Anterior
Steinbrueck (SPD) defende eurobonds e cedência à Europa de soberania ...
Seguinte
Zona euro: PIB cai 0,2 por cento (Eurostat)
Página Inicial   >  Economia  >  Lisbon Wires  >  PT  >  Europa  >   Euro: bancos e investidores preparam-se para o eventual colapso (Spiegel)

Euro: bancos e investidores preparam-se para o eventual colapso (Spiegel)

Bancos, empresas e investidores estão a preparar-se para o colapso do euro. Os empréstimos inter-bancários entre países estão a cair, os gestores de activos estão a distanciar-se da Europa e o dinheiro está a fluir para o mercado imobiliário e dívida alemã. O euro mantém-se estável em relação ao dólar porque os Estados Unidos também tem problemas de dívida. Mas ao contrário do euro, a estrutura do dólar não está em causa.
Spiegel:
Bancos, investidores e empresas estão a preparar-se para a possibilidade de o euro acabar - e desse modo, aumentam a probabilidade de isso acontecer. (...) Há uma ansiedade crescente, particularmente porque os políticos não conseguiram resolver os problemas. (...) Há uma noção crescente de ressentimento, tanto nos países credores como devedores - e também nos que podem podem vir a seguir. Políticos alemães, como o ministro das finanças do Estado da Bavaria Markus Söder (CSU) defendem abertamente a saída da Grécia da zona euro. Enquanto isso, o líder da oposição alemã, Sigmar Gabriel (SPD), defende a partilha, entre países, das responsabilidades de dívida. (...)

Nos mercados financeiros, a discussão política sobre a melhor forma de resolver a crise tem conseguido basicamente uma coisa: alimentou o receio do colapso do euro. (...) O fluxo de dinheiro através das fronteiras secou porque os bancos têm medo de sofrer perdas. Segundo o BCE, os empréstimos além-fronteiras entre os bancos da zona euro estão em declínio constante, desde o Verão de 2011. Em Junho, essas operações inter-bancárias atingiram o nível mais baixo desde o início da crise financeira em 2007. (...) Ao mesmo tempo, os bancos estacionam os excessos de reservas de capital no banco central. Estão a preparar-se para a eventualidade de os países do sul da Europa reintroduzirem e desvalorizarem drasticamente as suas moedas nacionais. (...)

E a massa anónima de investidores, que vai dos pequenos investidores alemães às seguradoras e aos fundos de investimento americanos, está a procurar maneiras de se proteger do colapso da moeda - ou mesmo beneficiar com ele. Isso reflecte-se nos fluxos de capitais entre o sul e o norte da Europa, na rápida ascensão dos preços do imobiliário na Alemanha e nos juros a zero por cento para a dívida alemã.
source: Investors Prepare for Euro Collapse | Spiegel

Opinião


Multimédia

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 3 Comentar
ordenar por:
mais votados
E o burro sou eu!
O mito da chamada União Europeia esfumou-se. A Alemanha unificou-se (infelizmente)e daí, como sempre nada de bom. Alemanha forte...guerra pela certa. Desta vez, foi o €uro em vez da bota cardada e as "panzer division". O Império Sóvietico esfumou-se. A Rússia capitalista virou a aliada da Wall Strett. O capital é apátrida. A Europa do Norte nada tem a ver com a Europa Central e de Leste e muito menos com a do Sul. A Oeste temos a Grâ-Bertanha que nem é continental. O que tem,portanto a ver um Finlandês com um Grego? Um Alemão com um Espanhol? Um Holandês com Português? Tão sòmente nós termos Sol e Praias e eles a Obsessão dos Nókias, dos BMW e do interresses fiscais. A Europa Unida foi uma ilusão vendida aos povos para fazer frente ao socialismo. O Capital temia uma Sociedade sem Classes. Conspirou, subverteu, corrompeu...e "aparentemente" ganhou. A história até pareceu andar para trás. Mas...ironia. GRIPOU e PAROU. O Capital é Antropófago. Engoliu, poderoso, os fracos. Comeu-lhes a carne e rejeita-lhes os ossos. Deu-se o TERRAMOTO. Preparemos-nos para o TSUNÂMI. E o burro sou eu!
Re: E o burro sou eu!
europa
A europa nem viva nem morre,como foi um projeto assim fico nada mais,assim da jeito aos intereses UEA,uniao politica e economica nao existe sem permisao do UEA,ficar mais nao pode ser,isto logo se corta o raiting,juros a mais,crises,sacrificios elecoes se fim,para todo a matar.Nao se iludem ta tudo sob controlo!
Comentários 3 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub