Anterior
BCP não quer Estado como acionista
Seguinte
AMI lança marca de produtos alimentares SOS Pobreza
Página Inicial   >  Economia  >  Ex-sócio de secretário de Estado lidera empresa que gere rendas sociais

Ex-sócio de secretário de Estado lidera empresa que gere rendas sociais

Norfin pertence a gestor que ajudou a lançar ex-empresa do secretário de Estado-adjunto do primeiro-ministro e gere o Campus de Justiça.
|

A sociedade escolhida pelos bancos que aderiram ao programa Mercado Social de Arrendamento para gerir o fundo Solução Arrendamento - a Norfin - é presidida por João Brion Sanches, ex-sócio do atual secretário de Estado-adjunto do primeiro-ministro, Carlos Moedas.

Miguel Pais do Amaral, Alexandre Relvas e Filipe de Botton, que lideram a Logoplaste e são sócios não-executivos da Norfin, também ajudaram Carlos Moedas a criar a Crimson Investment Management, em 2008, que hoje tem uma atividade diferente e é 100% detida pela mulher do governante, Céline Abecassis-Moedas.

Com escritórios em Lisboa e Madrid, a Norfin dedica-se à gestão de ativos e fundos imobiliários e tem cerca de mil milhões de euros sob gestão.

O Solução Arrendamento tem um ativo de 72 milhões de euros, a que correspondem já 613 imóveis escriturados.

Leia mais na edição do Expresso deste sábado, dia 30 de junho


Escolha uma das opções para ler o artigo inteiro


Compre o Expresso na banca
Assine o Expresso no site
Aceda ao Expresso no iPad

Opinião


Multimédia

Retrato político de um país livre

Traçámos um mapa partindo dos resultados das eleições para a Assembleia Constituinte de 1975 e dos resultados das últimas eleições legislativas em 2011. O que mudou ao longo desse tempo? Como é que cada concelho votou em 1975 e em 2011? E como evoluiu a abstenção? Clicando sobre o ano e depois sobre os concelhos, no mapa ou no filtro, surgem as respostas.

Quase ninguém ficou em casa

Foi num 25 de Abril como o deste sábado, mas há 40 anos e numa liberdade então recentemente tomada: a 25 de Abril de 1975, Portugal testemunhou as primeiras eleições livres e universais após quase meio século de ditadura. Estas são as histórias, os retratos, os apelos e as memórias de um tempo que mudou o rosto do país.

Edwin. O rapaz que aprendeu a sonhar

O que Edwin sabia sobre a vida era sobreviver. Na cabeça dele não cabiam sonhos e os dias eram passados à procura de comida para ele e para a mãe e para o irmão. A fome espreitava nos cantos da barraca de palha no Quénia e ele escondia-se dela como podia - chupar as pedras era uma forma de a enganar. Mas a sorte dele mudou porque alguém viu nele outra coisa. E tudo começou numa dança. Agora, os mesmos dedos que agarravam as pedras tocam hoje teclas de um piano Bechstein. E os pés dele já não estão nus mas calçados. Com chuteiras. Primeiro no Benfica, agora no Estoril, o miúdo de 15 anos que fala como gente grande descobriu que tinha um sonho: ser futebolista. Como Drogba.

26 mil esferográficas, 14 mil urnas e 760 quilos de lacre. Os números de uma eleição histórica

Mais de mil caixas de lacre foram usadas pelas secções de voto que por todo o país, no dia 25 de abril de 1975, recolheram os boletins de milhões de eleitores. O Expresso percorreu os quatro mapas de despesas das eleições para a Assembleia Constituinte, elaborados pelo STAP, para saber quanto dinheiro esteve envolvido, onde e como foi gasto. Cada valor em escudos foi convertido para euros a preços correntes, tendo em conta a inflação. 

Todas as ilhas têm a sua nuvem

Raul Brandão chamou-lhe 'A Ilha Branca'. Como viajante digo que tem um verde diferente das outras oito que com ela formam o arquipélago dos Açores. É tenra, mansa, repousante e simultaneamente desafiante. Esconde segredos como a lenda da Maria Encantada e um vulcão florestado a meio do século passado que nos transporta para uma dimensão sulfurosa e mágica. Obrigatória para projetos de férias de natureza.

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Profissão: Sniper

O Expresso foi ver como são selecionados, que armas usam, para que missões estão preparados os snipers da Força de Operações Especiais do Exército. São uma elite dentro da elite. Um pelotão restrito. Anónimo. Treinam diariamente com um único objetivo: eliminar um alvo à primeira, mesmo que esteja a centenas de metros. Humano ou material. Sem dramas morais, dizem.

Xarém com conquilhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

O que se passa dentro da cabeça dele

O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.

