24 de abril de 2014 às 5:48
Página Inicial  ⁄  Feeds  ⁄  Última Hora Lusa  ⁄  Actualidade  ⁄  Futebol: Trofense -- Anterior presidente acusa Comissão Administrativa de "estar a agir de má fé"

Futebol: Trofense -- Anterior presidente acusa Comissão Administrativa de "estar a agir de má fé"

Lusa

Trofa, 04 jul (Lusa) - O anterior presidente do CD Trofense, equipa da Liga de Honra de futebol que vê ameaçada a sua inscrição para a próxima temporada desportiva, rejeita as acusações feitas pela última comissão administrativa, acusando-a de "má fé".

Contactado pela agência Lusa, na sequência da assembleia-geral realizada sábado, na qual se confirmou a notícia de que o Trofense teria a sua inscrição na Liga de Honra ameaçada, e também em sequência da conferência de imprensa convocada, hoje, pelo ex-investidor do clube, a LS Soccer, empresa brasileira, o ex-presidente Rui Silva garantiu que deixou o clube, em 2011, com um "orçamento capaz" e acusou a comissão liderada por José Leitão (presidente durante 11 anos, de 1996 a 2006 e na época 2011/12), de "má gestão", "amadorismo" e "incompetência".

"Temos de começar de início: quando José Leitão tomou posse, pusemos tudo em pratos limpos. Quando sai, ajudei-o a fazer um orçamento e o combinado foi ele cumprir esse orçamento. Eu, fora do clube, ia pagar algumas coisas que ficavam pendentes, mas nada tinha a ver com fornecedores. Ele é que ia dialogar com fornecedores e tentar acordos, tranquilizando-os. Nada fez. Empurrou-os para mim e agora está-se a vitimizar", disse, à Lusa, o ex-líder do Trofense (presidente de 2006 a 2011).

Comentários 0 Comentar
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub