37
Anterior
Testes 'faça você mesmo' são a nova aposta das farmácias
Seguinte
"Há pessoas que têm mau perder", diz Relvas
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Exército perde helicópteros

Exército perde helicópteros

Ministro da Defesa cancela concurso. Portugal será o único país da NATO com um Exército sem helicópteros.
|

Não vai haver mesmo helicópteros para o Exército. O ministro da Defesa, Aguiar Branco, decidiu anular o concurso no valor de 400 milhões de euros para a aquisição de dez NH90.

Portugal será o único país da NATO com um Exército sem helicópteros.

A razão está à vista: não há dinheiro. A aquisição dos NH90 (deveriam ser 10, a entregar a partir de 2009, depois em 2012 e agora nunca) iria exigir, até 2020, um valor próximo dos 420 milhões de euros. Só em 2013, segundo apurou o Expresso, essa verba poderia atingir os 120 milhões.


Leia mais na edição do Expresso deste sábado, dia 30 de junho.


 

Escolha uma das opções para ler o artigo inteiro




Compre o Expresso na banca



Assine o Expresso no site




Aceda ao Expresso no iPad



 

 


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 37 Comentar
ordenar por:
mais votados
Histórias castrences
A propósito da necessidade de reformas das FA, estes helicópteros para o Exército são um bom exemplo.

Com a manias das grandezas, o Exército convenceu os políticos que necessitava helicópteros e apressou-se a abrir um quadro de oficiais pilotos.
  A Força Aérea, a fazer contra vapor, dificultou o que pôde e quase que se recusou a dar a formação a esses pilotos.
O Chefe do Exército, não foi de intrigas e contratou com o exército del aire espanhol e esses oficiais foram "tirar a carta" a Espanha, gastando largos milhões ao erário público.

Ilustra bem o que custam as rivalidades e birras de generais, que vivem num universo de fantasia e de banda desenhada.

Fez bem o ministro em anular a compra, agora há que dar destino a esse pilotos, que há anos não fazem nada e extinguir o quadro de pilotos do exército, um luxo para países ricos.
Re: Histórias castrences
Re: Histórias castrences
Re: Histórias castrences
Re: Histórias castrences
Soldados de chumbo
Investir em armamento para as forças armadas é das primeiras opções a excluir.
Mas eles não irão fazer um novo 25 de Abril? Otelo já deu o mote...
Re: Soldados de chumbo
Re: Soldados de chumbo
Re: Soldados de chumbo
Re: Soldados de chumbo
Parabéns Portugal!!!
Com o cancelamento dos NH90 a FAP vai poder celebrar com dignidade os 50 anos de serviço do Alouette III!!! Com um bocado de sorte, e pelo caminho que o país leva ainda vamos "ter" Alouette por muitos e bons anos, e é provável que a FAP bata o recorde mundial como o país que usou um meio aéreo por mais tempo no mundo, talvez daqui a 25 anos ainda tenhamos este helicóptero a voar! E já agora, este ano o Lockheed C-130 Hercules celebra 35 anos de serviço na FAP!!!
Re: Parabéns Portugal!!!
Re: Parabéns Portugal!!!
Mania das grandezas....
Os esquerdalhos como sempre nunca estão satisfeitos.....O governo PS-Sócrates encomendou os Helis, este governo cancelou. O PS-Gueterres encomendou 4 submarinos o Portas reduziu para 2.....mas mesmo assim a esquerdalhada farta-se de ladrar,....sejam coerentes!!!!...já não há paxorra para os aturar!!!!!!!!!!!!!
5 pontos, pela asneira e o divertido
armamento redundante
Boa opção do governo!
A capacidade aero-móvel do exército já existe e está melhor do que nunca:
Os novíssimos helis EH-101 da Força Aérea Portuguesa têm capacidade para transportar 12 pelotões de infantaria -396 soldados equipados para combate- em simultâneo, em meio hostíl, e no heli. mais moderno do mundo, com alcance superior ao NH-90.
Agora as dúvidas sobre a postura do exército e da imprensa sobre este assunto:
1. REALISMO: Qual a probabilidade de utilização de infantaria aero-móvel em território português ou locais onde temos interesses nacionais ou capacidade própria de projeção?
2. ADEQUAÇÃO: Estes meios são adequados para o nosso interesse geo-estratégico (Portugal, CPLP, missões NATO/UE - sempre em escala reduzida no que toca à NATO/UE)?
4. CAPACIDADE: Como deslocar os NH-90 para cenários distantes e qual o custo e capacidade nacional para tal?
5. SENSO COMUM: Se a Força Aérea já tem material novo, adequado, com capacidade e com maior alcance porque repetir esta função com equipamento só do exército? Com meios, bases, manutenção e pessoal redundante? Capricho, interesse instalado ou falta de visão estratégica nacional por parte dos anteriores governantes e chefias do exército?

E DEPOIS?
O Raul Solnado não foi a uma guerra na qual partilhava um avião com o inimigo?
Um dia da semana para cada um!
;-)
Primeiro!
As luvas para se pilotar os hélios?
Não foi por acaso que alguém...

Não foi por acaso que alguém disse que Portugal é um pais de generais e almirantes que adoram de ficar sentados...

