Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Ricardo Salgado eleito pela BBC o pior CEO do ano

FOTO LUÍS BARRA

"Salgado, e vários outros membros da família, viviam como reis em grandes propriedades, protegidos da mais rudimentar fiscalização do banco". A BBC elegeu o antigo líder Espírito Santo como o pior presidente executivo de 2014. 

Ricardo Salgado foi eleito pela BBC como o pior presidente executivo (CEO) ano de 2014. O antigo líder da família Espírito Santo é o número de uma "lista negra" publicada pela cadeia de televisão britânica.

"O pior CEO do ano vai para o líder da família Salgado de Portugal, o chefe de um conjunto inter-relacionado e complexo de entidades entidades que controlavam o segundo maior banco em Portugal - e levou-o à falência", justifica a BBC, que explica aos seus leitores como o Grupo e o Banco Espírito Santo colapsaram. 

"Colocar 250 membros da família em cargos de gestão e de liderança pode funcionar para grandes reuniões de família, mas dificilmente pode ser justificado numa base de práticas saudáveis de gestão e avaliação. Salgado, e vários outros membros da família, viviam como reis em grandes propriedades, protegidos da mais rudimentar fiscalização do banco", prossegue o texto que justifica a "eleição". 

A BBC lista várias decisões que sustentam a sua escolha para pior CEO do ano: financiamentos fora do balanço da ES International, que estavam ocultados; posição do BES estava registada nos "livros" do Grupo por um valor muito superior ao de mercado; Salgado assinou cartas de conforto com a Petróleos de Venezuela contrariando ordens diretas do Banco de Portugal; Salgado culpou o contabilista por esconder passivos. A BBC termina o seu texto comparando Salgado com Eike Batista, o brasileiro que foi eleito pior CEO no ano passado.

No total, a BBC lista cinco gestores como os piores CEO de 2014: Depois de Salgado estão Dov Charney da American Apparel (número 2), Philip Clarke da Tesco (número 3), Eddie Lampert da Sears Holdings (número 4) e Dick Costolo do Twitter (número 5).