Anterior
Parque das Nações pode ficar sem limpeza e recolha de lixo
Seguinte
PSP e Fisco na rua atrás de sinais exteriores de riqueza
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Empresa administrada por Relvas sob investigação

Empresa administrada por Relvas sob investigação

A Finertec, empresa em que o ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares já desempenhou funções de administrador, foi investigada por suspeitas de fraude e evasão fiscal.
Empresa administrada por Relvas sob investigação

A edição da "Visão" desta semana revela que a Finertec, empresa que o ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares Miguel Relvas já administrou, foi alvo da "Operação Furacão", por suspeitas de fraude e evasão fiscal.

A investigação à empresa com sede em Lisboa e ligações a Angola resultou em pelo menos três arguidos.

Na mira da equipa de investigadores esteve também o Banco Fiduciário Internacional (BFI), sediado em Cabo Verde e que figura nos registos oficiais como o único acionista da Finertec.


Leia mais na Visão

Opinião


Multimédia

Os assassínios, as execuções, as decapitações são as imagens mais chocantes de uma propaganda cada vez mais sofisticada. É a Jihad, que recruta guerrilheiros no ocidente para matar e morrer na Síria. O Expresso seguiu as pisadas de cinco jiadistas portugueses, mostrando quem são e como foram convertidos e radicalizados. E como lutam, como foram morrer - e como já haverá arrependidos com medo de fugir. Reportagem em Londres, no café onde viam jogos de futebol, na universidade onde estudavam e na mesquita onde rezavam. Autoridades e especialistas em terrorismo estão alerta sobre este pequeno mas perigoso grupo, onde corre sangue português - e de onde escorre sangue por Alá.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.

Geração Z

Mais rápidos, mais capazes, mais solitários, os Z vivem agarrados aos ecrãs, pensam com a ajuda da internet e estão permanentemente preocupados com a bateria do telemóvel. Que geração é esta que nasceu com a viragem do século?

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.


Comentários 50 Comentar
ordenar por:
mais votados
Censura no expresso
No Expresso Online a Censura existe!!!
Porque viola o Exp.Online os seus termos de utilização, censurando e apagando utilizadores válidos que nunca aqui fizeram qualquer comentário ofensivo?
Existe aqui um botão com o nome "Regras de Utilização", em que se afirma textualmente no ponto 5:

«Nunca estarão em causa questões de opinião, mas apenas a utilização de linguagem imprópria ou injúrias a terceiros.»

Ora não existindo "linguagem imprópria ou injúrias a terceiros." que mais poderá existir para que ultimamente diversos utilizadores tenham visto TODOS os seus comentários apagados, e noutros casos estejam IMPEDIDOS DE ACEDER ao Expresso Online, sem sequer terem sido avisados por email? Porque não responde o Expresso Online aos utilizadores que colocam questões no endereço que ele próprio fornece para o efeito? Que se passa aqui, QUE UM SIMPLES ADMINISTRADOR DE FÓRUM PODE APAGAR UTILIZADORES usando para o efeito os seus próprios critérios altamente discricionários e que violam os próprios termos de utilização!

Como funciona esta comunidade, em que até é necessário efectuar "crossposting" para várias notícias, para SE PODER PROTESTAR LEGITIMAMENTE contra a discricionariedade de qualquer fulano, que por iniciativa própria ou a pedido de terceiros, resolva CENSURAR sem qualquer motivo válido, utilizadores que nada fizeram de errado? Sim, trata-se de eliminação de utilizadores e de comentários educados por parte do gestor do Fórum!!!!!! ...
Possivelmente o censor é automático.
o descaramento da Visão
estes jornalistas não aprendem. Fazem-se ameaças, pressões, injúrias e chantagens e mesmo assim têm a desfaçatez continuar a publicar notícias que prejudicam a imagem do Relvas. E depois ainda dizem que o tipo é que é o mau da fita. Não há direito.
O Relvas está virgem....................
Re: E um santo tem lugar de destaque no andor que
Re: E um santo tem lugar de destaque no andor que
Omertá do PSD à siciliana !!
Re: Omertá do PSD à siciliana !!
Re: Omertá do PSD à siciliana !!
Re: Omertá do PSD à siciliana !!
Re: Omertá do PSD à siciliana !!
Re: Omertá do PSD à siciliana !!
Re: Omertá do PSD à siciliana !!
Re: Omertá do PSD à siciliana !!
Re: Omertá do PSD à siciliana !!
Re: o descaramento da Visão
Re: o descaramento da Visão
o descaramento da falta de Visão
Re: o descaramento da falta de Visão
Relvas: As empresas são o espelho do administrador
Relvas é apenas o protótipo do político moderno português.

Para subir na hierarquia partidária, teve de assustar, ameaçar, enganar, esconder, simular, esmagar opositores, faltar ao acordado, etc., etc.