Generais e almirantes que gostam de comprar brinquedos caros, para que os militares se divirtam, e assim não lhes apoquentem o juízo.
I love the smell of napalm in the morning !!!
Lá se foi a AirCav !!!!
Que fazer agora aos milhares de cd da Cavalgada das Valquírias ???
Agora falta só acabar com a raça dos marujos pilotaços, para garantir que nesta cena dos aéreos, tudo o que esteja a mais de 50 cm do chão tem de passar pelo EMFA.
Sempre disseram que "O Exército é o espelho da Nação", e foi preciso que o presidente da Assembleia-Geral da Portucel (e da Impresa para além da Semapa), tenha vindo puxar o lustro ao dito espelho.
Assim não há dúvida ... quem não tem dinheiro não tem vícios.
Re: I love the smell of napalm in the morning !!!
Re: I love the smell of napalm in the morning !!!
"CHATICE"
No tempo do meu Pai, o exercito tinha cavalos para os Oficiais se distinguirem dos soldados e andarem mais vísiveis no comando.
Segundo ele o cheiro a merda era constante e sem ganhos acrescidos para lá das passeatas a cavalo.
O nosso exército perde agora os NH90 não trotam,não bostam pela parada mas o cheiro a merda e cagança estava em vias de se tornar constante e intenso.
Reduzir 25% a FA dando prioridade à manutenção efetica da componente busca e salvamento.
Reduzir para 50% o exercito.
Apostar mais na Marinha (busca e salvamento) e vigilância da ZEE.
Manter os compromissos Internacionais dentro do possível.
Regularizar a assistencia e uniformizar o sistema de uma vez por todas.
kácus.
kácus
Re:
Podemos não necessitar de helicópteros
Mas não havia necessidade dos 2 submarinos.
Paulo Portas achou que sim quando foi ministro da defesa do governo de direita antes do PS, e vai daí encomendou não 1 mas 2 submarinos. E para quê? ou para quem?
Para as grandes batalhas que Portugal vai travar contra a fome, o desemprego e a banca rota.
Quando Portugal já tiver todo vendido aos Angolanos, brasileiros, colombianos e afins, podemos sempre enfiar-nos nos submarinos, quando esta gente que vai comprar Portugal nos der um pontapé no rabo.
Este País é tão ridículo como a gentinha que o governa.
Gente que só olha para o seu umbigo, gente que continua a meter os amigalhaços nos lugares chave, gente que nem gente é. São os abutres da política. São os caçadores furtivos de um povo que anúnica asneira que fez foi ter votado nesta fina flor do entulho.
Re: Podemos não necessitar de helicópteros
Re: Podemos não necessitar de helicópteros
Re: Podemos não necessitar de helicópteros
O rácio para um português. Quantos Helis?
Comandava Afonso de Albuquerque 6 naus c/ 400 homens. Após ter destruído diversos portos tributários ao Rei de Ormuz, fez o q ninguém julgou possível: entrou na baía de Ormuz, ficando cercado p/ 250 navios de guerra e um exército de 20000 guerreiros prontos p/ o aniquilar! Quando o Rei de Ormuz lhe mandou 1 emissário a bordo p/ questionar sobre os seus intentos, Afonso de Albuquerque enviou a seguinte mensagem:
«Renda-se!!!».
in "HOMENS, ESPADAS E TOMATES - Rainer Daehnhardt"

Factos, são factos. O resto são pormenores.
A BANDALHEIRA DE VIGOROU NESTE PAÍS QUE PARA MUITO
A bandalheira que vigorou neste país que para muito era excelente , ainda foi posta em prática em alguma situações. A GNR fazia o trabalho da marinha. O exército fazia o trabalho da F aérea. A Marinha faria o trabalho da PSP era o país do faz de conta, em que o valor seria atribuído a quem fizesse mais
bandalhice e fosse mais corrupto em colaboração com os governantes de então. Se não pusessem cobro a isto, daqui a pouco o exército acabaria de comprar um porta aviões.
Mas ganhou 2 lindos submarinos
talvez o exercito queira um deles?!
Re: Mas ganhou 2 lindos submarinos
Re: Mas ganhou 2 lindos submarinos
Re: Mas ganhou 2 lindos submarinos
Re: Exército perde helicópteros
Esta república só quer brinquedos caros, senão "não se poderá defender!"

Os nossos Reis tinham espadas e pouco mais e não só correram com os Mouros daqui para fora, como nunca deixaram que ninguém cá entrasse. E se entrasse, saá nem que fosse 60 anos depois!!

Mas rezavam a Deus antes das batalhas e Ele ajudava-os quando entendia (Cristo prometeu ajuda a D. Afonso Henriques apesar da desproporção das forças e ele efectivamente Ganhou!).

A quem rezam os nossos republicanos? Ao deus-dinheiro?
Que grande azar, esse deus só tem poderes para comprar, não para Salvar!

Se algum vizinho nos invadisse, nem com 100 helicópteros nos safávamos! (eram abatidos por mísseis Terra - Ar que era um dó-d´alma! E com que "tomawaks" é que nós destruíamos as defesas anti-aéreas?) Tenham juízo.
Comentários 37 Comentar

Últimas

BES contamina Bolsa

Investidores assustados com antecipação de prejuízos do Banco Espírito ...

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub