Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Salgado nega promiscuidade na relação com o Governo

Ex-presidente do grupo GES diz que falou com Carlos Moedas e Durão Barroso, mas ambos remeteram-no para o Governo português.  

Ricardo Salgado nega que tenha havido alguma promiscuidade nos contactos que teve com o Governo português, afirmando que comunicou ao Executivo a possibilidade de risco sistémico, na sequência de anterior contacto com Durão Barroso e Carlos Moedas.

O ex-presidente do grupo GES afirmou perante a comissão de inquérito da Assembleia da República que começou por comunicar ao então presidente da comissão europeia e ao comissário português essa possibilidade. "Ouviram e compreenderam, mas o que disseram era que era preciso comunicar ao governo. E foi o que nós fizemos", referiu Salgado.