25 de abril de 2014 às 8:33
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Fundo Europeu: Alemanha não dará mais do que €211 mil milhões

Fundo Europeu: Alemanha não dará mais do que €211 mil milhões

Ministro das Finanças alemão excluiu hoje a possibilidade da Alemanha aumentar a dotação financeira aprovada esta semana.
Lusa
"O fundo de socorro europeu tem um plafond de €449 mil milhões, 211 deles provenientes da Alemanha. E é tudo. Acabou", garante Wolfgang Schäuble Philippe Laurenson/Reuters "O fundo de socorro europeu tem um plafond de €449 mil milhões, 211 deles provenientes da Alemanha. E é tudo. Acabou", garante Wolfgang Schäuble

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, excluiu hoje a possibilidade da a Alemanha dar mais que os 211 mil milhões de euros aprovados esta semana pelo Parlamento para o (FEEF).

"O fundo de socorro europeu tem um plafond de 449 mil milhões de euros, 211 deles provenientes da Alemanha. E é tudo. Acabou. À exceção dos juros que se vierem a acrescentar", declarou o ministro germânico ao semanário Super-Illu.

A dotação financeira que caberá à Alemanha no âmbito da reestruturação do FEEF a partir de 2013 será, segundo o governante, menos importante: "Será uma questão de 190 mil milhões, dos quais seremos fiadores, já incluindo os juros", explicou Schauble.

Uma sondagem que será publicada no domingo no jornal Bild am Sonntag mostra que mais de metade dos alemães (58 por cento) discorda do aumento da dotação financeira do fundo de resgate financeiro para a zona euro, considerando-o "um erro".

 

Comentários 13 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Os indignados de Wall Street...
Centenas de manifestantes que estão acampados há já 11 dias junto à Bolsa de Valores de Nova Iorque, nos EUA, garantem que não vão desistir do protesto e que as mais de 80 detenções do fim-de-semana só os tornaram mais fortes e decididos em permanecer no local.

A concentração «Occupy Wall Street» (Ocupar Wall Street) tem como objectivo protestar contra as desigualdades do sistema financeiro, o capitalismo e a corrupção e começou no dia 17 de Setembro.

Esta segunda-feira à noite, os ocupantes receberam a visita e o apoio do conhecido cineasta Michael Moore. Cerca de 200 pessoas protestavam de forma sonora, com apitos, acusando a polícia de os ter atacado no fim-de-semana com gás pimenta, sem qualquer justificação.

«Fiquei muito impressionado com que o que vi aqui. Vocês fizeram algo histórico, muito importante», disse Michael Moore.
Re: Os indignados de Wall Street... Ver comentário
Fundo Europeu Alemanha
Quanto menos emprestarem, menos vão vender e é bem capaz de ser a pescadinha de rabo na boca. Era isso que deviam ter feito lá atrás. Nunca deviam ter emprestado, sabendo que esses Países não lhe poderiam pagar sem grandes sacrifícios para o povo. Uma coisa é certa a Europa tem de mudar de vida e de estratégia. Este Velho Continente a continuar assim não tem hipóteses de sobreviver. Os europeus vão ter de se mentalizar que o tempo das vacas gordas já foi.
Re: Fundo Europeu Alemanha Ver comentário
Re: Fundo Europeu Alemanha Ver comentário
Re: Fundo Europeu Alemanha Ver comentário
Re: Fundo Europeu Alemanha Ver comentário
Re: Fundo Europeu Alemanha Ver comentário
Re: Fundo Europeu Alemanha Ver comentário
Se você empresta a quem sabe que não pode pagar Ver comentário
Re: Se você empresta a quem sabe que não pode paga Ver comentário
Re: Se você empresta a quem sabe que não pode paga Ver comentário
Vão dar ou vão emprestar? Republica Cofidis Alemã.
Diz o povo que «quem dá aos pobres empresta a Deus»...
Mas afinal a Angela, vai dar ou vai emprestar?

Não temos dinheiro para aeroportos, TGVs e outros mimos, mas graças aos nossos subsidios de natal, ainda vamos pelo menos pagando os juros associados á 'bondade Alemã'...

Trata-se do pleno exercicio da solidariedade Europeia.
     
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub