeita" com a "tomada de consciência ao nível europeu da necessidade" de reforço.

Trata-se de "prever almofadas de amortecimento para reforçar a resistência dos bancos e de os confortar no seu papel de financiamento da economia", sublinhou Lagarde.

O FMI, indicou ainda a sua diretora-geral, apresentará na cimeira de Cannes uma "proposta específica" sobre os "instrumentos de precaução, mais flexíveis e de mais curto prazo para ajudar os países em boa situação económica mas vítimas da crise". 

Comentários 11 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
O que está acontecendo é
que ninguém sabe nada, que a busca por soluções é como saltar de um barco à deriva e afundando, sem botes para salvamento, todos gritando, pulando para a água e fazendo das tripas um coração, para manter-se vivo o suficiente para respirar durante o próximo minuto de vida... É como uma gaiola repleta de loucos, todos sabendo tudo, todos sabendo nada... Rio Grande
Re: O que está acontecendo é Ver comentário
Re: O que está acontecendo é Ver comentário
Re: O que está acontecendo é Ver comentário
Re: O que está acontecendo é Ver comentário
Duas situações que mostram as opções dos ultra
liberais que ocupam o poder em Portugal. Uma tem a ver com Paulo Portas que afirmou que o encerramento de Embaixadas vai ter a ver com o interesse económico. Outra tem a ver com o ministerio da saúde de Paulo Macedo, no que respeita ao aumento das taxas moderadores, onde nas urgências o maior ou menor valor das taxas tem a ver com a ghravidade da doença. Portanto por aqui se pode ver que as prioridades não passam pela preocupação do ser humano na mentalidade destes politicos...mas o economicismo desenfreado...
G20 FMI preocupado com perspetivas sombrias
http://www.youtube.com/wa...

Já lá vão uns tempos que ando aqui a escrever que o Mundo mudou e há quem não veja ou não queira ver tal facto. Karl Markes previu isto e por mais que nos custe a ganância do capitalismo é a sua maior virtude, mas também o seu maior defeito, que se não o corrigir o vai levar à ruína. Algo paira no ar em todo o Mundo, hoje global, que nada pode ficar como dantes. Ainda há pouco era impensável a queda do comunismo, a Primavera Árabe e isto para citar somente estes dois. Ontem teve lugar uma manifestação de indignados em 83 Países, o que seria impensável esta coordenação noutros tempos. Numa só palavra o Mundo já mudou e mais vai mudar.
A situação atual faz-me lembrar a Bíblia, ou seja a S.João Batista cortaram a cabeça ao comunismo sucedeu o mesmo, assim como a Sócrates, mas a Jesus Cristo pregaram na Cruz e se bem me parece é o que vai acontecer ao capitalismo, no mínimo tal como o conhecemos e o que vai suceder a Passos Coelho.
Re: G20 FMI preocupado com perspetivas sombrias Ver comentário
FMI VS FRAUDES
O FMI NÃO COLABOROU COM AS GRANDES FRAUDES ECONÓMICAS?
O QUE SÃO AS OFF-SHORES E PORQUE QUE É EXISTEM, MESMO DEPOIS DE SE VERIFICAR OS SEUS TERRÍVEIS DANOS NA ECONMIA MUNDIAL?
ISTO É TUDO UMA PALHAÇADA OU É MESMO A SÉRIO E PARA DURAR?
SDKan É UM EXEMPLO do comportamento da ECONOMIA MUNDIAL?
O que é a Economia Mundial?
É ver milhões e milhões de pessoas sem emprego?
tudo a la gard
eta também vem pregar moral quando esta ao serviço dos que deitaram tudo abaixo. onde esta a vergonha desta gente que quando ala é como se fossem deuses.
O cancro.
Quando alguém padece de uma doença,que se pode considerar incuravél(exp:cancro),é sabido que cura não vai acontecer com aspirinas.Tal como o sistema económico vigente,não vai nunca recuperar,porque o dinheiro desapareceu,não há mais uma situação saudavél do sistema,porque os virus(élites politicas e banqueiros)são tantos e malignos que, será necessário uma trânsfusão(revolução)para que ainda recupere alguma saude.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub