Siga-nos

Perfil

Economia

WorldGMC

Prever a concorrência

Para quem disputa o Global Management Challenge, uma das maiores dificuldades é conseguir saber com exatidão, qual vai ser a atuação das outras equipas.

Rui Salvador lidera a equipa de quadros EDP Highlanders que está a disputar a segunda volta da edição de 2017 do Global Management Challenge. Explica que "o crescente grau de competitividade com que nos deparamos, que reflete a excelente qualidade das equipas participantes, obrigou-nos a uma interpretação mais exigente da previsibilidade do comportamento estratégico das nossas concorrentes". Procuraram na antecipação um aliado para o sucesso das suas decisões.

Na opinião de Rui Salvador e sendo o Global Management Challenge a maior competição de estratégia e de gestão empresarial do mundo, "participar enriquece a nossa aprendizagem ao nível do trabalho de equipa e no networking que proporciona, essenciais para a nossa capacitação profissional e pessoal". A estes aspetos acrescenta estar focado num objetivo, planear a longo prazo, assim como a execução suportada numa estratégia flexível ajustando-se a circunstâncias do momento, complementando-a com uma tomada de decisão resultante de um consenso alargado.

Repetente nesta iniciativa, Rui Salvador quer juntamente com os seus colegas de equipa, chegar à final nacional e ter uma melhor classficação do que o sexto lugar obtido em 2016.