Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Sattar: "Em 2014 não recebemos a informação que devíamos ter recebido"

Líder da KPMG Portugal, auditora do BES, disse aos deputados da comissão parlamentar que o contágio entre os problemas nas holdings de topo do grupo Espírito Santo e o banco aconteceu este ano

Sónia M. Lourenço

"Em 2014 não recebemos a informação que devíamos ter recebido", afirmou Sikander Sattar, presidente da KPMG Portugal, aos deputados da comissão parlamentar de inquérito só caso BES. A audição durou toda a tarde e já se estende pela noite.

Sikander Sattar referia-se à informação necessária para avaliar as contas do BES no primeiro semestre deste ano e fez menção, em concreto, às duas cartas que mostravam responsabilidades adicionais do banco e de que o auditor só teve conhecimento já pela administração de Vítor Bento, resultando num agravamento dos prejuízos semestrais.