Amadeu, que aprendeu o mundo no campo e tinha o coração na ponta dos dedos

Em Portugal, a dedicação à língua mirandesa tem nome próprio: Amadeu Ferreira, o jurista da CMVM que - quando todos diziam que "era uma loucura impossível" - arranjou tempo para traduzir "Os Lusíadas", a "Mensagem", os quatro Evangelhos da Bíblia e ainda duas aventuras do Asterix para uma língua que pertence a um cantinho do nordeste português e é falada por menos de 15 mil pessoas. No final de 2014 deu ao Expresso aquela que viria a ser a sua última entrevista. Morreu no passado domingo e esta quinta-feira foi lançada a sua biografia, "O fio das lembranças", com quase 800 páginas.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.


Comentários 73 Comentar
ordenar por:
mais votados
Mudança de fisionomia
www.youtube.com/watch?v=8rqXzIK3O9A
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Re: Mudança de fisionomia
Desilusões
O eleitor, esperançado, ainda tenta conservar a ilusão de que os próximos serão melhores. Farto de histórias de compadrio e vigarice, muda de clube, a ver se é desta que aparece gente séria, que conduzam isto com uma certa decência.

Depois aparecem histórias destas e lá vem o balde água fria, obrigá-lo a pôr os pés no chão e a concluir que só mudam as moscas, o produto é o mesmo.

Triste sina, viver num país de esfomeados por dinheiro, que rapam tudo e não deixam nada, como diria Zeca Afonso......
Re: Desilusões
Cambada de alcoviteiras!
ex-socio-de-secretario-de-estado-lidera-empresa
O Expresso parece estar a acordar de uma nostalgia que começava a irritar alguns, que queriam um jornal mais activo e não amorfo, mas que se encontrava partidarizado. Este jornal tem responsabilidades das quais não se pode alhear. Seja qual for a cor no governo, o Expresso deve dar a arroxada onde o burro cai. Foi assim em tempos que já lá vão e ainda lembro o tempo em que era primeiro ministro Balsemão, ser aquele que mais o criticava, não por esse facto, mas porque tinha razões para o fazer. O fato de primeiro ministro não lhe ficava bem e cada um é para o que nasce, mas não deixa de ser um dos portugueses a quem o País mais deve, mas também a democracia e a liberdade. Não defender estes princípios é um atentado à sua pessoa e ao Expresso não o fazer é não cumprir aquilo pelo qual nasceu. Este governo já teve tempo que chegue para provar o que vale e do que é capaz e até ao momento tem sido uma desilusão para todos aqueles que acreditaram nas mentiras e promessas que lhe foram ditas. Espero que a Comunicação Social comece a cumprir o seu dever e antes de olhar à cor que olhe para o sofrimento dos portugueses e acima de tudo que não se iniba de criticar o que está mal, evitando assim que o País se continue a afundar e o povo a caminhar para a miséria.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/transparencia-carlos-moedas.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/familias-falham-pagamentos-de-800.html

Re: ex-socio-de-secretario-de-estado-lidera-empres
Re: ex-socio-de-secretario-de-estado-lidera-empres
Re: ex-socio-de-secretario-de-estado-lidera-empres
Mudança de lentes
toni deixou de fazer greve
Re: toni deixou de fazer greve
Re: ex-socio-de-secretario-de-estado-lidera-empres
Re: ex-socio-de-secretario-de-estado-lidera-empres
Re: ex-socio-de-secretario-de-estado-lidera-empres
Re: ex-socio-de-secretario-de-estado-lidera-empres
Tão diferentes e tão iguais....
Os casos de compadrios, favores vários, cunhas e lobbies neste Governo já cheiram a podre. A imagem que temos de quem nos governa é de facto cada vez negra e o descrédito e a desilusão vai-se instalando nas pessoas, no cidadão comum a quem só são pedidos sacrificios e mais sacrificios quando os exemplos que vêm de quem deveria dar sempre boa imagem são aquilo que vemos. Ele é os sucessivos perdões aos amigos, a Justiça que absolve os memsos sempre da mesma côr, ele é o ministro Miguel Relvas que parece que tem 4 motoristas, isso mesmo estão a ler bem, 4 motoristas e um deles contrato por ajuste direto pelo próprio ministro e que ganha 70.000€ ano!!! Enfim para quando a revolta deste povo? Se fosse na Grécia, em Espanha ou em Itália já tinha havido muitas mortes e muito sangue. Mas neste jardim á beira mar nada se passa porque o povo está adormecido. E eles, os políticos aproveitam bem a mansidão deste povo para irem roubando, pilhando e vendendo o País por grosso e a retalho conforme lhes convém. Não passaremos nunca do povo da sardinha assada e do bacalhau á brás. Que País vou eu deixar para o meu filho? Dá-me náuseas tudo isto....perdoem-me a franqueza mas só temos vontade de fugir!
Nunca fui comunista e nunca serei
Tenho sido um crítico acérrimo sobretudo das arruaças promovidas pelo braço armado do PCP.