Uma pessoa que vive 24 horas por dia num ambiente desses, como pode ser sério, honesto, cidadão responsável?

Claro que as empresas administradas por um indivíduo desse género, não podem ter uma administração sadia.
Seria antinatural, que essas empresas respirassem seriedade, respeitabilidade, honorabilidade!
Re: Relvas: As empresas são o espelho do administr
Re: Relvas: As empresas são o espelho do administr
Re: Relvas: As empresas são o espelho do administr
Re: Relvas: As empresas são o espelho do administr
Re: Relvas: As empresas são o espelho do administr
Re: Relvas: As empresas são o espelho do administr
Re: Relvas: As empresas são o espelho do administr
Re: Relvas: As empresas são o espelho do administr
Re: Relvas: As empresas são o espelho do administr
Re: Relvas: As empresas são o espelho do administr
Acima de qualquer suspeita
São empresas e pessoas acima de qualquer suspeita, gente séria, está tudo dito, pois então.
Empresa sob investigaão......
Última hora............ Resistente (seguir utilizador), 2 pontos , hoje às 18:01 "A VISÃO apurou que a Finertec foi investigada no âmbito da Operação Furacão, na sequência de suspeitas de fraude e evasão fiscal.

A equipa do procurador Rosário Teixeira investigou também o Banco Fiduciário Internacional (BFI), com sede em Cabo Verde, que aparece nos registos oficiais como o único acionista da Finertec.

Segundo fonte policial, já foram constituídos três arguidos. Os factos em investigação remontam a 2006, dois anos antes da entrada em funções de Miguel Relvas."

Re: Empresa sob investigaão......
Um papalvo destes !!

Ainda é capaz de vir dizer que pensava ser o bilhete de identidade 2.

Este Banco e outros 2, o Insular e o do Atlântico Sul, serviram de desnatadeiras a uma casta de laranjas, autores do assalto ao BPN, via offshores.

Sigam o Coimbra, sócio desta gentalha toda, administrador residente por conta do BPN, vendedor quase porta-a-porta de Fundos de Investimento liderados pelo Fiduciário.

Azar o deles ao velho O Costa não ter ainda dado um treque, pois estaria encontrado o único culpado.

Atente-se que nenhum destes utilizadores da desnatadeira em Cabo Verde foi sequer capaz de ajudar aquando do rebentamento da bronca. Todos se fecharam em copas, todos se serviram da "omertá" siciliana a que estão obrigados pelo Partido. Ninguém sabia destes 3 Bancos !!

Com Duarte Lima a botar a boca no trombone, estou em crer que não quererá cair sozinho. MAs está sujeito à cicuta. Ele que se resguarde !!
Ó RELVAS! TENS O RABO COMPRIDO!
Lá vais ter de aplicar a mesma receita do Público!
É melhor gravares um discurso para os casos que vêm a caminho! Depois envias somente a ameaça gravada! Ficas com mais tempo para ti!
!!! Censura no Expresso Online !!!
No Expresso Online a Censura existe!!!
Porque viola o Exp.Online os seus termos de utilização, censurando e apagando utilizadores válidos que nunca aqui fizeram qualquer comentário ofensivo?
Existe aqui um botão com o nome "Regras de Utilização", em que se afirma textualmente no ponto 5:

«Nunca estarão em causa questões de opinião, mas apenas a utilização de linguagem imprópria ou injúrias a terceiros.»

Ora não existindo "linguagem imprópria ou injúrias a terceiros." que mais poderá existir para que ultimamente diversos utilizadores tenham visto TODOS os seus comentários apagados, e noutros casos estejam IMPEDIDOS DE ACEDER ao Expresso Online, sem sequer terem sido avisados por email? Porque não responde o Expresso Online aos utilizadores que colocam questões no endereço que ele próprio fornece para o efeito? Que se passa aqui, QUE UM SIMPLES ADMINISTRADOR DE FÓRUM PODE APAGAR UTILIZADORES usando para o efeito os seus próprios critérios altamente discricionários e que violam os próprios termos de utilização!

