Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Salgado garante que escreveu ao BdP a disponibilizar-se para sair do GES

Carta que Ricardo Salgado enviou ao governador do Banco de Portugal seguiu também Cavaco Silva, Passos Coelho, Maria Luís Albuquerque e Durão Barroso

Luís Barra

Antigo presidente do Banco Espírito Santo revela carta enviada a 31 de março ao governador do Banco de Portugal, onde manifesta a sua disponibilidade para ceder o lugar na liderança do grupo.

O antigo presidente do Banco Espírito Santo garantiu esta terça-feira de manhã no Parlamento que esteve sempre disponível para deixar a liderança do Grupo Espírito Santo (GES) e que terá sido o próprio governador do Banco de Portugal a pedir-lhe para "liderar a mudança de governance".

Ricardo Salgado, que está a ser ouvido na comissão parlamentar de inquérito à falência do GES, fez referência a uma carta que enviou a Carlos Costa no dia 31 de março, na qual se terá manifestado "disponível para encontrar uma solução construtiva de governance", solução essa que o Banco de Portugal pretendia, também segundo Salgado, ver concretizada ainda antes do aumento de capital.

Salgado disse ainda que essa carta foi também enviada ao Presidente da República, Cavaco Silva, e ao primeiro-ministro, Passos Coelho, "que a devolveu", bem como à ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, e ao presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso.

O BES, tal como o conhecíamos, morreu no final de julho.