Porém, perante o quadro dramático a que assistimos diariamente como o aumento do desemprego para números nunca antes pensados, o aumento da fome e da miséria a um ritmo galopante... não deixo de reconhecer que os deputados do PCP são aqueles que ainda vão lutando - e ficando a falar sozinhos - pelos interesses do povo. Serão honestos (entre os políticos portugueses tenho dúvidas de que haja algum honesto) ? Já nem me interessa, a verdade é que são os únicos que lutam perante a passividade de uma população que é tratada pelo governo pior do que animais e que nem resiste! O que se vai lendo nos comentários produzidos neste jornal é sintomático... a culpa é do Sócrates e do PS (a intoxicação - propaganda - funciona), estes que lá estão, há já um ano, são uns anjos apesar de lançarem o caos no país.
Trapalhices e trapalhões
Estes governantes bem anunciaram, aliás anunciam todos, serem diferentes, só não disseram que era para pior, muito pior do que os antecessores, dando continuidade à regra de sermos conduzidos por trafulhas e trapalhões.
Re: Trapalhices e trapalhões
VÃO PARA A POLITICA PARA SUGAR O POVO E SE SEVIREM
Os casos graves são diários há decadas ... muitos vão para deputados e montam logo escritório e sociedades de advogados etc. etc.
Vão para a politica para sugar o povo e se servirem, a eles, as empresas, familias e amigos ...
Isto assim é desde o feudalismo ...
Só com um tsunami ou kamikazi ...
É SÓ MAFIAS, CORRUPÇÃO, LOBYS, TRAFICO DE INFLUÊNCIAS, CUNHAS, E MUITO MAIS ... SEJA NA POLITICA, FUTEBOL, EMPRESAS ETC. ETC.
NÃO HÁ SOLUÇÃO PARA O PAÍS COM ESTAS CLASSES POLITICAS E DE MAL FEIORES E ASSIM É HÁ MUITAS DECADAS ... ISTO SÓ À PAULADA É QUE PODE LEVAR UM RUMO DE DIGNIDADE, HUMANISMO, MORAL E ÉTICA, POIS OS DESTE TIPO, SÃO POUQUISSIMOS E MUITO RAROS, INFELIZMENTE ...
DEPOIS E PARA SUSTENTYAR TUDO ISTO, MAIS E MAIS IMPSOTOS E AS VERGONHOSAS E IMORAIS REDUÇÕES DE SALÁRIOS, PENSÕES, SUBSIDIOS DE FÉRIAS E DE NATAL DE QUEM TRABALHOU E DESCONTOU UMA VIDA X 14 MESES, MÊS A MÊS ...
ENFIM SÓ IMORALIDADE, DIVERSAS REFORMAS, QUANDO DEVIAM DE TER UMA REFORMA AO FIM DE NO MINIMO 600 MESES DE DESCONTOS E NINGUEM SE PODER REFORMAR SEM ATINGIR ESSE LIMITE, SEJAM COM FOR, MESMO OS POLITICOS, AUTARCAS E GESTORES PUBLICOS E PRIVADOS ...
PESSOAS QUE NUNCA DESCONTARAM REFORMADAS, OUTRAS QUE SÓ DESCONTAM 15 ANOS E SUSPENDEM DESCONTOS À ESPERA DOS 65 ANOS ... OUTROS REFORMADOS COMO INVALIDOS E QUE CONTINUAM A TRABALHAR E A PREJUDICAR QUEM QUER TRABALHAR ETC. ETC.
VERGONHA DE GENTE E DE PAÍS ...
cedo ou tarde, a corda vai partir
Promiscuidade, nepotismo e tráfico de influências. E ainda há quem ache isto normal, acusando o Expresso de má-língua. Se o Expresso peca é por defeito, não por excesso.
CONJUGAÇÃO DO VERBO GAMAR ... NO PORTUGAL ESPECIAL
Pretérito perfeito composto
ele tem gamado
vós tendes gamado
eles têm gamado

Pretérito perfeito simples
vós gamastes
eles gamaram

    Presente
ele gama
vós gamais
eles gamam
PS/PSD
O CHEIRO É DIFERENTE MAS O CONTEÚDO É IGUAL
Ângelo Correia
Está nas movimentações.
DIZ-ME
com quem andas e direi quem és.
É tudo tão previsível que nem vale a pena argumentar.
Quem poder que fuja aos impostos pois não são para a recuperação da economia nacional mas para os bolsos de quem nós sabemos.
lol
Negociatas? Nós? Nós somos diferentes dos outros, nós sabemos ao que vamos!! Muitos de nós sempre soubemos ao que vós iam!!
O Expresso continua a ser um jornal de referência!
Li a notícia e pergunto-me o que pretende o jornalista. Certamente dirá que pretende informar. Eu só posso entender que pretende enviesar. Ainda com pouco sucesso porque só houve 3 comentários do tipo pretendido. Em boa verdade não é de hoje que o Expresso está a mudar. Já tem bastante tempo. O jornalismo de referência para o Expresso está algures no Correio da Manhã. É uma pena.
Re: O Expresso continua a ser um jornal de referên
Re: O Expresso continua a ser um jornal de referên
o expresso passou a ser um candidato a pasquim..
Salazar
voltaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
Re: Salazar
Re: Salazar
Comentários 73 Comentar

Últimas

Ver mais
Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub