18
Anterior
Eletricidade vai ficar mais cara?
Seguinte
Rendas de casa vão ter o maior aumento desde 2004
Página Inicial   >  Opinião e Blogues  >  O Expresso na SIC Notícias  >   Exportações são motor da economia

Exportações são motor da economia

O aumento das exportações, a saída da Brisa do PSI 20 e a subida do preço dos alimentos são os temas analisados hoje por João Ramos, jornalista do Expresso, no Jornal de Economia da SIC Notícias.

Opinião


Multimédia

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 18 Comentar
ordenar por:
mais votados
Só se fala em exportar, exportar. É muito pouco...
A catastrofe que alastra pela Europa com o aumento da pobreza e miséria, andamos a comentar noticias previamente orientadas que só mantêm esta situação preversa e a nada conduzem. Seria muito mais importante o debate de alternativas a este estado de coisas e não insistirmos no ridículo de manter o sistema de ditadura dos mercados defendida por politicos ao serviço de interessesque nada têm a ver com os cidadãos, mas sim com interesses transnacionais, para além dos deles próprios,que dominam a actividade economica e os meios de comunicação social. São predadores implacáveis e as presas são os cidadãos incautos. Subtraiem às populções para adicionar à Banca, perante a passividade dos inocentes. E o mais preocupante não é a acção dos maus, mas o silêncio dos bons. Assiste-se ao desmantelamento, dissolução, desintegração, e destruição das identidades nacionais e da própia civilização, únicamente por razões ideológicas ultra liberais. Assiste-se por outro lado ao definhamento da Cultura com o advento deste sistema. Está a ser corroida de forma larvar os fundamentos da Democracia, transformada em inimiga do povo e não como um poder dele emanado. Portanto é urgente resistir a este pensamento únicoque nosquerem impôr. Mas a primeira condição para modificar a realidade consiste em conhecê-la, bem como às possiveis alternativas. Mas é dificil, dado o assalto feito à comunicação social. Instalou-se em Portugal uma estranha Democracia, onde uma minoria tudo recebe e o povo tudo paga.

Ó CORCUNDA!!!MUDA A CASSETE!!!
Re: Ó CORCUNDA!!!MUDA A CASSETE!!!
Re: Ó CORCUNDA!!!MUDA A CASSETE!!!
Re: Ó CORCUNDA!!!MUDA A CASSETE!!!
Re: Só se fala em exportar, exportar. É muito pouc
A grande ilusão das exportações
As exportações não são motor de economia nenhuma , o motor das economias são sim , é mercados internos cada vez mais eficientes.

Porque as exportações é apenas uma parte da economia e muitas vezes marginal , e porque as exportações de um país são as importações de outro , neste jogo de soma zero , se todos os países apostassem só nas exportações como centro das suas economias , tudo acabaria num colapso da procura , a não ser que arranjassem um novo planeta para exportar.

E tambem é uma política perigosa , porque a insistência e aumento a nível mundial deste neo-mercantilismo das exportações , vai levar ao aumento das tensões internacionais , uma especie de proteccionismo encapotado , que pode dar origem a guerras como já deu no passado , como a 1ª Guerra Mundial.

 
Re: A grande ilusão das exportações
Re: A grande ilusão das exportações
Re: A grande ilusão das exportações
sistema
como pode haver melhorias em uma sistema que se basea na MENTIRA,AVIDES,COVARDIS:(RELIGIAO,ECONOMIA,POLITICA).Milhares de religioes em ves de uma,produzir,oferiser servicos de coisas inuteis e prejudiciais,enganar a todo costo e manipular as massas em seu proveito :NUNCA!
ECONOMIA
Como pode haver economia sem pessoas(pt.1000000desimpregados),so se fose no papel!Crescimento so de pobreza e mizeria!
motor da economia
Portugal a concurer na exportacao com super economias e grandes paises e a respeitar regras e normas que otros nem tem nem respeitam?pois este motor nem pehge nem vai pegar!Exportar o que?
motor da economia
Quem pode concurer com os precos da China,Turquia,Brasil,India,Maroco,...?
lol
Problemas climatéricos?? Climatérico de fase antes da menopausa? Ou queria dizer climático? Qualquer das maneiras não há nada que um bom punhado de economistas e agentes financeiros não consigam resolver. Ainda mais. Os animais não necessitam de alimentos à base de cereais, o animal homem é que precisa que eles comam isso para conseguirem tirar mais lucro das suas produções, baixando, desta forma, a qualidade da carne, promovendo doenças levando à utilização de mais agentes farmaceuticos para que os animais não morram. Não há nada que estes economistas não consigam resolver, até mesmo aquilo que não entendem e é óbvio.
Será qye existe algum fundo para miséria?
Os artífices financeiros são tão brilhantes que me interrogo para quando um funduzinho sobre a miséria das pessoas, quantos mais miseráveis mais rentável?

A desgraça e a pobreza são exportáveis?
Só exportações é muito insuficiente.
Aumentar as exportações é importante apesar de não ser fácil.Pena é que o Estado português tenha concentrado o seu impeto de crescimento económico para melhoria da depauperada economia nacional somente no aumento das exportações.

Todos os países da União Europeia tendem a fazer o mesmo pelo que o espaço para exportações portuguesas e,além disso,tende a diminuir, dado que o euro é a moeda mais cara do mundo e Portugal é um dos países menos competitivos da UE.

Há os países de expressão portuguesa,mas estes importam fundamentamente segundo o factor preço como é habitual e não por "boas intenções lusas" e Portugal não pode de maneira nenhuma oferecer o melhor preço em euros ou relativamente às outras moedas.
 
Melhor seria era desenvolver a economia interna(a agricultura,as pescas,a pecuária,o comércio,as industrias,a manufacturação de matérias primas importadas,etc)para diminuir as importações,criar e fortalecer empresas nacionais e aumentar a empregabilidade,conseguindo assim um melhor equilibrio da balança comercial porque o preço dos bens alimentares está a aumentar e vai aumentar cada vez mais,quando Porugal importa quase tudo.

Para isso seria necessário barreiras alfandegárias como na China,o que não é possível porque a soberania nacional está muito maniatada completamente dependente das benesses edas regras da UE e sem moeda própria ajustável.

Assim,não é fácil...

Se todos cumprissem as suas funções!!
Vejo comentários mais bem fundamentados que quase todos os que aparecem nos média, quais serviçais de qualquer amo e senhor! Lógico que é um conjunto de ações que o Governo deveria tomar, e que não consegue, tem é um discurso derrotistas desde sempre e com a baboseira que algum Povo comeu, de dizer a verdade, como que em negócios, dizer toda a verdade seja sinónimo de sucesso. Aprendizes medíocres e já o digo desde sempre, tal o óbvio, mas que até a oposição embarcou. No entanto os "jobs for de boys", a redução de Ministérios e simultaneamente a constituição de dezenas de comissões, mostra claramente como se COME recursos do País...O PR se cumprisse efetivamente o seu cargo, já deveria ter demitido o Governo, e por aqui me fico.
Comentários 18 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub