Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Quantino: mais de 1000 km de autonomia e só emite água

  • 333

O pequeno Quantino está a provocar uma verdadeira revolução na indústria automóvel

nanoflowcell

O Quantino, o novo modelo da Quant, bate os 200 km/hora e faz mais de 1000 km atestado. E sem produzir emissões poluentes.

J. F. Palma-Ferreira

Há poucas décadas diriam que um carro como o Quantino seria um truque bem conseguido. Mas hoje confirma-se que é real.

Utiliza a tecnologia das nanocélulas de fluxo, patenteada com a designação "nanoFlowcell". Esta tecnologia está a operar uma surpreendente revolução na mobilidade automóvel, transformando fluxos energéticos de dois líquidos iónicos com cargas opostas (um líquido com carga positiva e outro com carga negativa) numa fonte de energia capaz de fazer "disparar" um carro com um peso de 2,8 toneladas.

É o caso do igualmente revolucionário Quant F, apresentado no 85º Salão Automóvel de Genebra, que faz precisamente isto. Transportando quatro pessoas, leva 2,8 segundo para passar dos zero aos 100 quilómetros hora. Mas se o Quant F surpreende, o seu irmão mais pequeno, o Quantino, é miraculoso.

Estes carros são produzidos pela Quant, uma marca de alta tecnologia - liderada por Nunzio La Vecchia e Jens Ellermann - sediada em Schaan, a maior comunidade do Liechtenstein.

A Quant utiliza o sistema gerador de energia que recorra "nanoFlowcell", aplicando-o com êxito a sofisticados automóveis elétricos.

No Salão de Genebra, além do Quant F esta marca apresentou o mais pequeno Quantino, que é o primeiro veículo elétrico de alto desempenho a funcionar com baixa voltagem - apenas 48 volts -, capaz de atingir uma velocidade máxima de 200 quilómetros por hora, com quatro motores de 25 kW, o que corresponde a uma potencia total de 136 cavalos. Este Quantino garante uma autonomia que a marca diz ser superior a 1000 quilómetros.

Os dois depósitos do Quantino têm uma capacidade de 175 litros cada (para serem abastecidos com os dois líquidos iónicos de cargas opostas). E as emissões efetuadas pelo Quantino são um líquido que todos conhecemos: água.

Para fazer libertar energia do seu sistema de nanocélulas de fluxo utiliza água com sais metálicos nos seus dois depósitos. A temperatura do seu funcionamento varia entre 60 e 160 graus celsius.