Siga-nos

Perfil

Economia

WorldGMC

O Brasil na competição

  • 333

Na última final internacional do Global Management Challenge Portugal não se qualificou para a finalíssima, mas a língua portuguesa esteve representada nesta etapa pelo Brasil. 

Rodrigo Santos liderou a equipa brasileira na final internacional do Global Management Challenge 2014 que se realizou em abril deste ano, na cidade de Praga, na República Checa. A sua equipa era formada por estudantes de engenharia civil e administração. Durante a semifinal este participante contava “que a primeira decisão é que vai decidir a estratégia para as próximas. Pela nossa experiência quem decide bem no início irá bem no resto do jogo, mas se sair muito atrás em termos de resultados, é difícil recuperar”. O certo é que decidiram bem, pois passaram da semifinal para a finalíssima e foram o único país de língua portuguesa a atingir esta etapa.

Para José Gabriel Couto, membro desta equipa brasileira, a finalíssima foi bem agressiva, com todos os participantes a lutarem pela vitória. No que respeita à forma de fazer negócios, reconheceu que os europeus e asiáticos são mais analíticos que os brasileiros. Talvez tenha sido essa diferença que justificou que o Brasil tenha ficado em oitavo lugar, o último da tabela classificativa de oito lugares.

O Brasil foi o primeiro país fora de Portugal a desenvolver o Global Management Challenge. No último ano a organização da competição neste país optou por aceitar apenas a inscrição de equipas de estudantes. Na perspetiva de José Gabriel Couto é necessário divulgar ainda mais a prova no Brasil, dado que quando vai a entrevistas de trabalho, há quem não a conheça e quando fala da experiência vivida, os seus interlocutores ficam impressionados.

A terminar neste momento a licenciatura em engenharia civil, José Gabriel Couto acredita serem importantes para o seu futuro profissional atividades extracurriculares como esta, não só pelos conhecimentos técnicos que se adquirem, como também pelo que se aprende no que respeita ao relacionamento humano.