Siga-nos

Perfil

Economia

WorldGMC

Uma final competitiva

  • 333

Experiente neste desafio, João Gonçalves, líder da equipa IAPMEI/Felpos Bomdia, estima que a final nacional do Global Management Challenge 2015 venha a ser uma das mais renhidas por que já passou.

“Analisando os resultados que as restantes equipas que alcançaram a final obtiveram nesta segunda fase, acreditamos que o evento deste ano será dos mais competitivos dos últimos anos”, explica João Gonçalves que já integrou duas finais nacionais e internacionais.

Nesta segunda volta a sua equipa teve de lidar com um cenário de crise/reestruturação, onde as empresas não tinham muito capital para investir, os salários dos trabalhadores eram bastante elevados, as taxas de juros e os preços das matérias primas não paravam de aumentar. “Nalgumas das nossas decisões a opção do outsourcing foi a mais indicada. É também um cenário onde o mercado potencial não era muito grande criando bastante disputa entre as empresas pela quota de mercado, o que obrigou as formações a terem de definir de forma inteligente os seus investimentos”, refere este participante.

Perante esta realidade a IAPMEI/Felpos Bomdia deparou-se com algumas dificuldades, nomeadamente “a dinâmica do cenário e a forte concorrência”, frisa João Gonçalves. Uma situação que a equipa ultrapassou através da análise dos históricos para compreender de forma clara o que se passava neste cenário e também prestou bastante atenção e analisou as decisões da concorrência para conseguir prever os seus movimentos.

“O simulador do Global Management Challenge é uma ferramenta extremamente útil para colocar em prática as nossas competências na área de gestão, bem como a capacidade de análise, tomada de decisão e trabalho de equipa”, frisa João Gonçalves. Como todos os participantes a ambição é que a sua equipa seja a campeã da final nacional. Para isso os elementos que compõem a IAPMEI/Felpos Bomdia vão “trabalhar muito, simulando diversos cenários e analisando bem a concorrência”, finaliza João Gonçalves.