Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Produção de azeite teve uma quebra de 32%

  • 333

A produção nacional de azeite atingiu as 61,2 mil toneladas na campanha 2014/2015. Este valor traduz uma quebra de cerca de 32% em relação à produção da campanha anterior, segundo dados oficiais qua acabam de ser divulgados.

Portugal produziu 61,2 mil toneladas de azeite na campanha 2014/2015, uma quebra de 32% face á campanha anterior, segundo dados hoje divulgados pelo Sistema de Informação sobre o Azeite e a Azeitona de Mesa (SIAZ), que é gerido pelo Ministério da Agricultura.

Recorde-se que na campanha 2013/14 se atingiram as 90 mil toneladas, o valor mais elevado dos últimos 50 anos.

"Note-se, contudo, que, relativamente à produção média das últimas cino campanhas (70,5 mil toneladas), a quebra de produção será apenas de 13%", sublinha a análise feita pelos técnicos do SIAZ.

Os mesmos responsáveis referem ainda que a quebra de 32% na produção "resultou de um ano de contra-safra e de condições meteorológicas e fitossanitárias desfavoráveis para a produção de azeitona, principalmente nos olivais tradicionais de sequeiro, que representarão cerca de 80% da área total nacional de olival para azeite".

A quantidade de azeitona entrada nos lagares diminuiu "significativamente"  e a percentagem de azeite virgem extra obtido também foi menor. Registaram-se quebras de produção em todas as regiões, mas elas terão sido mais acentuadas nas regiões Algarve, Centro e Lisboa e Vale do Tejo.

Ainda de acordo com o SIAZ, a região Norte, a segunda região produtora com cerca de 19% do total nacional, foi a que registou menor quebra na produção.

Em Espanha, o maior produtor mundial de azeite, a quebra de produção em relação à campanha anterior está estimada em 56%.