18 de abril de 2014 às 9:03
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  EUA: Abolida a pena de morte no Illinois

EUA: Abolida a pena de morte no Illinois

Nova lei entra em vigor a 1 de julho. Trinta e um estados norte-americanos mantêm a pena capital no seu sistema jurídico. 
Lusa

O governador do estado norte-americano de Illinois aboliu hoje a pena de morte, depois de uma moratória, criada após a condenação de 13 homens inocentes, ter suspenso, durante mais de uma década, a pena capital. 

Segundo a agência de notícias Associated Press (AP), a partir de 1 de julho, quando a nova lei entrar em vigor, Illinois juntar-se-á aos 15 estados norte-americanos que aboliram a pena de morte, contra os 31 que ainda mantêm a pena capital no seu sistema jurídico. 

O governador Pat Quinn (democrata) também encurtou as sentenças de 15 detidos que aguardavam no corredor da morte e que vão cumprir, agora, pena perpétua. 

Os senadores de Illinois aprovaram, em janeiro, o fim da pena capital. Pat Quinn passou dois meses a refletir sobre o assunto, falando com procuradores, familiares das vítimas, opositores da pena de morte e líderes religiosos.

"A decisão mais difícil" de Pat Quinn


Segundo cita a "AP", esta foi "a decisão mais difícil" que Pat Quinn teve de tomar enquanto governador. 

"Encontrámos os erros que foram feitos vezes sem conta. Não é possível criar um sistema de pena de morte perfeito, livre de erros", disse Pat Quinn.

O governador mostrou-se solidário com aqueles que perderam os seus entes queridos pela violência, afirmando que "a família de Illinois" está com eles. 

A moratória de Illinois foi instituída em 2000, quando o então governador George Ryan (republicano) fez manchetes na imprensa internacional por suspender as execuções. 

Novo México foi penúltimo a abolir 


Durante várias décadas, George Ryan agiu na sombra de dúvidas crescentes quanto ao sistema da pena de morte do Illinois, posto em causa inicialmente na década de 90, depois de diversos tribunais terem concluído que 13 homens inocentes foram condenados à morte. 

Pouco depois de ter deixado o mandato, em 2003, George Ryan também encurtou as penas de 167 condenados à morte. A última execução em Illinois ocorreu em 1999.  

O Novo México foi o penúltimo estado dos Estados Unidos a abolir a pena de morte, em 2009, apesar de a nova governadora republicana Susana Martinez pretender voltar a permitir a pena capital. 

 

Comentários 9 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Mais um pequeno passo para o homem
Assim como um pequeno salto para a Humanidade.

Aos poucos, uns atrás dos outros, conseguiremos eliminar de vez a Pena Capital, forma de justiça absolutamente repugnante, miserável, primária e INjusta.

Esperemos que, com o passar dos anos, os restantes Estados norte-americanos decidam seguir semelhante posição política. No Ocidente, é uma verdadeira vergonha que existam países, como os EUA, onde a pena de morte vigora como forma normal, corrente e consensual de aplicar justiça.
Para lá de todos os horrores,
de todos os precalços, grandes e pequenos, de retrocessos, de vampiragem sem travão,
  " o Mundo pula e avança "...
A pena de morte

Era o tempo pela abolição da pena de morte.
Todavia as condições dos prisioneiros permanecem sempre críticas porque o fim do aprisionamento é a recuperação da pessoa, infelizmente jamais atingido.

RODAPÉ - UM "REPLIQUE"

«O Governador Pat Quinn (democrata) também ENCURTOU as sentenças»

Bom. Só na “esclarecida” opinião do senhor funcionário da LUSA é que o referido senhor Governador terá “encurtado”, alguma coisa, isto é, as tais famigeradas penas de morte, a não ser que alguém na Lusa saiba que o desgraçado do sentenciado vai morrer já, de repente, ao ser-lhe dada a notícia.

Assim, de facto, a pena ficaria encurtada…

  O que o Governador fez foi: substituir, alterar, quando muito, limitar as sentenças anteriores a “prisão perpétua”.

Não “pagam" nada e fico às ordens.

Re: RODAPÉ - UM Ver comentário
Re: a jpafonso - RODAPÉ - UM "REPLIQUE" Ver comentário
pena de morte
pena de morte
Fico satisfeita por mais um estado Norte Americano acabar com a pena de morte ,porque considero que condenar á morte alguem que matou, é fazer exactamente o mesmo que esse alguem ou seja homicidio. Mas tambem acho que condenar alguem a 25 anos de cadeia por homicidio e esse alguem só lá estar 10 anos não é punição .
Concordo em pleno com a pena perpetua ,pois á assassinos que só estão bem na cadeia .
Uma vingança que pelo mal destrói o bem.
O ser humano encerra sempre dentro de si aspectos bons e maus. Uma condenação à pena capital, que é sempre ditada por vingança e quando executada faz desaparecer tanto o mal como o bem que o executado encerra. Porque a justiça não deve ser um instrumento de vingança ela devia fazer-se mediante a exploração do que de que de bom tem quem cometeu os crimes que requerem punição, em favor das respectivas vítimas. A pena de morte é imoral, pura vingança e um desperdício.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub