Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Turismo em alta. Em 2015 já abriram 10 hotéis e até ao fim do ano abrem mais 47

  • 333

Em 2015, já abriram 10 novos hotéis, mas até ao fim do ano mo sector vai ganhar mais 47.

As contas são da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), citada na edição desta manhã do "Diário Económico" (DE). A oferta hoteleira vai crescer 6,4% em 2015, impulsionada pela abertura de mais 58 hotéis em todo o país. Desde o início do ano já abriram 10 novos hotéis (610 quartos).

A retoma da economia e o aumento da procura turística entusiasmam os empresários que  investem em novos projetos. Os principais operadores, como os grupos Pestana, Vila Galé, Sana, Turim, Júpiter ou Porto Bay, estão na primeira linha do investimento.

Cadeia angolana abre em Lisboa

Lisboa concentra a maioria dos novos investimentos. Esta quarta-feira, o mercado recebe o primeiro hotel da marca angolana Skyna, enquanto para sábado está agendada a inauguração do novo Vila Galé Évora.

A  inauguração do Skyna Hotel Lisboa traduz a vontade de internacionalização da cadeia hoteleira angolana, a primeira do país a investir no estrangeiro. Depois de Lisboa, Madrid surge na agenda de investimento da Skyna.

Face a este reforço da oferta na hotelaria, a presidente da direção executiva da AHP, Cristina Siza Vieira, reconhece ao "Diário Económico" que "os resultados do turismo são interessantes" sendo que 2014 confirmou a retoma já iniciada no ano anterior.

A retoma traduziu-se na taxa de ocupação e no preço médio por quarto disponível.  Cristina Siza Vieira lembra que "os novos projetos estão em agenda há bastante tempo" e agora estão a sair do papel.

Mercado ganha mais 4752 quartos

Este reforço da oferta passa por novas unidades, mas também pela remodelação e reconversão em hotéis de edifícios, alguns abandonados.

O total de 57 novos hotéis previstos acrescentam ao mercado 4752 quartos - o valor total do investimento não foi revelado. A oferta de quartos sobe mais 5,4%.

Em termos de distribuição, Lisboa é a região que se destaca no aumento da oferta com 23 novos hotéis e uma pousada (1709 quartos). Segue-se a região do Porto e Norte com mais 14 unidades (1201 quartos).

A maioria do investimento surge das tradicionais cadeias hoteleiras e não de novos operadores. O caso Skyna é uma exceção. A AHP cita os casos da cadeia Sana, com o novo Evolution, o Tryp, Turim (mais três), Pestana (com mais dois), Porto Bay (com um), a Visabeira (um para o Chiado) e os espanhóis da Vinci (mais um).