Anterior
Isabel Pantoja tenta afastar-se de processo de corrupção
Seguinte
Câmara de Elvas investiu 30 milhões na conservação das fortificações
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Fortificações de Elvas são Património Mundial

Fortificações de Elvas são Património Mundial

UNESCO classifica como Património Mundial todas as fortificações de Elvas, o único monumento português entre os 33 candidatos.
Aqueduto da Amoreira, em Elvas, é agora Património Mundial
Aqueduto da Amoreira, em Elvas, é agora Património Mundial / DR

A maior fortificação abaluartada do mundo, em Elvas, foi hoje classificada como Património Mundial, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), revelou à Agência Lusa fonte do município.

As fortificações de Elvas foram classificadas, na categoria de bens culturais, ao início da tarde de hoje na 36.ª sessão do Comité do Património Mundial, que está reunido até 6 de julho, em São Petersburgo, na Rússia.

O conjunto de fortificações de Elvas, cuja fundação remonta ao reinado de D. Sancho II, é o maior do mundo na tipologia de fortificações abaluartadas terrestres, possuindo um perímetro de oito a dez quilómetros e uma área de 300 hectares.

Único monumento português


As fortificações de Elvas constituíam o único monumento português entre os 33 candidatos que fazem parte da lista de Património Mundial, elaborada pela Unesco.

A fonte do município explicou à Lusa que foram classificadas todas as fortificações da cidade, os dois fortes, o de Santa Luzia, do século XVII, e o da Graça, do século XVIII, três fortins do século XIX, as três muralhas medievais e a mudalha do século XVII, além do Aqueduto da Amoreira.

Classificado como Património Nacional em 1910, o Forte da Graça, monumento militar do século XVIII situado a dois quilómetros a norte da cidade de Elvas, constitui um dos símbolos máximos das fortalezas abaluartadas em zonas fronteiriças.

O Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios (ICOMOS) já tinha dado parecer "decisivo e favorável", tendo sido provado que as fortificações da cidade alentejana "reúnem o valor universal excecional, que é o principal para que uma candidatura seja aprovada", segundo a vereadora da Cultura do município de Elvas, Elsa Grilo.



Veja a fotogaleria com fotografias de Elvas:


Veja vídeo SIC:

Opinião


Multimédia

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 18 Comentar
ordenar por:
mais votados
Muito bom
Noticias muito boas. Apenas espero que preservem o património da melhor forma possível já que nos próximos tempos nem dinheiro haverá para comer.

Para além do mais é uma pena Portugal não criar verdadeiros roteiros de turismo cultural, apostado quase exclusivamente na bimbalhice do All-garve, e uns tostões no turismo de Lisboa e no Porto/Douro.

Esta é uma mina que Portugal teima em esquecer. Se juntarmos ao turismo cultural o turismo de "relax" que é possível fazer no Alentejo, ou de aventura nas Beiras e Trás-os-Montes por exemplo poderíamos ter muitos postos de trabalho criados.

E já nem falo na componente gastronómica que é muito desconhecida lá fora, mas altamente apreciada por quem nos visita e que poderia servir de positiva surpresa aos turistas.

