Anterior
Ministro abre processo disciplinar e inquérito sobre agressões a ...
Seguinte
VotoExpresso: Inspeção-Geral do Trabalho é ineficaz
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Erro informático deixou Governo sem emails e portal na Internet

Erro informático deixou Governo sem emails e portal na Internet

Problema no acesso aos emails já foi solucionado, mas ainda não se sabe quando é que o portal do Governo voltará a estar online.
|
Não é possível aceder à página do Governo

O problema no acesso aos emails dos membros do Executivo de Pedro Passos Coelho já foi solucionado, garantiu ao Expresso o diretor do Centro de Gestão da Rede Informática do Governo (CEGER), Manuel da Costa Honorato.

No domingo à noite, um erro informático provocou um crash nos emails e no portal oficial do Governo ( www.governo.gov.pt ), que ainda continua "em baixo". "O acesso ao email já foi reposto ontem e o portal ainda está a ser reparado", explicou Manuel da Costa Honorato.

Durante o dia de ontem, fonte oficial da Presidência do Conselho de Ministros tinha garantido ao Expresso que estava fora de causa a possibilidade de se tratar de um ataque de piratas informáticos, o que o diretor do CEGER corroborou. "Não se tratou de qualquer ataque. Algumas anomalias técnicas criaram uma situação de instabilidade nos serviços, que deixaram de estar acessíveis."

Além da página do Governo, "ainda há alguns serviços secundários em baixo, como o acesso mobile", explicou o diretor, que adiantou que a situação deverá ser solucionada em breve mas não tem data prevista. 

"Estamos a tratar dos problemas e o portal poderá ficar acessível muito em breve. Mesmo que não seja a 100%, pelo menos algumas partes", garantiu.


 


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 13 Comentar
ordenar por:
mais votados
O Portugal é um País de Paz
Não há nenhum atentado na forja.
Re: O Portugal é um País de Paz
Re: O Portugal é um País de Paz
Re: O Portugal é um País de Paz
E quem é que quer saber
do portal do governo para alguma coisa?
Ainda se valesse a pena ver/ ler o que lá colocam... Agora assim, deixem lá, não se preocupem em voltar a pô-lo activo! Além disso, de um governo como este, acho que ninguém quer mesmo saber (a não ser os boys do costume)...
Pronto
Pagaram a conta?
Despeçam a equipa de suporte!
No privado, já estava tudo na rua!
Três dias para resolver um problema informático que - dizem - não ser pirataria?
Inaceitável para qualquer fornecedor de TIs.
Terá sido um ataque?
Ou terão sido os serviços secretos de Sócrates que trabalhavam para Passos Coelho?
Re: Terá sido um ataque?
atentado ao caracter?
certamente foi mais um atentado ao caracter, mas agora da troika pois Seguro não tem estofo para isso.
Extrapolacoes...
É claro que se o problema fosse um virus ou um rootkit nos servidores os responsaveis pela informatica do parlamento informariam logo a comunicacao social! É obvio que a noticia só podia ser esta da forma como está (Nota: Nao faco a mais palida ideia de qual foi o problema apenas constacto que se fosse outro a noticia seria a mesma...)
Erro...????
Cambada de incompetentes.... em todas as areas.
3 dias???
Só mesmo na FP! Como é que uma coisa destas poderia acontecer no sector privado? E, para além disso, isto está muito mal contado! Estão a REPARAR o quê? Afinal foi problema de acesso/comunicações (e estes não causam estragos) ou de outra ordem? Se foi esta ultima, quem e como foi causada? E de certeza que não foi ataque mesmo?
Comentários 13 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub