Siga-nos

Perfil

Expresso

Geral

Pedro Proença tinha a expetativa de arbitrar a final do Mundial de Clubes

Lisboa, 21 dez (Lusa) - O português Pedro Proença reconheceu hoje que esperava arbitrar a final do Mundial de Clubes de futebol, em Marrocos, que no sábado consagrou o Real Madrid como campeão, após triunfo sobre os argentinos do San Lorenzo (2-0).

"Tinha outra expetativa. Não fomos até aonde queríamos e até aonde podíamos, mas é assim a vida. Mas estou extremamente satisfeito. A arbitragem portuguesa tem conseguido, de forma natural, ser sempre apontada com muitas possibilidades de chegar às finais", afirmou Proença.

O árbitro de Lisboa, de 44 anos, salientou que isso "é uma mudança de um paradigma em Portugal e o reconhecimento do trabalho que tem sido feito", embora a escolha da FIFA para a final tenha sido o guatemalteco Walter López, depois de o presidente do San Lorenzo ter contestado a eventual opção por Proença ou por um sul-americano.