Anterior
Fisco: Faturas passam a ser obrigatórias em todas as transações em ...
Seguinte
Vinhos: Vendas na Madeira aumentaram 9,9% no primeiro semestre
Página Inicial   >  Feeds  >  Última Hora Lusa  >  Economia  >   Fisco: Dedução de 5% no IVA terá teto máximo de 250 euros

Fisco: Dedução de 5% no IVA terá teto máximo de 250 euros

Lusa |

Lisboa, 18 jul (Lusa) -- A dedução de 5 por cento do IVA hoje aprovada pelo Governo terá um teto máximo de 250 euros, que poderá ser ajustado "gradualmente".

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, anunciou hoje a criação de uma dedução em sede de IRS do correspondente a 5 por cento do IVA. Esta dedução terá contudo um "teto máximo de 250 euros por família", e ficará limitada a despesas com serviços dos setores de manutenção e reparação de veículos, alojamento, restauração, cabeleireiros e similares.

Núncio disse que no futuro esta dedução poderá ser "ajustada gradualmente" -- isto é, poderá ser alargada a outras despesas, e o teto máximo poderá ser alargado.


Opinião


Multimédia

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 9 Comentar
ordenar por:
mais votados
Medida equilibrada.
Esta medida que vai no sentido do alívio da carga fiscal sobre os contribuintes tem a vantagem de ajudar a administração fiscal a combater a evasão fiscal em sectores onde o controlo deste fenómeno é mais difícil. Quanto à percentagem e valor limite, parecem ser equilibrados tendo em conta a elevada carga fiscal que recai sobre os sujeitos passivos de IRS e a difícil situação orçamental do país.
HIPÓCRITAS VIGARISTAS
Antes de dar palpites é preciso fazer contas...Estes vigaristas chico-espertos do governo pensam que o POVO se vende por um prato de lentilhas. Se o POVO fizer contas, esta dedução não dá para aquecer: se só deduz à colecta 5% do IVA pago, com um limite de 250€ , teria de ter pago 5000€ de IVA o que equivalia a compras de cerca de 22000€ em restaurantes, oficinas e hoteis...Só o relvinhas é que pode gastar tanto nessas coisas...BANDIDOS! POVO ACORDA E REVOLTA-TE!!25 DE ABRIL SEMPRE!!
Re: HIPÓCRITAS VIGARISTAS
Re: HIPÓCRITAS VIGARISTAS
Re: HIPÓCRITAS VIGARISTAS
Re: HIPÓCRITAS VIGARISTAS
Re: HIPÓCRITAS VIGARISTAS; Olhe que não!
Re: HIPÓCRITAS VIGARISTAS;
A facilidade de fuga ao IVA
Até determinado montante (creio que 9000 €) os prestadores de serviços estão isentos. Logo, grande parte de empresários em nome individual só declaram o montante mínimo. O resto é metido ao bolso com a conivência dos clientes que só têm desvantagem em pagar. Os exemplos que vêm de cima, desde o PR (com fuga aos impostos de capital e de transações imobiliárias), desde os políticos autarcas (Isaltino por exemplo) e todos os pol+iticos do BPN ao BCP etc...etc...e os casos que as inspecções investigam, provam e são arquivadas...como se pode exigir ao povo já sacrificado que ainda vá direitinho e compostinho entregar e pagar o IVA, quando quem tem milhões foge com eles para a Suiça e nada lhes acontece?? O Exemplo tem de vir de cima, os prevaricadores têm de ser punudos exemplarmente, o povo tem de ser educado pelo exemplo e responsabilidade de quem governa e então pode e deve exigir. Sem o exemplo superior de quem governa e tem cargos superiores é difícil exigir rectidão aos governados.
Tal como os pais devem educar os filhos pelo bom exemplo, também quem governa só pode exigir se pautar a sua conduta pela integridade.
Comentários 9 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub