14
Anterior
Milhares festejaram com seleção espanhola (vídeo)
Seguinte
Inquérito a Carlos Queiroz foi instaurado em maio
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Desporto  >  Mundial - 2010  >   Federação nega prejuízo no Mundial

Federação nega prejuízo no Mundial

Gilberto Madaíl desmente, em comunicado, que a presença da seleção no Mundial tenha dado prejuízo. FPF recusa-se a revelar os prémios de jogadores e equipa técnica, mas nega bónus de €720 mil para Carlos Queiroz.
|
Gilberto Madaíl e Carlos Queiroz continuarão a parceria na FPF
Gilberto Madaíl e Carlos Queiroz continuarão a parceria na FPF / Estela Silva/Lusa

A Direcção da FPF nega que Carloz Queiroz tenha direito a receber um prémio de 720 mil euros por ter chegado aos oitavos de final do Mundial da África do Sul, o equivalente a 10% dos 7,2 milhões de euros pagos pela FIFA ao organismo liderado por Gilberto Madaíl.

A FPF não confirma ainda que cada um dos jogadores convocados para o Mundial 2010 venha a receber 100 mil euros pela participação na competição, valores avançados ontem pelo jornal "Record" .

FPF entende que prémios não têm interesse público


O Expresso tentou, há duas semanas, confirmar o valor dos prémios negociados entre jogadores, técnicos e a direção federativa, mas a FPF escusou-se a revelar os montantes contratualizados, argumentando tratar-se de "matéria reservada e sem interesse público".

Ontem, via telefónica e através de email, o Expresso tentou novamente em vão confirmar os valores adiantados publicamente, tendo a FPF optado por desmentir o teor das notícias em comunicado oficial.

Mundial dá lucro aos cofres da FPF


Além de negar a perda um milhão de euros na campanha da África do Sul, a FPF assegura que "mais uma vez será obtido lucro com a participação no Mundial 2010, mesmo incluindo as despesas inerentes à fase de qualificação e os diversos investimentos que foram sendo feitos ao longo dos últimos tempos".

O comunicado reitera também que a FPF não irá divulgar pormenores sobre os prémios acordados em face de determinado resultado desportivo, reservando estas questões financeiras para "o relatório e contas aprovado e divulgado anualmente". 


Opinião


Multimédia

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.


Comentários 14 Comentar
ordenar por:
mais votados
É um filósofo, o dr madaíl*
O dr madaíl é uma pessoa que eu respeito e admiro muito porque foi deputado do psd e, como toda a gente sabe, o psd é o único partido de pessoas sérias que existe em portugal. Além disso é uma pessoa muito inteligente e admirador da filosofia que é uma ciência que não é bem ciência e que toda a gente gosta quando é para debitar bastantes citações, como fez o senhor engenheiro sócrates naquela entrevista ao expresso em que disse "eu sou um animal" mas ninguém acreditou ou se acreditaram queriam que o país fosse dirigido por um animal porque ele foi eleito a seguir. O dr madaíl gosta particularmente de filosofia brasileira que eu tenho de admitir que não é lá grande filosofia porque os brasileiros gostam é de forró e pagode e quando alguém diz da vinci eles pensam que lhes estão a pedir 20 reais. Mas toda a gente sabe que há um filósofo que por acaso é brasileiro que se chama newton da costa que tem uma filosofia que é a filosofia da quase-verdade que defende que a verdade é uma coisa que não interessa para nada e que no tempo do ptolomeu até era quase-verdade que o sol girava à volta da terra porque o pessoal, coitado, não podia saber mais do que isso. Assim é com o ordenado do queirós e com os prejuízos, porque não é verdade que isso seja assim (foram 719 mil euros e perdas, não 720 e prejuízos) mas é quase-verdade o que, para o dr madaíl, é privado, ou seja, não interessa nada.