Como funciona esta comunidade, em que até é necessário efectuar "crossposting" para várias notícias, para SE PODER PROTESTAR LEGITIMAMENTE contra a discricionariedade de qualquer fulano, que por iniciativa própria ou a pedido de terceiros, resolva CENSURAR sem qualquer motivo válido, utilizadores que nada fizeram de errado? Sim, trata-se de eliminação de utilizadores e de comentários educados por parte do gestor do Fórum!!!!!!
PS: PODEM APAGAR ESTE TB!
Re: !!! Censura no Expresso Online !!!
Re: !!! Censura no Expresso Online !!!
Re: !!! Censura no Expresso Online !!!
Re: !!! Censura no Expresso Online !!!
O caso de Relvas
O Relvas ainda vai dar muito que escrever, por muito que se escreva uns a criticar outros elogiar, o Marcelo a dizer que está meio morto, e o proprio a firma que sai desta mais forte, e outras tantas de Sr. do PSD que escolhem Cabo Verde, por? e agora temos a Ferreira Leite a dizer que estão a estragar a Economia do País! ó carago, não foi ela que assacinou as firmas com impostos? que falta de memoria, e porque fala? e diz tanta asneira sobre economia, sempre gastou mais que recebia e as firmas a pagar incompetencia, fala assim porque não gosta de Passos Colheo! ou das firmas portuguêsas que não tenham na administração politicos do PSD. e só o governo do PS é culpado. que Hipocrisia Politica!
Basta!
Já cheira a perseguição sem freio esta campanha contra o Miguel Relvas!Mas que diabo tem o Relvas a ver com a administração da Finertec à data de 2006,se o homem só foi para lá dois anos depois?Claro que já toda a gente viu a causa desta perseguição da SIC-VISÃO:trata-se da privatização da RTP,não é?Mas podiam ser mais claros e dizer:isto vai-nos ao bolso e como tal temos que abater o principal impulsionador da privatização desse monstro,sorvedouro de tantos fundos públicos!Esta é que é a verdade!
Campanha nojenta!
Estive mesmo agora a ler o artigo na VI^SÃO. E a conclusão a que se chega esta:Miguel Relvas devia processar estes dois pasquins - Expresso e Visão - pela perseguição abjecta que lhe estão a mover!E a ERC devia providenciar para que estas situações não se repitam!É assombroso como manipulam factos que não têm nada com a realidade!Que culpa tem o Relvas por factos que até nem está provado que tivessem ocorrido numa empresa de que foi administrador só dois anos depois?É chocante e mesmo abusivo!Quanto aos coomentáris que por aqui pululam,só demonstram o ódio que grassa nos incompetentes e frustrados destes xuxas corruptos!
Há tanto que nos une
Quando leio noticias sobre ameaças, corrupção, aldrabice, trafulhice e muita mentira, tenho a mais nitida impressão de que estou lendo um jornal brasileiro.
Será que o Relvas andou fazendo mestrado com os seus amigos mensaleiros no Brasil?
O lula da silva sempre acusou a imprensa brasileira de ser "golpista", esta o Relvas ainda não aprendeu a dizer.
É assim tão dificil afastar este homem do cargo durante as investigações? Afinal Portugal é um país europeu e deveria agir como tal.
CEPA TORTA
Os Limas, os Loureiros, os Coimbra, os Varas, os Relvas, os Sócrates, os Coelho, os Isaltinos e outros tantos (de diferentes cores, que não só a laranja, ou a rosa) nascidos com uma mão atrás, outra à frente, não chegaram onde estão por esforço pessoal e honesto, nem por milagre, capacidade, e muito menos devido à boa vontade dos seus pares. Chegaram lá, porque pelo caminho foram vendendo a alma, a honra e a idoneidade (se é que a receberam por educação).
Aprenderam a falar com uma linguagem que, enganando meio mundo, mostra ao outro meio, o quanto são escorregadios, dúbios, estranhos, cheios de maningância e de manchas obscuras, na sua vida profissional, política e até na escolaridade que fizeram (ou dizem ter feito), para se tornarem doutores.
Os que, vindos de famílias endinheiradas, enveredavam pela política, não tendo tamanha voracidade por ser ricos (já o eram) e "importantes", foram usando uma maningância velada, que lhes permitia também, a par do proveito próprio, servir o país de uma forma mais "altruista". Estes rufias pobres, com ganância do poder e do enriquecimento, enganam, sabotam, roubam, manupilam, porque cedo querem encher o seu pote de ouro, e o seu ego de poder. Por isso de um ano para o outro tudo querem, esquecendo-se de, pelo menos disfarçar a sua gula. Quanto mais de baixo o político vem mais a baixo chega na corrida pelo poder.
Já se viu!
Foi graças a amigos como o Relvas que Passos Coelho chegou a primeiro ministro. Agora tem que pagar o favor! Nem sequer se esconde!
TRAPACEIROS.
LÁ VOLTA O EXPRESSO NO SEU MELHOR: OO TITULO NÃO CONDIZ COM A NOTICIA.FACTOS RELATIVOS A 2006 QUE O HOMEM NÃO FAZIA PARTE DA EMPRESA, POR QUE RAZÃO É ASSOCIADO O NOME, E NÃO FICA ´SO REFERENCIA A EMPRESA. DEPOIS NÃO QUEREM QUE LHES CHAMEM OS NOMES , E ASSOCIADO VEM O DESCREDITO DO JORNALISMO. RECICLAGEM PARA OS CONFUSIONISTAS.
Comentários 50 Comentar

Últimas


Pub