Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Trabalhadores gritam contra administração do BCP

Cerca de 100 trabalhadores do BCP protestam contra a ausência de prémios aos colaboradores e pelo facto de não haver lugar à atribuição da contribuição para o Plano Complementar do Fundo de Pensões.

"Administração do BCP a vergonha que se vê" é a  palavra de ordem de cerca de 100 trabalhadores e reformados do BCP junto à Alfandêga do Porto, onde decorre a Assembleia Geral de accionistas do banco.

Os colaboradores manifestam-se contra a decisão da administração presidida por Carlos Santos Ferreira de não atribuir remuneração anual variável relativa aos resultados do banco em 2009.

Acusam ainda a administração de "desrespeitar as leis do trabalho, nomeadamente em matéria de cumprimento dos horários de trabalho e consequente pagamento das horas suplementares".