Portugal, em termos de turismo é uma nulidade em termos europeus, e eu sei do que falo pois estou indirectamente ligado à actividade turística, e se não é fácil competir com nações grandes e igualmente com grande história como a França por exemplo, não deixa de ser verdade que estamos muito aquém do que poderíamos fazer.
O seu a seu dono
É uma excelente notícia para Elvas e para Portugal. Mas como já apareceram por aí dois governantes a pôr-se em bicos dos pés (Coelho&Portas), como se tivessem alguma coisa a ver com isso, convinha lembrar que o processo e o pedido de classificação à UNESCO foi feito no tempo do Ministério da Cultura do anterior governo, não por este. È bom manter a memória e os neurónios a funcionar...
Re: O seu a seu dono
Re: O seu a seu dono
Re: O seu a seu dono
Parabéns Elvas
Já agora podem também aproveitar e classificar o gato que aparece na fotografia Nr. 10 como LINCE ALENTEJANO...
O Governo PSD/CDS desinveste no SUL ficou c/ azia
O Governo PSD que desinveste no SUL e LISBOA ficou c/ azia
se fosse no puerto já estava a congratular-se nos canais todos de TV
A Unesco reconheceu um património de grande valor, só q não é numa zona alaranjada , assim como Sines também não é 1 zona alaranjada assim como Lisboa a Vale do TEJO não é uma zona alaranjada os alaranjicos estão c/ azia e amanhã estão de ressaca , até o FADO de LISBOA já é reconhecido , até os morkons já se querem apropriar,
Quanto à RTP e RTPIN q nós pagamos , trezanda a puerto e lagartos quer nas notícias, quer no despuerto , quer nos programas de entretenimento , evitem !!! , 1 CANAL LISBOA arrazava c/ as audiencias destes tipos , bora lá
Re: Fortificações de Elvas classificadas como Patr
Desde de já, é altura de nos congratularmos, pela conquista merecida de Elvas, que engradece, Portugal, de norte a sul e de oeste a este, incluindo as ilhas.
Não é necessário criticar outrem, para personalizar e distinguir feitos, de alguns. Definindo a razoabilidade desta nota introdutária, ateste-se a indelicadeza de alguns, que ao enaltecer e bem Elvas, têm expressões infelizes face a outras regiões, que também englobam e engradecem em particularidades e diferença o nosso país. Se não concordam com as decisões e visão política do Algarve, ou outra região, na sua qualidade de cidadão, cabe intervir, com espírito democrático; críticas vãs, sem acção, evidenciam inércia e pouca elegância intelectual. É necessário incentivar e recriar uma unidade sólida num país, onde a desigualdade e irresponsabilidade, de alguns, incutem, cisões sociais. Não partilho e oponho-me veemente a qualquer forma de desleixo intelectual que lese os interesses do país. É necessário que aqueles que utilizam da crítica vã, descontextualizada, falha em conteúdo, potenciando estereotipos, sejam chamados à razão. Não creio que os governantes actuais, priviligiem o Norte. Tanto que, sendo, governantes eleitos democraticamente por todos os portugueses, não me parece possível governarem para alguns, visto que, o que governa para Portugal, não pode, em termos de rectórica, governar, para parte de Portugal;
Re: Fortificações de Elvas classificadas como Patr
Re: Fortificações de Elvas classificadas como Patr
Políticos medíocres e impreparados?
Parabéns aos elvenses, VERGONHA PARA LISBOA

Parabéns pelo esforço, de quem tem orgulho e tenta proteger a nossa MAIOR RIQUEZA.

VERGONHA para os lisboetas, em especial António Costa, Salgado e Roseta, que além de TODOS OS DIAS descaracterizarem LISBOA, a primeira cidade da globalização, ABANDONARAM o projecto de classificação da Baixa Pombalina.
Alíás TODA A ZONA HISTÓRICA DE LISBOA tem todos os requisitos para ser classificada Património Mundial, até pelo seu significado cultural e importância na evolução da História Mundial.
Vergonha para a Associação dos Arquitectos, para Siza Vieira e outros, que até aprovaram a DESTRUIÇÃO de parte da MURALHA MEDIEVAL FERNANDINA, e estão sempre prontos a serem os CARRASCOS DO PATRIMÓNIOao serviço dos empreiteiros e ESPECULADORES.

È preciso correr com esta gente da Câmara de Lisboa !!!!!
Visita virtual
Aqui está uma visita virtual à cidade de Elvas: www.digisfera.pt/elvas-patrimonio-mundial
?
O Rio de Janeiro tb foi eleito
Elvenses de parabéns
Passei muitas vezes em Elvas, olhei para o viaduta e para as fortificações mas, por ignorância, nunca lhes dei o valor que agora lhes é reconhecido. Da próxima vez que for a Elvas, verei tudo isso com outros olhos. Graças aos elvenses e à UNESCO.
Rio de Janeiro eleito, EXPRESSO SILENCIA
RIO DE JANEIRO eleito, EXPRESSO SILENCIA

PORQUÊ ??????

Interesses mais altos se levantam....

URGENTE, a ZONA HISTÓRICA DE LISBOA tem de ser candidatada

Correr com esses VÂNDALAS que dirigem a cidade

Que a ASSEMBLEIA MUNICIPAL APROVE

Onde está o PSD e o CDS ?????

URGENTE O RESTAURO DA MURALHA FERNANDINA, ainda com mais de 15 TORREÕES, onde at´oficinas de bate-chapas estão instaladas !!!!

Esses OLISIPÓGRAFOS são uns VENDIDOS aos ESPECULADORES
Grande noticia
foi pena ter havido pouco eco na comunicação social, se fosse algum jogador de fotebol que com uma unha encravada!
Felizmente perdemos o europeu que não nos trazia nada de novo, esquecido passados oito dias, mas esta classificação vai perdurar por muito tempo e trazer riqueza ao pais e ao norte Alentejano de que bem precisam.
Comentários 18 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub