15
Anterior
Preços dos combustíveis em máximos históricos
Seguinte
Corte na Função Pública é feito às cegas
Página Inicial   >  Opinião e Blogues  >  O Expresso na SIC Notícias  >   Fim da crise em 2013 é uma miragem?

Fim da crise em 2013 é uma miragem?

A nova lei das rendas, o anúncio projetado do fim da crise em Portugal e a mudança da Constituição para garantir o equilíbrio orçamental são os temas da análise de Elisabete Tavares, jornalista do Expresso/Exame, no Jornal de Economia da SIC Notícias.

Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 15 Comentar
ordenar por:
mais votados
Fim da crise,mas não voltamos ao regabofe do PS!
O regabofe do PS,com distribuição á balda dos fundos comunitários aos seus afilhados e que deu no que deu: a bancarrota e a troika a mandar no País.
Agora a politica é outra ,virada para a recuperação,a boa aplicação dos dinheiros públicos e o reerguer da BANDEIRA VERDE RUBRA!
Re: Fim da crise,mas não voltamos ao regabofe do P
Re: Fim da crise,mas não voltamos ao regabofe do P
Re:Vamos e ter assaltos a bancos
Re: Fim da crise,mas não voltamos ao regabofe do P
Fim da crise? Isso é conversa de charlatões como
Passos Coelho. A catastrofe que alastra pela Europa com o aumento da pobreza e miséria, andamos a comentar noticias previamente orientadas que só mantêm esta situação preversa e a nada conduzem. Seria muito mais importante o debate de alternativas a este estado de coisas e não insistirmos no ridículo de manter o sistema de ditadura dos mercados defendida por politicos ao serviço de interessesque nada têm a ver com os cidadãos, mas sim com interesses transnacionais, para além dos deles próprios,que dominam a actividade economica e os meios de comunicação social. São predadores implacáveis e as presas são os cidadãos incautos. Subtraiem às populções para adicionar à Banca, perante a passividade dos inocentes. E o mais preocupante não é a acção dos maus, mas o silêncio dos bons. Assiste-se ao desmantelamento, dissolução, desintegração, e destruição das identidades nacionais e da própia civilização, únicamente por razões ideológicas ultra liberais. Assiste-se por outro lado ao definhamento da Cultura com o advento deste sistema. Está a ser corroida de forma larvar os fundamentos da Democracia, transformada em inimiga do povo e não como um poder dele emanado. Portanto é urgente resistir a este pensamento únicoque nosquerem impôr. Mas a primeira condição para modificar a realidade consiste em conhecê-la, bem como às possiveis alternativas. Mas é dificil, dado o assalto feito à comunicação social. Instalou-se em Portugal estranha Democracia, a alternativa é o Socialismo Democratico.
Crises
Portugal é um país que vive em estado de crise permanente, porque nunca teve, principalmente nos últimos 38 anos, nenhum político, ou melhor, uma classe política como deve ser. Todos se governaram à tripa forra e sendo certo que a classe política emerge da sociedade que somos, também não deixa de ser verdade que não lhes ficava mal ter olhado para os seus eleitores como cidadãos, preparando-os e fornecendo-lhe formação para serem mais interventivos e críticos, o que se tornaria numa grande chatice para os ditos cujos, e, em vez de delapidarem tudo o que havia de riqueza pública, dessem o exemplo da acumulação de riqueza, fazendo precisamente o contrário daquilo que foi a sua prática que se baseou no saquear, saquear, saquear até nada haver.
Re: Crises
Re: Crises
PORQUE FOI ANUNCIADO NUM PARQUE AQUÁTICO ?
Um local de diversão e conhecido pela sua piscina de ondas artificiais ? ...

Fim da crise em 2013 ...

~~~~~~~~~~~~~~~ Ondas artificiais ... Parque Aquático ... Aquashow ... ~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~ Tem tudo a ver ...

Dizem que quem se fartou de rir foram os leões marinhos ... que são uma atracção do parque ... e que nesse parque costumam dar show ...
Re: PORQUE FOI ANUNCIADO NUM PARQUE AQUÁTICO ?
Para estes não, nunca houve...
www.lepoint.fr/actualites-economie/2009-05-19/revelations-les-retraites-en-or-des-h auts-fonctionnaires-europeens/916/0/344867

Não estou a perceber:
Mas então o Manuel Pinho, não tinha já decretado o fim da mesma, em 2010!?!?
NÃO É MIRAGEM!!!
É a pura realidade!

Pensem desta forma caso estejam passar por dificuldades:

"Eu antes dava €€€ para o meu filho comprar todas as manhas uma tosta mista, um galão e uma peça de fruta, agora, com a "austeridade custe o que custar" para pagar o casino dos banqueiros, os €€€ que dou ao meu filho só dão para um papo-seco do dia anterior com manteiga, e eu passo fome para que ele tenha alguma coisa para comer!
E quando vou ao talho já só compro restos, a sorte é que a nossa família é cheia de imaginação, e imaginamos que estamos a comer umas suculentas costeletas!!!
Mas como detesto a realidade, prefiro viver num mundo fantasia dou ouvidos a Ultras "bem intencionados" como o Alforreca Fascistas! Em 2013 acabou! Eu acredito! Eu acredito!"

Está tudo bem! NÃO SE PREOCUPEM! Liguem a TV, vejam as novelas, e sonhem com uma realidade que não é vossa!

O futuro utópico dos Ultras está mesmo quase ao fim do túnel!! Está sim, acreditem! Vai ser maravilhoso!! Vamos ser todos muito felizes!!
Olhem para a China!!!
É esse o nosso farol! Em 2013 estaremos mais próximos dele!

Comentários 15 Comentar

Últimas

BES contamina Bolsa

Investidores assustados com antecipação de prejuízos do banco na ordem dos 3000 ...

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub