Siga-nos

Perfil

Economia

WorldGMC

O triunfo do leste europeu

  • 333

A Rússia venceu as três últimas finais internacionais do Global Management Challenge. Mas outros países do leste europeu têm também conseguido bons resultados nesta competição portuguesa.

Alexey Chuvaev liderou a equipa russa que venceu a final internacional do Global Management Challenge 2015 que se realizou no passado mês de abril, no território de Macau. Durante o evento afirmava que sentia a pressão de vencer mais esta edição, atendendo aos bons resultados que o seu país já tinha alcançado em anos anteriores.

O que é certo é que a Rússia atingiu o primeiro lugar nas finais internacionais de 2013, 2014 e 2015 e já antes se tinha sagrado vencedora nas de 2011 e 2008. Nesta última final foi representada por uma equipa de quadros. Numa avaliação à prova, Alexey Chuvaev revelou que “aprendemos a gerir uma empresa, a ver como o cada departamento influencia os outros e tem impacto no todo e a pensar de forma estratégica”.

Mas não tem sido apenas a Rússia a conseguir bons resultados nesta competição de estratégia e gestão criada pelo Expresso e a SDG há 37 anos. A China que começou a competir em 1995, a primeira final internacional que venceu foi a de 1999. A partir do ano 2000 e com a entrada da Polónia e depois de vários outros países do leste europeu, entre eles a Roménia, Rússia, República Checa, Estónia, Letónia, Lituânia, Ucrânia e Eslováquia, perdeu gradualmente protagonismo.

Desde o ano 2000 a China venceu apenas a final internacional desse mesmo ano, bem como as de 2002, 2003 e 2005 e Macau a de 2007. Em contrapartida a República Checa venceu as finais internacionais das edições de 2001 e 2006, a Polónia a de 2004, a Eslováquia a de 2010, a Ucrânia as de 2012 e 2009. E a Rússia, que aderiu a esta competição há dez anos, alcançou cinco vitórias nos últimos anos.