* Comentário elaborado de acordo com as regras para não ser censurado ou expulso
Re: É um filósofo, o dr madaíl*
Teorias de Eng. Mecânica
Gilberto madail o cilindro, Carlos Queirós o piston, o escape a selecção de bons resultados!
O chassi o povo que tudo atura e sofre.
Re: Teorias de Eng. Mecânica
olha que dois!!
um eterniza-se, juntamente com os comparsas que estiveram em saltillo, à frente da fpf...como é possível? então, não temos gente mais capaz, gente com horizontes mais largos...o outro, depois de provar que não tem perfil para ser 1ª figura à frente de uma equipa (real madrid, sporting, selecção da áfrica do sul...) é incapaz de pôr o seu lugar à disposição depois de sermos eliminados, não é o facto da derrota, mas sim o de não jogarmos, dava a ideia que estavam a fazer um frete...ora isso é o que não precisamos, jogadores na selecção têm de dar o litro, defender, tal como um soldado na guerra, a pátria, o que deveria ser uma honra e não um negócio!
O Queiroz ja saiu?
é isso que interessa... quando é que ele sai? O resto é conversa...
Re: O Queiroz ja saiu?
Miserável circo
Se eu fosse aos sponsor's nem com um cêntimo contribuía para esta chulice.
Onde é que já se viu um seleccionador perdedor levar um prémio de quase 1 milhão de euros por fazer a figura que fez ?
As restrições e a ética têm de uma vez por todas que chegar a todos. Porque razão o futebol há-de ser excepção ?
Sim aos prémios para desempenhos excepcionais. Sempre os achei naturalíssimos e justos.
Agora, contemplar perdedores com prémios escandalosos ? A que título ?
Re: Miserável circo
Premiar o queirós? Não concordo
Se sempre combati aqui a maledicência mesquinha do tuga anti-queirós, devo agora dizer que o desempenho da selecção na minha opinião foi aceitável/razoável, o que não devia dar direito a prémio nenhum.
O CQ que se queixasse em tribunal e pedisse uma indemnização à Fifa pelo golo em fora de jogo.
Já me causa mais estranheza que aqueles que diziam que o queirós ia ser a vergonha total não lhe venham agora dar direito ao prémio. O CQ, em relação aos que diziam o piorio dele teve um desempenho excepcional (não sofremos qualquer golo contra os dois primeiros do mundo).
Relatório e contas
Se no "Estado da Nação" (que é pública, de todos nós), é só tretas, mentirinhas e "matéria reservada, sem interesse público", porque é que na FPF (que é publica, de todos nós) devia ser diferente? Só nos "Relatório e contas" finais é que vamos saber (talvez!) a verdade! Até lá é matéria reservada e nós (contribuintes) não temos nada que meter o bedelho nessas coisas, era o que faltava! Abusadores! (Em cartazes espalhados pelo País está escrito "Privado é de alguns, público é de todos"! Erro! Devia ser "Privado é de um, público é de alguns"
Re: Relatório e contas
Para quê tanta conversa
Sim? Para quê tanta conversa? Madaíl está senil. Mesmo quando não estava foi sempre um ás da asneira. Sempre o conheci por Madail asneiras mil! Só que não sai de lá, nem que a vaca tussa! Contratou Queiroz, sem fazer a mais remota ideia do que estava a fazer. O outro, que também é uma bela prenda, viu ali a galinha dos ovos de diamante, e aceitou, pela calada e agora, tal qual o senil, não quer ir embora. Ganhar o que ele ganha para vencer Cabo Verde, Moçambique e pouco mais, é de bradar aos céus. Deixem o moçambicano em paz que está na hora de encher a pança à custa da senilidade do outro. Não há ambição nesta gente. Só ganancia de dinheiro fácil e de poder. Se Queiroz, ao selecionar Decos, Pepes, R. Costa e outros, tivesse levado logo um pontapé no traseiro com a recomendação de que com Portugal não se brinca, a esta hora poderiamos não ter ganho o troféu final, mas tinhamos ido mais longe, sem dúvida nenhuma.
Agora temos que o aguentar até 2012.
menos de 2 milhões é pouco.
Somos uma cambada de sumiticos liderados pelo Madail....

Porra..., aumentem o premio ao homem. Com a vida dificil existente, como é que ele se desenrasca?
Madail és uma merda.
Comentários 14 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub